Pare de ter medo do fim das coisas

O fim assusta, sempre assustou. Desde pequenos, ouvimos pessoas discursarem sobre o fim do mundo, que, aliás, assusta o mundo desde quando a humanidade surgiu. Temos medo de terminar um relacionamento horrível, medo da solidão, medo de não encontrar outra pessoa que nos queira. Temos medo de abrir mão daquele emprego que suga a nossa energia diariamente por medo de não encontrar nada melhor. Temos medo de desfazer laços tóxicos de amizade, de abrir mão daquela faculdade que já não se conecta com a pessoa que queremos ser ou com a carreira que queremos seguir.

Por quanto tempo mais teremos medo do fim?

Você está preso em um relacionamento que te faz mal por medo de ficar sozinho? Você esqueceu qual é a sua real personalidade por se prender tempo demais em um namoro que te transformou em alguém que você nunca quis ser?

Você já não aguenta mais olhar seus e-mails quando chega no escritório porque seu trabalho não te representa mais? Não te faz feliz? Você não aguenta mais ser desvalorizado no seu cargo, mas não tem coragem de encarar o fim desse emprego e buscar outro?

Até quando o medo do fim vai te impedir de encarar um novo começo?

É claro que os obstáculos assustam. A crise que toma conta do Brasil assusta. Os relacionamentos, cada vez mais superficiais, assustam. Mas não é ainda mais assustador se prender ao assustador que já é uma certeza? Não é assustador namorar alguém que tira a sua felicidade, que não te completa mais ou que não está feliz do seu lado? Nesse caso, não é melhor se livrar dessa relação que realmente é ruim para encarar um infinito de possibilidades que a sua liberdade pode te proporcionar?

O fim assusta porque ele é sinônimo de mudança, mas, ao mesmo tempo, ele deveria te encher de esperança justamente por ser a certeza de que as coisas vão mudar.

Use o fim como uma oportunidade

Pare de ter medo do fim das coisas

Porém, se o fim chegou para você contra a sua vontade, se você foi demitido ou se sua namorada terminou com você enquanto você ainda a amava, o fim pode te assustar ainda mais. Mas mesmo assim, o fim continua sendo sinônimo de mudança, uma perspectiva de melhora.

Não encare o fim como um buraco negro, encare o fim como a possibilidade de um recomeço. Se você foi demitido, use essa oportunidade como uma chance de se reinventar profissionalmente. Faça uma lista de tudo o que te incomodava no emprego antigo e pontue todos os pontos negativos do cargo que você ocupava. Então, liste tudo o que espera em um novo emprego: quais funções quer tomar? Você realmente estava na carreira que te fazia feliz, ou apenas estava acostumado com a posição que ocupava?

Se você precisou encarar, contra a sua vontade, o término de um relacionamento amoroso, faça a mesma coisa: liste tudo o que não te fazia bem no relacionamento e como você gostaria de mudar essas características para viver um relacionamento mais saudável no futuro, tanto com você quanto com outras pessoas. Pense em tudo o que você deixou de fazer por causa do namoro, e, então, faça. Um namoro saudável não deve te prender, e se ele não te dava liberdade, é hora de recuperá-la.

Encarar o fim é assustador, mas é ainda mais assustador levar uma vida monótona por ter medo de se levantar da mesa quando o amor já não é mais servido.

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »