Existe um salário ideal para ser feliz – e a ciência descobriu qual é!

Existe um salário ideal para ser feliz - e a ciência descobriu qual é!

A gente sabe: felicidade é algo relativo, é um estado de espírito e não um sentimento constante e, na maioria das vezes, não dá pra segurar a sensação sublime que a felicidade traz por muito tempo. Mas, mesmo assim, alguns pesquisadores resolveram estipular um valor mínimo para garantir a felicidade que nós tanto buscamos.

Curioso? Se liga:

Esses pesquisadores americanos defendem que a relação dinheiro x felicidade é uma parábola: conforme o dinheiro aumenta, a felicidade tende a ir junto… Até certo ponto. Depois, o salário pode continuar aumentando, mas a satisfação com a vida começa a cair.

Quanto dinheiro você precisa ter para atingir o topo da parábola, o ápice da felicidade? Esse foi o cálculo que os pesquisadores publicaram na revista científica Nature Human Behaviour.

A resposta varia de acordo com o lugar em que você vive. Na média, você precisa ganhar US$ 95 mil (uns R$ 315 mil) por ano para atingir a satisfação máxima com o que os cientistas chamam de “avaliação de vida”. Isso quer dizer que, ganhando uns 25 mil reais por mês, você vai ser capaz de olhar pra sua vida como um todo e pensar: “Fui feliz! Sou feliz! Serei feliz!”.

Existe um salário ideal para ser feliz - e a ciência descobriu qual é!

Um tipo menos profundo de felicidade exige menos dinheiro. Ganhando de US$ 60 mil a US$ 75 mil por ano (entre R$ 200 mil e R$ 250 mil – por volta de de R$ 20 mensais), você chega ao ponto ideal de felicidade diária, com menos emoções negativas que positivas. A conta, infelizmente, é individual: se com esse salário, você precisar bancar filhos, por exemplo, o número tende a ser ainda mais alto.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores analisaram da Gallup World Poll, uma pesquisa internacional que entrevista 1,7 milhões de pessoas, em 164 países, sobre os mais diversos assuntos.

Mas a relação dinheiro x felicidade varia de acordo com o lugar onde você mora. Os pesquisadores refizeram o cálculo por região, e chegaram a números bem diferentes. Em geral, em países mais ricos, é muito mais caro chegar a esse ponto ideal de salário da felicidade.

Veja a quantidade de dinheiro média, por ano, para ser feliz em cada região do planeta:

  • Média global: US$95.000
  • Europa Ocidental e Escandinávia: US$10.000
  • Europa Oriental e Bálcãs: US$45.000
  • Austrália e Nova Zelândia: US$125.000
  • Sudeste Asiático: US$70.000
  • Ásia Oriental: US$110.000
  • América Latina e Caribe: US$35.000
  • América do Norte: US$105.000
  • Oriente Médio e Norte da África: US$115.000
  • África Subsariana: US$40.000

O mais interessante disso tudo é o fato de que, se você ganhar mais do que essa média, você acaba ficando infeliz: os pesquisadores encontraram essa relação em 5 das 9 regiões estudadas inclusive aqui, na América Latina.

Existe um salário ideal para ser feliz - e a ciência descobriu qual é!

O impacto não era nítido nas emoções do dia a dia, mas era claramente sentido naquele tipo mais profundo de felicidade. Ao olhar para trás, para a sua vida toda, as pessoas que ultrapassavam certo limite de renda se sentiam significativamente menos felizes que as pessoas que não ultrapassaram o “teto salarial” da felicidade descoberto pelos pesquisadores. Neste caso, a satisfação com a vida que eles construíram era menor.

Também é interessante imaginar o motivo: “Salários tão altos costumam ser acompanhados por grandes demandas de tempo, trabalho e responsabilidade, que também limitam o tempo para experiências positivas”, explicam os autores do estudo.

Dá pra incluir na conta final a possibilidade de acompanhar o crescimento dos filhos, conseguir tirar umas férias de vez em quando e ter um tempo extra para ler aquele livro que você tanto quer ler ou ir no cinema no meio da tarde. No fim do dia, o dinheiro traz felicidade, sim… mas nem sempre.

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »