Inscreva-se no Canal

3 passos simples para ser mais criativo

O que faz alguém bom em seu trabalho? Talento ou habilidade?

De acordo com a pesquisa da professora de Stanford, Carol Dweck e seus colegas, muitas pessoas acreditam que o desempenho das pessoas reflete tanto o talento inato para determinada atividade quanto a quantidade de trabalho que eles fizeram para adquirir uma habilidade.

Na realidade, é claro, qualquer performance reflete uma combinação de talento e habilidade. Você pode melhorar praticamente qualquer tarefa com muita prática, no entanto, se seu objetivo é ser o melhor absoluto do mundo em algo, também é útil ter algum talento para isso.

A fim de colocar o trabalho árduo para adquirir uma habilidade, você precisa acreditar que a atividade realmente é uma habilidade que você pode aprender. Quando você acredita que a atividade é baseada em talento, você não se preocupa em trabalhar para isso porque você atribui limitações ao seu desempenho à sua falta de talento.

Reabilitando a criatividade como habilidade

3 passos simples para ser mais criativo

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Esta maneira de pensar sobre talentos e habilidades é particularmente importante quando se trata de pensar sobre a criatividade. Para as habilidades que envolvem ações no mundo, como tocar um instrumento musical, as pessoas têm uma boa idéia do que precisam fazer para melhorar. Mas para habilidades mentais como a criatividade, poucas pessoas sabem o suficiente sobre a maneira como suas mentes funcionam para poder tratar a criatividade como uma habilidade.

Como resultado, a maioria das pessoas tende a olhar para aquelas pessoas que desenvolvem idéias criativas consistentemente com uma espécie de reverência. E as pessoas que parecem abençoadas com um talento para a criatividade vivem com medo de que o talento acabe algum dia e elas se tornem “normais” como todos os outros.

Para melhorar sua criatividade, veja três coisas que você pode fazer:

Aprenda a explicar

3 passos simples para ser mais criativo

As pessoas mais criativas em qualquer área são pessoas que têm uma tremenda quantidade de conhecimento. Pessoas criativas como Einstein, Thomas Edison, Coltrane e O’Keefe também eram especialistas em seu próprio campo. Nesta era do Google, há uma tendência de assumir que a informação está disponível quando você precisa e assim você não precisa absorver o que aprende. Mas, se você tiver que interromper seu fluxo de trabalho sempre que precisar de procurar algo, pode ter dificuldades em fazer com que ideias novas surjam ao longo do dia em decorrência do que você aprendeu.

Para maximizar a qualidade do seu conhecimento, você deve desenvolver o hábito de explicar as coisas para si mesmo. Pense sobre o que acontece quando você se senta para assistir um vídeo do TED Talks, por exemplo. Um excelente orador faz uma apresentação incrível de 15 minutos. Enquanto você está ouvindo, você sente que compreende completamente o que ele está dizendo. Posteriormente, se você tentar repetir o que aprendeu a outra pessoa, pode encontrar dificuldades para se explicar.

Por isso, tente explicar para si mesmo o que acabou de ouvir e, dessa forma, você vai ver que realmente absorveu conhecimento para poder evoluir as ideias adquiridas de uma forma criativa.

Esteja aberto para tudo

3 passos simples para ser mais criativo

Uma das cinco principais dimensões da personalidade é a abertura. Nunca ouviu falar nisso? A gente explica o conceito: ela reflete o quanto você está motivado para considerar idéias, conceitos e experiências novas. As pessoas mais criativas são tipicamente pessoas muito abertas. Se você é alguém que resiste a novas idéias e experiências, isso não significa que não é criativo. Significa apenas que você precisa desenvolver um novo conjunto de hábitos para tentar idéias novas em vez de rejeitá-las apenas porque são novas.

Se você não está disposto a considerar novas idéias e prefere rejeitar coisas dizendo alo como “não é assim que fazemos as coisas aqui”, experimente este exercício: ao ouvir uma nova ideia, escute-a com atenção mas não se desespere em praticá-la imediatamente. Em vez disso, deixe-a de lado por um dia e volte mais tarde. Quando você pensar nela novamente, ela vai parecer mais familiar com base no mero efeito de exposição. A melhor exposição é a observação de que gostamos mais de algo depois de ver essa “coisa” mais de uma vez. Faça com que essa familiaridade te ajude a se abrir.

Continue formulando perguntas

3 passos simples para ser mais criativo

Um terceiro aspecto crítico da criatividade é lembrar que qualquer idéia que você tem é algo que você tirou da sua memória. Isso significa que quando você tem uma idéia brilhante, você recuperou uma informação útil da memória e usou isso.

Como você recebe informações da memória? Em resumo, você faz uma pergunta para a sua memória e extrai informações relacionadas a essa pergunta. Quando alguém te pede para pensar em um sorvete que você comeu, por exemplo, você traça todo um caminho até a memória de sorvete que mais te marcou e então começa a relacionar outros acontecimentos, cheiros, gostos, sabores, e sentimentos. Porém, você já comeu vários sorvetes ao longo da vida, então, para ativar determinada memória, a pergunta deve ser específica.

Isso significa que sempre que você quiser pensar sobre um problema ou situação de forma diferente, você precisa perguntar a sua memória uma pergunta diferente. As pessoas mais criativas não se contentam com uma única maneira de pensar sobre um problema. Em vez disso, eles continuam encontrando novas descrições desse problema e permitindo que sua memória encontre mais informações que possam ajudar a resolver essa questão. Quanto mais difícil a pergunta, mais criativa a ideia que surge como consequência.

Um exercício fácil de fazer perguntas é pensar em um problema que você está tentando resolver agora. Depois de pensar, pergunte a si mesmo como uma variedade de seus amigos abordaria esse mesmo problema. Imagine uma pessoa de outro país que encare esse seu problema. Ela pessoa provavelmente teria uma perspectiva diferente, certo? Então, use as lentes de diferentes pessoas como forma de se treinar para descrever um problema de diferentes maneiras.

Por fim, permita que cada uma dessas perspectivas levante em sua mente novas informações que possam te ajudar a resolver o problema que você enfrenta.

Faça esses experimentos e você vai ver como a sua criatividade vai aflorar!

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »