Como funciona a Pílula Rosa, o Viagra feminino?

Droga aprovada é a primeira a estimular a libido feminina. Entenda como ela age

A FDA, agência que regula o setor de remédios e alimentos nos Estados Unidos acabou de aprovar a entrada do Flibanserina, o ‘viagra feminino‘ no mercado. Depois da revolução que o medicamento de disfunção erétil fez para o homem quando surgiu em 98, chegou a vez de muitas mulheres terem acesso ao prazer que, até então, era negado.

Esta pode ser a salvação de muitos relacionamentos longos afetados pela rotina, stress e os problemas de saúde. Mas, será que a Pílula Rosa funciona da mesma maneira que a Pílula Azul? Fui atrás das respostas para você.

Medicamentos para ereção masculina

Como funciona a Pílula Rosa, o Viagra feminino 4

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

De acordo com o médico Dráuzio Varella, no homem, o mecanismo da ereção depende de duas vias fundamentais. A primeira é o cérebro. Parte do cérebro faz o estímulo psicológico que, através da medula espinhal, atinge os nervos que vão enervar o pênis, uma estrutura anatômica predominantemente vascular, com um corpo cavernoso de cada lado.

Os corpos cavernosos funcionam como esponjas. Quando seus vasos dilatam e no pênis entra mais sangue do que sai, acontece a ereção. Esse mecanismo depende especialmente da liberação de um mediador químico e segundo responsável pela ereção: o óxido nítrico. Sua ação na parede dos vasos provoca vasodilatação e facilita a entrada de sangue.

Hoje em dia, existem dois grupos de medicamentos que auxiliam o funcionamento do mecanismo da ereção. Um grupo age no sistema nervoso central que manda estímulo para o pênis e o outro age diretamente nos vasos dos corpos cavernosos, especialmente sobre uma enzima que favorece a liberação do óxido nítrico assegurando vasodilatação mais eficaz e, portanto, maior afluxo de sangue e ereção de melhor qualidade.

Em ambos os casos, a medicação age fisiologicamente no organismo, ou seja, uma ação em determinado ponto causa uma consequência, no caso a ereção.

O desejo sexual feminino

Como funciona a Pílula Rosa, o Viagra feminino 6

“Nós, médicos, costumamos dizer que existem três formas de disfunção sexual entre os homens: ereção, ereção e ereção. Entre as mulheres, os problemas também são três: desejo, desejo e desejo”, afirma Stephen Stahl, psiquiatra da Universidade da Califórnia em San Diego.

A causa certa desse declínio – e até mesmo as origens do desejo – é um mistério para os pesquisadores. Uma das teorias aponta que o distúrbio, conhecido como frigidez ou anafrodisia, resulta de uma incapacidade de “desligar” as partes frontais do cérebro responsáveis pelas tarefas cotidianas. Como resultado, esse circuito, que lida com motivação e prazer, é inibido.

A diferença entre o desejo sexual feminino e masculino é nítida. Enquanto no caso deles, o desejo é geralmente espontâneo, o delas é mais complexo e depende de fatores externos ao ato sexual, como saúde física e emocional, condição socioeconômica e vínculo afetivo.

Desde que o Viagra masculino comprovou ser eficiente do tratamento da disfunção erétil, começou uma corrida para encontrar um medicamento semelhante para as mulheres – mas um que tenha uma ação no cérebro e não nos órgãos genitais diretamente.

A Pílula Rosa, ou o Viagra feminino

Droga aprovada é a primeira a estimular a libido feminina. Entenda como ela age

O Flibanserin foi um dos primeiros a aparecer. Inicialmente desenvolvido para ser um antidepressivo, provou-se ineficaz na alteração do humor. Mas nos estudos clínicos com a droga, as mulheres manifestavam um efeito colateral inesperado: um maior interesse na prática de sexo.

O remédio parece agir regulando o equilíbrio dos neurotransmissores nos circuitos cerebrais, principalmente a dopamina, a noradrenalina e a serotonina. “Acreditamos que a droga normaliza ou compensa algo que não esteja ajudando a afinar esses circuitos. Ou ainda, ela pode permitir que as mulheres se libertem da ação desses circuitos frontais que estão inibindo o desejo sexual”, revela Stephen Stahl.

A flibanserina foi testada em mulheres que têm redução ou ausência de desejo sexual e que sofrem com esta condição. Fizeram parte dos estudos clínicos mais de 11 mil mulheres com média de idade de 35 anos e que estavam em relações estáveis e monogâmicas.

A substância já foi rejeitada duas vezes pela agência reguladora de remédios americana, a FDA, sob o argumento de que sua eficácia era muito modesta em comparação ao placebo. No início dos testes, mulheres relatavam de duas a três relações sexuais satisfatórias por mês e, após o início do uso do remédio, passaram a ter uma a mais.

Outro estudo de 2013 na revista “The Journal of Sexual Medicine” mostrou que as mulheres que tomaram a droga relataram um aumento médio de 2,5 eventos sexuais satisfatórios em quatro semanas, em comparação com um aumento de 1,5 entre mulheres que usavam um placebo.

O que não esperar do Viagra Feminino

Como funciona a Pílula Rosa, o Viagra feminino 5

Diferente do Viagra masculino, o Flibanserina devolve o tesão imediatamente para as mulheres. O Viagra ajuda a aumentar o fluxo de sangue em direção ao pênis, suprindo uma função biológica, enquanto a flibanserina age reequilibrando os neurotransmissores da parte frontal do cérebro.

Outra diferença é no consumo. Ao contrário do Viagra, que é tomado apenas quando se está prevendo uma relação sexual e funciona em poucas horas, a Flibanserina deve ser tomada diariamente e os efeitos podem ser percebidos depois de quatro semanas de tratamento. De acordo com o laboratório, não há uma duração padrão do tratamento, que deve ser definida pelo médico de referência.

Resumindo: se a nova droga para estimular o prazer feminino vai funcionar? Isso só o tempo vai dizer, mas será de maneira bem diferente dos remédios para ereção masculina. Mas, está bem claro que na mulher, desejo sexual é muito mais complexo do que o dos homens e deve ser trabalhada de diversas frentes. É praticamente como comparar um computador com processador 486 a um Intel Core i7.

Fonte: Globo, BBC, Drauzio Varella

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »