Caipirinha: 7 dicas para melhorar o drink

Poucos drinks são tão brasileiros quanto a caipirinha. Refrescante, doce e – tecnicamente – bem simples de fazer, o coquetel tem presença marcada em baladas, barzinhos, churrascos, na praia e na piscina.

Até mesmo quando o frio chega, ela cai super bem com outro prato típico nosso, a feijoada. Porém, mesmo com uma receita bem básica, existem muitos pequenos erros podem comprometer a qualidade do drink.

Com ajuda de Marcos Kalvelage, mestre alambiqueiro e um dos sócios da Vodka Kalvelage, separamos 7 dicas para melhorar a sua caipirinha. Se liga:

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Escolha bem a bebida

caipirinha

A caipirinha clássica leva cachaça. Mas, de acordo com o gosto de quem bebe, você pode substituir o destilado de cana por vodka, saquê ou até mesmo rum. O que importa mesmo é você usar uma bebida de qualidade para que o sabor final não seja alterado.

Copo

Outro cuidado especial é o do copo. Na caipirinha, o copo baixo faz toda a diferença. Você evita que o gelo derreta muito rápido e deixe o drink aguado. Além disso, impede que a bebida “azede” ao ficar muito tempo parada, o que costuma acontecer em uma caipirinha de jarra, por exemplo.

Gelo

Sempre prefira o gelo em cubo, feito de água filtrada ou mineral, para não alterar o sabor final da caipirinha e evitar contaminações. Por exemplo, tem gente que usa o truque do gelo, álcool e sal para gelar a cerveja. Na hora de fazer o drink, usa o mesmo gelo salgado. Ai não, né?

Adoçar

dicas para caipirinha

Tradicionalmente, uma ou duas colheres de açúcar branco são o suficiente. Mas para quem quer um drink mais saudável, pode optar pelo tipo demerara ou orgânico.

Outra baita dica é, para aqueles que não curtem o resto de açucar no fundo do copo, fazer um xarope para adoçar o drink.

A receita é simples: Leve 250 ml de água ao fogo. Quando ferver, acrescente 250g de açúcar e mexa até dissolver. Espere esfriar. O xarope pode ser guardado na geladeira por cerca de um mês.

Não use a coqueteleira

Ao contrário de outros coquetéis, a caipirinha deve ser feita direto no copo sempre, com os gomos do limão para cima – para facilitar na hora de macerar e impedir que você deixe o amargor da casca passar para bebida.

Como cortar o limão

caiprinha como fazer

O ideal é cortar o limão ao contrário do que costumamos cortar a laranja, por exemplo. Ou seja, a forma certa é entre a base e o local que estava preso ao caule. Depois, corta-se ao meio novamente.

Descascar ou não descascar?

Muitas pessoas descascam o limão, por acharem que dessa forma a caipirinha não vai ficar amarga. Na verdade, o que deixa o sabor amargo é o interior do limão, aquela parte branca.

Por isso, a casca não precisa ser retirada, mas o miolo sim. Lembrando que se for degustar a caipirinha sob o sol, é importante tomar de canudo, pois o limão é composto por substâncias que podem queimar a pele no sol.

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »