Descubra onde encontrar psicólogo de graça em São Paulo

Psicólogo de graça falando com paciente

Apesar de ser importantíssimo para a saúde mental de todo mundo, nem sempre é possível encontrar psicólogo de graça em São Paulo – até mesmo um psicólogo com um atendimento mais acessível – ou em outros lugares do Brasil.

O valor de uma consulta psicológica pode variar muito de acordo com a terapia e profissional e, muitas vezes, não é acessível para todo mundo.

Porém, o que nem todo mundo sabe é que muitas universidades, centros de estudo e projetos voluntários oferecem tratamento com psicólogo de graça!

A gente fez um levantamento de alguns desses serviços disponíveis atualmente na cidade de São Paulo. Em alguns lugares o interessado passa por triagem e aguarda ser chamado na fila de espera. Em outros estabelecimentos, basta agendar o atendimento.

Nem sempre há vagas imediatas, por isso é importante entrar em contato antes de se deslocar até o lugar!

Mas, mesmo assim, é incrível saber que há a disponibilidade desse tipo de atediamento, não é?

A depressão masculina é uma doença extremamente silenciosa que pode tirar a vida dos homens em um piscar de olhos, afinal, caso você não saiba, as mulheres tentam se matar mais que os homens.

Porém, segundo dados levantados recentemente, os homens são mais efetivos em conseguir tirar a própria vida e, além disso, os homens buscam menos tratamentos para doenças psicológicas do que as mulheres.

É hora de mudar esse cenário e de buscar ajuda! Saiba onde encontrar psicólogo de graça em São Paulo:

CAPS

CAPS cidade tiradentes

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), nas suas diferentes modalidades, são pontos de atenção estratégicos da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS).

São serviços de saúde de caráter aberto e comunitário, constituído por equipe multiprofissional, que atua sobre a ótica interdisciplinar e realiza, prioritariamente, atendimento às pessoas com sofrimento ou transtorno mental.

Esse atendimento inclui as pessoas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas, em sua área territorial, seja em situação de crise ou nos processos de reabilitação psicossocial. Os CAPS substituem o modelo asilar.

A maioria dos municípios brasileiros conta com uma unidade do CAPS e, em São Paulo, há as seguintes modalidades:

Modalidades

CAPS I: Atendimento a todas as faixas etárias, para transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 15 mil habitantes.
CAPS II: Atendimento a todas as faixas etárias, para transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 70 mil habitantes.
CAPS i: Atendimento a crianças e adolescentes, para transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 70 mil habitantes.
CAPS ad Álcool e Drogas: Atendimento a todas faixas etárias, especializado em transtornos pelo uso de álcool e outras drogas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 70 mil habitantes.
CAPS III: Atendimento com até 5 vagas de acolhimento noturno e observação; todas faixas etárias; transtornos mentais graves e persistentes inclusive pelo uso de substâncias psicoativas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 150 mil habitantes.
CAPS ad III Álcool e Drogas: Atendimento e 8 a 12 vagas de acolhimento noturno e observação; funcionamento 24h; todas faixas etárias; transtornos pelo uso de álcool e outras drogas, atende cidades e ou regiões com pelo menos 150 mil habitantes.

Todas as unidades do CAPS na cidade de São Paulo

Os Centros de Atenção Psicossocial e as Unidades Básicas de Saúde (UBS) são portas de entrada para o atendimento na área de Saúde Mental dentro da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo. Segundo a prefeitura, arede de saúde mental do município conta com 84 CAPS, sendo 26 deles Álcool e Drogas (AD), 25 Infantis, 2 Infantojuvenis. Destes, 11 funcionam como CAPS III (com hospitalidade noturna – funcionamento 24 horas).

Todos os CAPS trabalham em regime de porta aberta, com a função de acolhimento e tratamento dos pacientes. O usuário que procura o CAPS é acolhido e participa da elaboração de um Projeto Terapêutico Individual específico para as suas necessidades e demandas.

Veja o que diz o site da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo:

Uma equipe multiprofissional composta por médicos, psicólogos, assistente social, enfermeiro, terapeuta ocupacional avaliam o quadro do usuário e indicam o tratamento adequado para cada caso. A internação só é indicada quando esgotadas todas as possibilidades terapêuticas disponíveis no CAPS, que também atua nos momentos de crise, nos estados agudos da dependência e de intenso sofrimento psíquico.

Nos CAPS AD III, especificamente, existem leitos de hospitalidade noturna, em que os usuários podem permanecer para tratamento nestes estados mais agudos da doença por até quinze dias. Outra hipótese é o CAPS AD entrar em contato com a Central de Regulação de vagas do município e encaminhar o pedido médico com a descrição do estado psíquico e físico do paciente.

Existem também as Unidades de Acolhimento (U. A.) que são moradias provisórias destinadas aos usuários que estejam em tratamento nos CAPS AD e não têm família, residência, que se encontre em situação de risco ou vulnerabilidade em seus locais de moradia e necessitam de cuidados em saúde mental especificamente para o uso abusivo ou dependência de substâncias psicoativas.

Mesmo diante de todo esse trabalho de sensibilização ao tratamento, não há como garantir que o usuário passe pelo tratamento, caso não seja de sua vontade. Além de atendimentos individuais e em grupo com esse intuito, há ainda as visitas domiciliares feitas pelos CAPS e os Consultórios na Rua que fazem a busca ativa a pacientes que estejam em situação de rua. Em 2013, a SMS ampliou de quatro para 16 as equipes do programa “Consultório na Rua” que leva médicos, enfermeiros e agentes de apoio para abordar e iniciar tratamentos.

Clínica Aberta de Psicanálise na Casa do Povo

Onde encontrar psicólogo de graça em São Paulo, mulher atendendo paciente

Endereço: Rua Três Rios, 252

Atendimentos aos sábados às 11h, 12h, 13h e 14h, por ordem de chegada

Não é necessário triagem, cadastro ou hora marcada para o atendimento de psicólogo de graça. Uma folha é afixada no saguão, basta colocar o nome em um dos horários disponíveis e aguardar a chamada.

Instituto de Psicologia da USP

Endereço: Av. Prof Mello Moraes, 1721 -Bloco D – Cidade Universitária

Telefone: (11) 3091-8248 / 8223

Contato por e-mail: [email protected]

As vagas para triagens para o atendimento de psicólogo de graça são abertas de acordo com a disponibilidade da Clínica, que pode variar ao longo do ano.

UNIB – Universidade Ibirapuera

Endereço: Avenida Interlagos, 1329 – Chácara Flora

Telefone: (11) 5694-7961

De segunda a sexta-feira, das 13h às 21h, e aos sábados, das 8h às 13h

UNINOVE

Campus Vergueiro: Rua Vergueiro, 235, Liberdade

Telefone: (11) 2633-9000

De Segunda, das 08:00 às 17:30; e sábado, das 08:00 às 11:30, com agendamento prévio.

Para se inscrever você precisa comparecer pessoalmente ao campus Vergueiro. As triagens acontecem às segundas (das 9h às 18h) e sábados (das 8h às 12h).

Pontifícia Universidade Católica – PUC

Endereço: Rua Almirante Pereira Guimarães, 150 – Pacaembu

Telefone: (11) 3862-6070 (agendar primeiro – triagem)

De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h

Universidade Paulista – UNIP

Paciente conversando com psicólogo

Endereço: Rua Apeninos, 267 – Vergueiro

Telefone: (11) 3341-4250 vale este

Telefone para triagem: (11) 3347-1000, de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

Universidade Presbiteriana Mackenzie

Endereço: Rua Piauí, 181 – Higienópolis

Telefone: (11) 2114-8342

As inscrições para o atendimento de psicólogo de graça devem ser feitas pessoalmente nas seguintes datas:

Maio/2018

Dia 28 (2ª feira) das 08h ÀS 12h
Dia 29 (3ª feira) das 13h ÀS 17h
Dia 30 (4ª feira) das 18h ÀS 21h

Junho/2018

Dia 04 (2ª feira) das 13hÀS 17h
Dia 05 (3ª feira) das 18hÀS 21h
Dia 06 (4ª feira) das 08h ÀS 12h

Os interessados deverão portar o RG ou outro documento com foto e preencher a ficha. No dia da inscrição, serão informadas as datas de atendimento, que acontecem de segunda à sexta-feira, entre às 8h e 20h50.

Universidade Cruzeiro do Sul – UNICSUL

As inscrições para este semestre retornaram na primeira semana de agosto! Para ter atendimento de psicólogo de graça, basta entrar em contato com a instituição.

Endereço: Campus São Miguel. Rua Taiuvinha, 26

Telefone: (11) 2037-5853

De segunda à sexta-feira, das 13h às 21h, e sábados, das 8h às 12h.

Campus Anália Franco

Psicólogo de graça olhando para a câmera

Endereço: Rua Prof. João de Oliveira Torres, 306

Telefone: (11) 2268-0867

De segunda a sexta-feira, das 9h às 20h, e sábados, das 10h às 14h.

Campus Liberdade

Endereço: Rua Galvão Bueno, 724. 1º Andar

Telefone: (11) 3385-3108

O Atendimento de psicólogo de graça acontece de segunda a sexta-feira, das 13h às 21h, e sábados, das 8h às 13h.

Clínica de Psicologia – Uniban Maria Cândida

Endereço: Rua Maria Cândida, 1813 – Vila Guilherme – Zona Norte

Telefone: (11) 2967-9035 ou (11) 2967-9031

O atendimento de psicólogo de graça acontece de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h.

Cínica de Psicologia FMU – Campus Santo Amaro

Descubra onde encontrar psicólogo de graça em São Paulo

Endereço: Avenida Santo Amaro, 1239 – Vila Nova Conceição

Telefone: (11) 3040-3400 ou (11)  3040-3400 ramal 2316

O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 21, e aos sábados, das 8h às 15h.

PROESQ – Programa de Esquizofrenia da UNIFESP

Endereço: Rua Machado Bittencourt, 222 – Vila Clementino

Telefone: (11) 5573-3599

Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 17h.

CENTOC – Centro de Assistência em Transtornos do Espectro Obsessivo Compulsivo

Endereço: Rua Botucatu, 416 – Vila Clementino

Telefone: (11) 5549-4374

Atendimento para psicólogo de graça acontece de segunda a sexta, das 8h às 17h.

PROPISC – Programa de Psicoterapia

Endereço: Rua Coronel Lisboa, 969

Telefone: (11) 5904-3961

Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 17h.

Com essas informações, agora fica ainda mais fácil conseguir um atendimento psicológico digno!

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »