Algumas pessoas podem realmente ser alérgicas a exercícios, afirma a ciência

Algumas pessoas podem realmente ser alérgicas a exercícios, afirma a ciência

Reprodução

Estar cansado, sem tempo ou dolorido são desculpas comuns para pular aquele dia de treino. Entretanto, uma outra “desculpa” não é tão comum assim entre aqueles que não praticam exercícios: alergia. Embora isso soe como uma piada sem graça, é uma condição real e um tanto séria.

De acordo com a Cosmopolitan, a anafilaxia induzida por exercício (AIE), que ocorre durante ou após o exercício, pode resultar em rubor, sibilância, urticária, inchaço e náusea, entre outros sintomas. Formas vigorosas de atividade física, como bicicleta, corrida e treinos HIIT (treinamentos intervalados de alta intensidade) são frequentemente associadas à alergia, mas ela também pode se manifestar em atividades menos intensas, relata o Medscape.

Mas calma: ficar sem fôlego depois de uma corrida não significa que você tenha anafilaxia induzida por exercício. Na verdade, a condição é extremamente rara e afeta apenas cerca de 2% da população ocidental, de acordo com um estudo publicado na Current Allergy and Asthma Reports.

Algumas pessoas sofrem especificamente de anafilaxia induzida por exercício dependente de alimentos (FDEIA). Os sintomas ocorrem quando um determinado alimento, geralmente trigo ou marisco, é ingerido antes ou depois do exercício.

Causas e tratamentos

Algumas pessoas podem realmente ser alérgicas a exercícios, afirma a ciência

Reprodução

A alergia não é totalmente compreendida e os cientistas ainda estão testando teorias. Maria Castells, alergista do Hospital Brigham and Women, disse à revista Popular Science que é realmente difícil recriar o cenário para testes, mas,  de acordo com um estudo publicado na Current Allergy and Asthma Reports, os cientistas sabem que os mesmos exercícios nem sempre terão o mesmo resultado alérgico.

Então, se você for diagnosticado com alergia, a única forma de exercício que não foi associada a uma reação ruim é a natação.

 

O tratamento inclui evitar “alimentos desencadeantes”, como o trigo ou moluscos, por exemplo, e manter um antialérgico por perto para emergências.

Se nenhum dos sintomas soar como algo que você tenha experimentado, então acompanhe sua rotina regular de exercícios. Nem todo mundo é privilegiado o suficiente para poder treinar sem problemas de saúde, então aproveite para cuidar de si mesmo e encontrar uma atividade física que funcione para você, certo?

Se você não tem nenhum sintoma de alergia e provavelmente só está com preguiça, veja como recuperar a motivação para fazer exercícios.

    Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

    Populares

    Parceiros

    Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
    A gente também pode
    Homem também tem que ter estilo
    Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

    Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »