Os super-heróis negros mais legais dos quadrinhos (e outros formatos)

Super-heróis negros não são cota. Sempre existiram e fizeram sucesso. Quando alguém disser o contrário, argumente com qualquer um desta lista.

Super-heróis negros que todo mundo deveria conhecer

Tem gente que acha que super-heróis negros são apenas cotas de diversidade nos mundos das revistas em quadrinhos e suas adaptações para outros formatos. É mentira. Personagens negros icônicos já fazem sucesso entre o público desde os anos 1960.

Em 1966, Stan Lee e Jack Kirby apresentaram o Pantera Negra em uma edição do Quarteto Fantástico. Não demorou para a DC surgir com John Stewart como Lanterna Verde. Desde então, homens e mulheres negros com superpoderes têm aparecido nas HQs, em séries e filmes.

Então, na próxima vez em que alguém te disser que não existem grandes super-heróis negros, pode pegar qualquer nome desta lista e jogar na discussão.

Falcão (Sam Wilson)

Falcão, um dos super-heróis negros mais famosos

Editora: Marvel Comics

Criado por: Stan Lee e Gene Colan

1ª aparição: Capitão América #117, setembro de 1969

A história do personagem que conhecemos no Universo Cinematográfico Marvel é um pouco diferente do Sam Wilson dos quadrinhos. Mas a série “Falcão e o Soldado Invernal” colocou o super-herói de volta ao contexto em que ele surgiu: combate ao racismo. E que jeito melhor de fazer isso do que seguindo os passos de seu amigo Steve Rogers?

Raio Negro (Jeff Pierce)

Raio Negro, o primeiro super-herói negro da DC

Editora: DC Comics

Criado por: Tony Isabella e Trevor Von Eden

1ª aparição: Black Lightning #1, abril de 1977

O Raio Negro apareceu em 1977 como o primeiro super-herói negro da DC com sua própria origem e enredo. Ele vem do fictício Beco do Suicídio, um lugar criado como alegoria das grandes periferias e guetos modernos. Com sua habilidade de gerar eletricidade, ele quer melhorar sua vizinhança e lutar por justiça. Ah, ele também é atleta e ganhou uma medalha de ouro olímpica.

Blade

Blade, o super-herói

Editora: Marvel Comics

Criado por: Marv Wolfman e Gene Colan

1ª aparição: The Tomb of Dracula #10, julho de 1973

É graças ao sucesso do filme “Blade – O caçador de vampiros”, de 1998, que existe um enorme Universo Cinematográfico Marvel hoje. A versão para o cinema, interpretada por Wesley Snipes, conquistou fãs pelo mundo inteiro. Afinal, o que é mais fascinante do que um cara meio humano e meio vampiro que dedica sua vida a destruir o mundo dos vampiros com uma espada samurai e muita porradaria?

A saudade dos fãs é tanta que a Marvel já anunciou a volta do personagem para a telona, agora modernizado e dentro do UCM. O ator Mahershala Ali já foi escalado como Blade para essa versão.

Spawn (Al Simmons)

Spawn, um dos melhores super-heróis negros

Editora: Image Comics

Criado por: Todd Mcfarlane

1ª aparição: Spawn #1, maio de 1992

Assassinado por seu melhor amigo e enviado para o inferno, o assaltante profissional e altamente treinado Al Simmons faz um acordo com o diabo para renascer como um soldado seu, Spawn. A história é ótima e o personagem é de longe um dos super-heróis negros mais notáveis ​​de todos os tempos. Até seu filme (“Spawn”, de 1997), com péssimos efeitos especiais e atuações questionáveis, vale a pena.

Lanterna Verde (John Stewart)

O Lanterna Verde de John Stewart, um dos super-heróis negros mais famosos

Editora: DC Comics

Criado por: Dennis O’Neil e Neal Adams

1ª aparição: Lanterna Verde vol. 2 #87, dezembro de 1971

Na cronologia do Lanterna Verde, John Stewart é um arquiteto terráqueo que é selecionado pelos Guardiões para ser o reserva de Hal Jordan. Quando Jordan desistiu de ser o Lanterna Verde nos anos 80, John assume como o super-herói do anel maneiro.

O personagem teve relativamente pouco destaque nos quadrinhos, mas se tornou o emblemático Lanterna Verde da série de animação da Liga da Justiça. Por ter aparecido tanto na TV, se tornou um dos super-heróis negros mais importantes de todos os tempos.

Shuri

Shuri, de Wakanda

Editora: Marvel Comics

Criada por: Reginald Hudlin e John Romita Jr.

1ª aparição: Pantera Negra #2, maio de 2005

A irmã cool do rei T’Challa no filme “Pantera Negra” também é uma personagem recorrente nos quadrinhos. Já chegou a substituir o irmão como Pantera Negra e governante de Wakanda. No universo cinematográfico Marvel, usa ótimos tênis.

Homem-Aranha (Miles Morales)

Miles Morales, o Homem-Aranha negro

Editora: Marvel Comics

Criado por: Brian Michael Bendis

1ª aparição: Ultimate Fallout #4, agosto de 2011

Se você viu “Homem-Aranha no Aranhaverso”, sabe quem é Miles Morales. Se não viu, deveria (é um dos melhores filmes de Homem-Aranha já feitos). Filho de uma mãe latina e um pai negro, Miles se torna o novo Aranha após a morte de Peter Parker. Sua história é parecida: ele é mordido por uma aranha radioativa da Oscorp, que lhe concede poderes incríveis.

Quando apareceu, Miles sofreu muitas críticas de “fãs” que não gostaram de vê-lo como Homem-Aranha. Mas o desenvolver de sua história nas HQs e, principalmente, a animação de 2018 o fizeram atingir novos públicos e garantir o merecido sucesso.

Monica Rambeau

A Monica Rambeau dos quadrinhos

Editora: Marvel Comics

Criada por: Roger Stern e John Romita Jr.

1ª aparição: Amazing Spider-Man Annual #16, 1982

A personagem já apareceu no universo cinematográfico Marvel. Primeiro como a filha criança da amiga de Carol Danvers no filme “Capitã Marvel”. Depois, como a agente combativa de “WandaVision“, série feita em parceria com o serviço de streaming Disney+.

Nos quadrinhos, ela já foi um membro dos Vingadores e foi a Capitã Marvel antes mesmo de Danvers. Também já utilizou os codinomes Pulsar e Fóton e atualmente é conhecida como Espectro.

Super Choque (Virgil Hawkins)

Super Choque

Editora: Milestone Comics

Criado por: Denys Cowan, Dwayne McDuffie, Derek Dingle, Christopher Priest e Micheal Davis

1ª aparição: Static #1, junho de 1993

Na história, o jovem Virgil Hawkins é exposto a um gás mutagênico que lhe dá o poder de controlar a eletricidade. Criado por uma editora independente (embora sob o selo da DC), o personagem foi pensado para representar os dramas de adolescentes negros. Seu grande sucesso veio com a série animada “Super Choque”, que finalmente atingiu (principalmente quando exibida na TV aberta) esse público para o qual tinha sido criado originalmente.

Pantera Negra (T’Challa)

Pantera Negra, um dos maiores super-heróis negros

Editora: Marvel Comics

Criado por: Stan Lee e Jack Kirby

1ª aparição: Quarteto Fantástico #52, julho de 1966

O rei guerreiro da nação africana de Wakanda é, nos quadrinhos, um dos homens mais espertos do universo (e ex-marido da Tempestade). Mas foi o filme “Pantera Negra” que transformou o personagem em queridinho do público e ícone da cultura pop. De crianças nas ruas a jogadores de futebol, estrelas da NBA e da NFL, todos passaram a fazer o sinal de Wakanda. Sem dúvida é um dos mais famosos super-heróis negros.

Tempestade (Ororo Munroe)

Tempestade, dos X-Men

Editora: Marvel Comics

Criado por: Len Wein e Dave Cockrum

1ª aparição: Giant-Size X-Men #1, maio de 1975

Criada como uma resposta da Marvel à Mulher-Maravilha da DC, Ororo Monroe, também conhecida como Tempestade, é uma mutante com a capacidade de manipular o clima. Todas as suas representações (em HQs, cinema, séries para a TV e games) deixam claro como ela é poderosa e uma das grandes líderes dos X-Men. A curiosidade é que, além da equipe do Professor Xavier, ela também integrou os Vingadores, o Quarteto Fantástico e foi Rainha de Wakanda.

Nick Fury

Nick Fury

Editora: Marvel Comics

Criado por: Brian Michael Bendis e Mike Allred (baseado no personagem original de Stan Lee e Jack Kirby)

1ª aparição: Ultimate Marvel Team-Up #5, agosto de 2001

Você pode dizer que Nick Fury era um cara branco e que ele nem mesmo é um super-herói. Mas a versão atual de Fury nos quadrinhos foi moldada a partir da interpretação de Samuel L. Jackson do personagem no cinema. Lá, na história, ele foi um dos primeiros super soldados no universo Ultimate e se tornou o diretor de S.H.E.I.L.D. É o bastante para estar na lita, certo?

Bishop

Bishop, dos X-Men

Editora: Marvel Comics

Criado por: John Byrne, Jim Lee e Whilce Portacio

1ª aparição: The Uncanny X-Men #282, novembro de 1991

Você pode não se lembrar dele, mas Bishop é um personagem importante para o desenvolvimento de algumas das melhores histórias dos X-Men. Um mutante do século 22 que viaja ao passado, ele acaba levando consigo informações privilegiadas para os pupilos de Xavier. Ficou famoso principalmente pela série animada dos X-Men que passou na TV nos anos 90, se destacando também por seu visual.

Máquina de Combate (James Rhodes)

Máquina de Combate

Editora: Marvel Comics

Criado por: David Michelinie e John Byrne

1ª aparição: Homem de Ferro #118, janeiro de 1979

James Rhodes é um fuzileiro naval dos EUA que serviu no sudeste da Ásia e se tornou amigo e substituto de Tony Stark como o Homem de Ferro antes de virar o Máquina de Combate. Apesar de mais conhecido do grande público pela sua versão interpretada por Don Cheadle no Universo Cinematográfico Marvel, o personagem é bastante presente em diversos formatos.

Luke Cage

Luke Cage, um dos maiores super-heróis negros

Editora: Marvel Comics

Criado por: Archie Goodwin e John Romita Sr

1ª aparição: Luke Cage, Hero for rental #1, junho de 1972

Condenado injustamente e preso, Luke Cage passou por experimentos na prisão que lhe renderam pele à prova de balas e força sobre-humana. Cage foi bastante explorado pela parceria entre Marvel e Netflix, ganhando uma série própria, chamada “Luke Cage”, e grande se tornando um dos personagens principais em outra, “Defensores”.

Ciborgue (Victor Stone)

Ciborgue, da Liga da Justiça

Editora: DC Comics

Criado por: Marv Wolfman e George Pérez

1ª aparição: DC Comics Presents #26, outubro de 1980

Filho de dois cientistas, Victor Stone foi jovem jogador de futebol americano que acabou exposto a um poder misterioso. Seu pai escolheu salvar sua vida usando uma tecnologia experimental – o que o transformou em um dos mais poderosos super-heróis negros de todos os tempos. No cinema, sua história passou meio batida na primeira versão de “Liga da Justiça“. Só com o corte de Zack Snyder que ele teve mais destaque.

Compartilhe
Felipe Blumen
Felipe Blumen

Historiador, jornalista de lifestyle e fã de foguetes, Corinthians, gibis e outras bagunças.

Comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso