A acne pode aumentar o risco de depressão

A acne pode aumentar o risco de depressão

Pessoas com acne apresentam alto risco de depressão nos primeiros anos após a condição aparecer, informa um novo estudo.

Os pesquisadores usaram uma base de dados britânica de 134.427 homens e mulheres com acne e 1.731.608 sem, e acompanharam essas pessoas por 15 anos. A maioria tinha menos de 19 anos no início do estudo, embora eles variassem em idade de 7 a 50. O estudo está no British Journal of Dermatology.

Ao longo do período de estudo de 15 anos, a probabilidade de desenvolver depressão foi de 18,% entre os pacientes com acne e 12% naqueles sem.

As pessoas com acne eram mais propensas a serem mulheres, jovens, não fumantes e de alto nível socioeconômico – elas também não se encaixavam no perfil de pessoas que usavam álcool ou eram obesas.

Depois de ajustar esses fatores, os cientistas descobriram que nos primeiros cinco anos após o diagnóstico o risco foi maior no primeiro ano, quando houve um risco aumentado de depressão de 63% em uma pessoa com acne em comparação a alguém sem. O motivo da associação ainda não é claro.

Porém, em entrevista para o jornal The New York Times, a autora principal, Isabelle A. Vallerand, uma epidemiologista da Universidade de Calgary, disse que esse risco aumentou consideravelmente nesses casos.

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »