Batata frita pode ser mais benéfica do que a cozida

Crédito: Reprodução

Uma notícia polêmica promete chamar a atenção de nutricionistas e deixar mais feliz aqueles fãs de batata frita. Um estudo da Universidade de Granada, na Espanha, descobriu que vegetais fritos podem oferecer mais vantagens para o corpo do que quando são cozidos.

Mas calma aí! as vantagens só valem para frituras feitas em azeite extra virgem.

A descoberta foi feita durante um estudo da Dieta Mediterrânea, que foi associada a prevenção de doenças degenerativas por ser rica em antioxidantes. A alimentação da região tem como base vegetais frescos e azeite extra virgem, proporcionando vitaminas C, E e betacarotenos, mas também outro grupo de antioxidantes chamados de fenóis.

Vegetais crus como batata, abóbora, berinjela e tomate são cheios de fenóis, mas os pesquisadores queriam descobrir se esses antioxidantes se perdiam quando os alimentos passavam por algum processo de cozimento.

Crédito: Reprodução

Aí testaram formas diferentes de preparar os alimentos: fritar mergulhando em azeite extra virgem, cozinhar em água, cozinhar em água com óleo e saltear.

O que foi descoberto é que a quantidade de fenóis não muda tanto quando a batata e os outros vegetais são cozidos. Mas, quando passam pelo azeite extra-virgem, que também é rico em fenóis, esses compostos são transferidos para a comida – aí a quantidade de fenóis dá um salto.

Vale lembrar que as gorduras dos alimentos fritos também aumentaram.

Mas, o mais importante, foi que os pesquisadores viram nos resultados uma forma de desafiar a ideia comum de que toda fritura é ruim: não só a quantidade de fenóis aumentou mais que em qualquer outro método de preparo, mas o potencial antioxidativo desses compostos foi mantido. Ou seja: batata frita em azeite extra virgem demonstrou um potencial maior em prevenir câncer, diabetes e outras doenças degenerativas do que a versão cozida.

É bom lembrar que não foi qualquer tipo de fritura e nem em qualquer estado que as batatas estavam. Primeiro, os fenóis transferidos para a comida vinham do do tipo mais nobre de azeite, que é muito mais caro. Em segundo lugar, as batatas e os demais vegetais da pesquisa estavam frescos antes de fritar, e não congeladas como compramos no supermercados.

Embora aquela fritas do McDonalds ainda esteja na classificação de nociva ao seu organismo, o estudo coloca uma luz para dizer que é possível comer frituras saudáveis, desde que você pague, é bem, por isso.

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »