Reduzir gordura ou carboidrato, o que é melhor para emagrecer?

 gordura ou carboidrato

Qual é a melhor forma para emagrecer: reduzir carboidratos ou fazer ou com baixa gordura? Um recente estudo feito na Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, EUA, analisou os dois tipos de dieta e chegou a uma conclusão bem inusitada: Tanto faz!

+ Por que você não consegue ganhar massa muscular
+ Como eliminar gordura puxando ferro

“Todos nós já ouvimos histórias de um amigo que fez uma dieta e funcionou muito bem. Aí, outra pessoa tentou fazer a mesma dieta e não deu tão certo. Isso acontece porque somos muito diferentes e estamos começando a entender os motivos de toda essa diversidade. Talvez, não deveríamos perguntar ‘qual é a melhor dieta?’, mas ‘qual a melhor dieta para cada um?’”, comenta o principal autor da pesquisa, Christopher Gardner.

Para chegar a este resultado, Christopher reuniu sua equipe e recrutaram 609 voluntários (metade homens e metade mulheres), com idade entre 18 e 50 anos.

Estes participantes foram divididos em dois grupos: um que seguiu uma dieta com baixo carboidrato e outro que baixou a quantidade de gorduras ingeridas. As duas turmas receberam instruções para manter as respectivas alimentações por 12 meses.

O grande objetivo era analisar a predisposição genética e metabólica de cada indivíduo respondendo a dietas. Para isso, foram medidos os níveis de insulina.

 gordura ou carboidrato

Logo nas primeiras oito semanas de estudo, os participantes restringiram o consumo diário de carboidratos ou gorduras a apenas 20 gramas – ou o equivalente a 1 fatia e meia de pão integral ou oleaginosas (castanhas, amêndoas, avelãs, pistaches, etc).

Depois do segundo mês, homens e mulheres foram aumentando aos poucos a ingestão dos dois nutrientes até atingirem quantidades que conseguissem manter pelo resto de suas vidas.

Ao final de 1 ano, os adeptos da low carb comiam, em média, 132 gramas de carboidratos por dia; já os seguidores de um menu com pouca gordura consumiam 57 gramas diariamente. Só para ter uma ideia, antes da pesquisa, esses valores eram de 247 gramas de carbo e 87 gramas de gordura por dia.

Não foi só o prato que reduziu, as próprias escolhas alimentares dos voluntários melhoraram bastante. Para isso, uma mudança de rotina foi fundamental.

“Nós dissemos a todos que, independentemente de qual dieta estavam seguindo, eles deveriam ir a feiras livres e não a lojas que só vendem produtos processados”, conta Christopher.

Outra orientação passada aos participantes foi a de comer em quantidades que não deixassem com fome, para que a dieta não ficasse no meio do caminho.

Resultados

 gordura ou carboidrato

Depois de um ano, ambos os grupos tiveram uma média de perda de peso semelhante: -5,8kg. Uma observação importante é que os autores descobriram que a genética de cada um e os níveis de insulina não são determinantes para o sucesso da dieta.

Apesar de criar algumas questões que ficaram abertas, o estudo apontou dicas simples para entrar em forma:

– Tenha a alimentação o mais natural possível;
– Coma menos açúcar e menos farinha refinada;
– Consuma o máximo de vegetais que conseguir.

Mas, em resumo, o importante do que qualquer dieta louca e restritiva que cause um efeito sanfona posterior, é mudar a sua relação com a comida. Se você fizer isso de maneira mais equilibrada, os números da balança vão diminuir por consequência!

 

 

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »