4 Benefícios de pular corda para o corpo (e como praticar)

pular corda - Equipamentos simples e baratos para transformar sua casa em uma academia

Você, que costumou a ver os boxeadores mostrando sua agilidade com a corda na mão, sabia que pular corda é uma prática pode ser muito boa para seu corpo?

A atividade ajuda o sistema cardiovascular e proporciona intensa queima calórica. Se você ainda não esta convencido dos benefícios de pular corda, confira abaixo:

1. Prática barata e rápida de perda de peso

Uma boa corda custa cerca de R$ 50. Em 30 minutos de atividade, você pode perder até 330 calorias (contra 270 da corrida). Ainda que queira tomar só uma pequena parte do seu dia, a atividade é mais do que válida. Em 15 minutos de corda, você tem o gasto calórico equivalente a 1 hora de caminhada.

2. Você pode pular corda em qualquer lugar

Na sua sala, no parque, em uma viagem de negócios, ambiente externo e interno, qualquer lugar é bem-vindo. A corda ocupa pouco espaço e pode ser facilmente transportada.

3. Fortalece os ossos

Embora não seja uma preocupação da juventude, pular corda pode ajudá-lo a prevenir a osteoporose, fortalecendo os ossos para o futuro.

4. Fortalece os membros inferiores

Assim como andar de bicicleta, pular corda exige e proporciona força na perna. Saltando para cima e para baixo, lado a lado, ou para frente e para trás, saltar enquanto se move ao redor da sala, pular com uma perna, ou saltar com as duas pernas juntas. Dessa maneira, com cada variação de série você trabalha diferentes grupos musculares e ainda evita o tédio.

Como pular corda

pular corda 2 - Equipamentos simples e baratos para transformar sua casa em uma academia

A primeira dica está na escolha do equipamento ideal para usar. Dessa forma, prefira as cordas de plástico ou couro, com rolamento, pois elas proporcionam melhor desempenho.

A escolha do tamanho da corda depende da altura de quem vai praticar. Para pessoas com ate 1,50 m, a corda deve ter 2,45 m. Quem tem de 1,5 m a 1,8 m acorda deve ser de 2,65 m. Já para as pessoas acima de 1,8 m, a corda certa deverá ter 2,85 m.

1. Fique em pé e pegue a corda. Dessa forma, segure as alças da corda uma com cada mão.

2. Estenda as mãos e os antebraços pelo menos 30 centímetros para longe do corpo, em um ângulo de 45 graus. Assim, criará um arco maior sobre o qual saltar.

3. Logo depois, dê um passo sobre a corda. Ela deve estar solta atrás de você, de modo que a seção central bata em seus calcanhares.

4. Use as mãos e os pulsos para balançar a corda sobre a sua cabeça. Contudo, não movimente os braços, tente manter os movimentos limitados aos pulsos.

5. Quando a corda estiver indo em direção à parte frontal de seus pés, salte sobre ela. Fique na ponta dos dedos e impulsione o salto com a parte frontal dos pés.

Faça movimentação isolada dos tornozelos. Dobrar os joelhos para saltar dificultará o exercício.

6. Para iniciantes, movimente a corda lentamente, de modo a permitir tempo suficiente para dar um pequeno salto entre cada pulo.

Mantenha as costas eretas e olhe pra frente, até encontrar o seu ritmo correto.

7. Quando mais fizer, maior habilidade vai ganhar e você pode ver o desempenho contando o tempo capaz de pular a corda sem errar.

Confira algumas dicas para pular corda:

– Opte por roupas confortáveis e que evitem o suor. Use tênis com amortecimento que suporte o impacto dos pulos, para evitar lesões nas articulações;

– Mantenha sempre o corpo reto, olhando para frente.

– Comece a pular com os dois pés e, na hora de aterrissar, faça isso com a parte da frente dos pés. Pule com as pernas estendidas e aterrisse com os joelhos dobrados.

Potencializando o exercício (truques com a corda)

pular corda

Mude o ritmo, usando o método intervalado: pule 30 segundos em nível leve (com velocidade baixa), seguidos de outros 30 segundos moderados (aumentando um pouco o ritmo) e mais 30 segundos fortes (girando em velocidade rápida). Depois disso, descanse e comece outra vez, até completar 10 minutos (iniciantes), 20 minutos (intermediários) ou 30 minutos (avançados).

Além disso, outra variação é pular com o pé esquerdo, depois com o pé direito.

Ainda assim, também é possível pular corda colocando uma perna para frente depois a outra, alterando os pés para frente.

Inverta a corda

Quando estiver com habilidades com o movimento, experimente fazer no sentido inverso. Comece com a corda à frente dos pés e jogue-a sobre a cabeça, para trás. Dessa forma, pule sobre ela antes que a mesma atinja os calcanhares.

Corda Cruzada

Para este truque, o que você precisa fazer é cruzar os braços à sua frente entre cada salto. É preciso praticar até conseguir o ritmo certo. Porém, uma vez que alcance este time, você consegue seguir alternando entre a corda cruzada e a corda normal, entre cada salto.

Quais os tipos de corda existem?

pular corda 2 - Equipamentos simples e baratos para transformar sua casa em uma academia

Existem cordas de todos os tipos e tamanhos. Para ajustar o tamanho certo, a dica é segurar a corda com as mãos, pise no centro dela com os pés unidos, estique até que o cabo em que você apoia as mãos esteja na altura do peito, próximo às axilas.

Quanto ao material, o ideal para iniciantes é que procurem cordas de material leve, como as cordas de nylon. Cordas de aço revestido com tecido, de sisal e de couro, por exemplo, também são boas, mas são mais pesadas e demoram mais para lacearem.

As cordas com peso maior são boas opções para quem já está num nível mais avançado. Desse modo, é uma forma de intensificar o treino.

As manoplas – o cabo em que você segura a corda, devem ser de material resistente, como o PVC, e preferencialmente emborrachadas, evitando que as mãos fiquem machucadas ou com calosidades. Quando for comprar, veja se as manoplas podem ser repostas quando se desgastarem.

Aliás, existem cordas de diversos preços. A partir de R$ 10 você consegue comprar os modelos mais simples, de sizal, até por R$ 100, os com componentes mais sofisticados.

Confira uma seleção de corda diferentes para comprar

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »