Carreira: qual a diferença entre estágio e trainee?

Carreira: qual a diferença entre estágio e trainee?

Vamos direto ao ponto, sem enrolação: a diferenças entre o contratado e entre aqueles que contratam. Por exemplo, para a empresa, a maior diferença entre o estagiário e um trainee é o custo.

O primeiro, mais barato do que o segundo, não recebe tanto investimento em treinamento e desenvolvimento, característica primordial de um programa de trainee.

Ou seja: se você procura um lugar para trabalhar com um plano de carreira e estabilidade financeira, apoio em cursos e incentivo intelectual, o programa de trainee é uma opção mais segura. Mas, apesar disso, há outros pontos para se considerar.

“Para trainees, há empresas que pagam pós-graduação, MBA. A grade de desenvolvimento é muito bem estruturada, exige investimento”, diz Juliana França, coordenadora de projetos da Page Talent, braço do PageGroup focado em recrutamento para estágio e trainee, em entrevista para o portal Exame.

Depois do fim de um programa trainee, é esperado que o profissional assuma uma cadeira de liderança, geralmente na posição de gerente, ou exerça função técnica sênior.

Por outro lado, quando um programa de estágio termina, no melhor dos cenários o estagiário será efetivado, mas essa efetivação não é uma certeza.

Registro em carteira e as diferenças entre estágio e trainee

Carreira: qual a diferença entre estágio e trainee?

Apesar de parecer algo incerto, entretanto, vale lembrar que estagiário não é um empregado comum em uma empresa. O seu contrato de trabalho é regido pela Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, e é considerado por lei um ato educativo escolar supervisionado. O estágio permite que o jovem aprenda na prática o que estuda em teoria na sala de aula.

É por isso que a matrícula no ensino regular é um requisito para a função de estagiário seja em instituições de ensino superior, de educação profissional, ensino médio, educação especial ou ainda nos anos finais do ensino fundamental. A carga horária máxima pode variar entre 4, 6 e horas, a depender do curso.

Isso, é claro, no regime de estágio registrado.

Segundo Juliana: “O estagiário hoje participa das atividades importantes para a empresa”.

Ainda com funções importantes, os estagiários têm bem menos responsabilidade do que os trainees, afinal, os trainees são contratados com funcionários efetivos. “Com expediente 8 horas, regido pela CLT, direito a participação nos lucros e resultados (PLR) o trainee está mais disponível do que o estagiário”, explica Juliana.

Porém, como os programas de trainee buscam um profissional de liderança, eles priorizam candidatos mais maduros do que os estagiários normalmente são. Normalmente, eles buscam estudantes prestes a se formar, ou até mesmo vão atrás de profissionais em começo de carreira.

Salário: diferenças entre estágio e trainee

Carreira: qual a diferença entre estágio e trainee?

Outro ponto positivo dos programas de trainee é o salário. Como o treinamento exige mais do candidato, o salário costuma ser mais alto inclusive que a média de mercado para analistas.

A Ambev, que tem um dos programas mais concorridos do Brasil, oferece 6,1 mil reais. Outros programas conhecidamente bem pagos são os da Souza Cruz (7,5 mil reais de salário) e do Banco Safra, que tem salário de 6,8 mil reais.

De acordo com Juliana, não é difícil encontrar candidatos a trainee que estejam participando de mais de uma dezena de processos seletivos ao mesmo tempo.

Enquanto os estágios normalmente se fecham na própria cidade do candidato, os processos de trainee podem pedir para o profissional se deslocar para fora.

Normalmente, o candidato precisa ter disponibilidade para mudanças de cidade, estado e até de país, além de inglês fluente.

Pelos benefícios, pelo salário e pela estabilidade, muitas pessoas acabam procurando os programas de trainee, e, por isso, eles são muito concorridos.

Alguns programas recebem até 24 mil inscritos e, no caminho para a aprovação, os candidatos passam por várias etapas de testes, entrevistas e dinâmicas de grupo. E essas são algumas das principais diferenças entre estágio e trainee.

Análise das diferenças entre estágio e trainee

Carreira: qual a diferença entre estágio e trainee?

Ainda tem dúvidas? Vamos pontuar as principais diferenças, se liga:

  • Carga horária: a carga horária máxima de um estágio é de 30 horas semanais. Já o trainee trabalha as mesmas horas que os outros funcionários;
  • Graduação: apenas estudantes podem ser estagiários. Para ser trainee não há uma regra, mas, geralmente, as empresas contratam os recém-formados ou aqueles que estão quase concluindo a graduação;
  • Objetivos: o objetivo do estágio é colocar em prática o que é aprendido na teoria durante o curso. Já os programas de trainee existem para que as empresas preparem seus futuros líderes;
  • Regulamentação: os estágios são regulamentados por uma lei, criada em 2008 especificamente para este tipo de contrato de trabalho em que não há vínculo empregatício. Os programas de trainee, por sua vez, não têm nenhuma legislação específica, e são seguidas as mesmas leis trabalhistas vigentes no Brasil;
  • Duração: um contrato de estágio geralmente tem duração de um ano e pode ser renovado apenas por mais outro ano. Os programas de trainee costumam durar dois anos, mas o profissional continua na empresa.

Pronto? Agora você já pode escolher!

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »