4 Dicas de Ouro para quem quer Empreender

Não há como negar. Estamos vivendo uma época incrível onde estão vindo à tona diversos questionamentos culturais e sociais que até bem pouco tempo atrás eram ditos como intocáveis ou embutidos como verdades universais.

Da crescente luta por direito entre homens e mulheres à igualdade de cores, raças e gêneros e valores.  É fato, o mundo está passando por uma transformação acelerada e só não vê quem não quer.

Outra onda que vem batendo cada vez mais forte em nossas cabeças é o (feliz) questionamento da forma como ganhamos a vida.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Isso mesmo companheiros, estou falando da revolução das relações de trabalho.

Desde a geração Y (nascidos entre as décadas de 80 e 90) ganhou força e com as chegadas da Z e os chamados Milleniuns já podemos dizer que é uma realidade. Hoje olhamos para o trabalho com outros olhos, muito mais críticos e muito mais expectativa de sermos realmente felizes na atividade escolhida.

É uma mudança brutal de valores. Para não ir muito longe, basta fazer um rápido exercício de resgate da memória familiar e lembrarmos como nossos pais se referiam sobre o que significava o período das 9h às 18h.

Para eles trabalho e prazer eram como água e óleo, não se misturavam nem a pau.

Aí nós da geração Y chegamos e queremos muito mais. Essa vontade “monstro” de fazer diferente vale mais de um post a respeito, por isso quero focar no que tange as “verdinhas”.

Hoje um trabalho formal já não é o “pote de ouro” tão desejado. Haja vista a rapaziada que vem – literalmente – abandonando sua dita estabilidade pelo desafio de criar algo próprio, único. Eu mesmo passei por isso quando comecei a empreender há dois anos com a Híbrida.

Digo com toda a tranquilidade do mundo é, uma mudança feroz de vida.

Há claro também uma considerável parcela desligada dos seus empregos e agora busca uma nova perspectiva. Não vamos esquecer dessa galera recém-formada talentosa para car&*?%  que se vê desencorajada pela epopeia que se tornou conseguir uma vaga no mercado.

Daí chegamos no que chamo de “ponto de virada”.

É o momento capital que a vida apresenta a você novas opções para seguir. Um deles com certeza é quando decide – de maneira espontânea ou não – empreender!

Nesse contexto, meus caros, temos dois perfis claros de empreendedores: os de oportunidade e os por necessidade. E foi pensando em trazer um pouco de luz, opinião e conhecimento do tema que trago 4 dicas muito bacanas que vão te ajudar a tirar o máximo dessa nova etapa.

Vamos a elas:

1. Análise as razões que te movem a empreender e onde você é ótimo

Faça uma autorreflexão e veja porque você quer dar esse passo. Pelo contato grande  com empreendedores, já vi de tudo. Desde quem logo de cara mostra  segurança e conhecimentos para assumir o desafio a alguém com uma ideia espetacular, mas com enorme dificuldade no dia a dia do negócio.

Independente se você tem realmente o sonho de empreender ou se foi levado por uma razão maior, não deixe de listar seus pontos fortes e fracos.

É aí que você pode ter insights incríveis e descobrir coisas a respeito de você que passaram desapercebidas até agora.

2. Pense sobre o que é mais vantajoso: adaptar seu conhecimento adquirido ou “dar com um pé na porta” e começar algo totalmente novo

Olhe para si próprio, sua ideia e repare, onde há sinergia no que julga ser bom e o que deseja montar como negócio? Se você é feliz com sua profissão, esse pode ser um caminho interessante para quem quer dar os primeiros passos no empreendedorismo.

Mas há também quem tomou essa decisão porque não aguenta mais a mesma rotina que essa atividade gerou por tanto tempo.

Seja qual for o seu caso, tenha bem claro que se trata de construir um projeto sólido. Empreender nessas condições já é uma aventura, você não precisa aumentar o nível da “brincadeira”, não é?

3.  Estude bem o mercado antes – por mais experiente que você seja

Muitos empreendedores não seguem essa prática e dão com a porta na cara. Na maioria das vezes acham o suor e a prática entregam mais do que planejar ou se sentem tão preparados e inseridos onde vislumbram empreender que a “cegueira” se torna inevitável.

Seja mais esperto. Entenda onde está pisando. Tenha bem claro o que sua empresa fará estude seus concorrentes – se houver – preços praticados, margens de ganho e quanto você consegue impactar com sua iniciativa.

Hoje existem diversas instituições e projetos voltados ao fomento da educação empreendedora. Aqui a mensagem é, sem “mimimi”. Quer empreender, vá pra rua!

 4.  Se cerque de pessoas com o mesmo objetivo que você

Por fim – mas não menos importante – é um dos maiores cuidados que se deve tomar na hora de empreender: quem está ao lado para fazer acontecer. É um consenso entre empreendedores de diversos setores.

Ter como um dos principais objetivos formar um time complementar, comprometido e alinhado com os objetivos centrais é sem dúvida um dos pilares geradores de sucesso a serem considerados.

Uma empresa é feita de pessoas. À primeira vista, parece clichê mais isso muda partir da hora em que você é quem assina o cheque, acredite.

Lucas Paschoal – Lucas é jornalista e fundador da Híbrida Comunicação, agência focada 100% em construção de reputação e produção de conteúdo para empreendedores.

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »