20 Realidades do casamento que só aprendemos depois do primeiro ano juntos

Confira os principais aprendizados dos primeiros 365 dias

Os mais otimistas referem-se a ele como o ano da lua de mel. Já os mais pessimistas dizem que é o período mais difícil da sua nova vida a dois.

+ O que aprendi nos meus 10 anos de relacionamento

Quando as pessoas perguntam quanto tempo estou com minha parceira e respondia algo equivalente a igual ou menor de 365 dias, as respostas boa parte das vezes é mais ou menos esta: “Ohhh, você é um recém-casado!”

Mas, você já parou para pensar o que significa ser um recém-casado?

Depois de passar por este primeiro ano com ela debaixo do mesmo teto (de 10 que a conheço), posso sentar em frente ao meu notebook e esboçar algumas realidades que só aprendi neste período junto. Confira!

1# A vida de casado não é toda essa maravilha que pintam…

Esqueça as flores, todos os dias ensolarados e o café da manhã no melhor estilo comercial de margarina. Talvez o primeiro choque de realidade que você tenha é a de que o casamento não vai mascarar os defeitos e ressaltar as qualidades.

Neste primeiro ano, você precisa saber se consegue conviver com sua parceira assim como ela é, com e sem maquiagem, na TPM ou com o tesão a mil, desempregada ou com a promoção no emprego.

2# …E nem este inferno que os solteiros afirmam

Ela não vai virar uma megera, no melhor estilo bruxa dos contos de fadas. Ao menos que se envolva com uma louca com dupla personalidade, você não será acorrentado ao pé da mesa e nem será privado do futebol de fim de semana, da sua cervejinha e de torcer pelo seu time preferido (se você não quiser).

Lembre-se que a sua vida social pode ser adaptada a vida de casado sem maiores problemas, sendo até recomendável e saudável para união entre vocês.

20 Realidades do casamento que só aprendemos depois do primeiro ano juntos 4

3# Você vai se sacrificar muito

Não sei se isto é novo ou já foi aconselhado por alguém, mas você realmente não vai perceber o quanto vai se sacrificar, ainda que de boa vontade, para que a sua parceira esteja com você depois de alguns meses de casamento.

E nesse período que você realmente vai conhecer e conviver com as manias alheias, definir espaços e os pequenos conflitos serão algo corriqueiro entre os dois. Mas, depois desse período, você aprende a cuidar de seu cônjuge como uma extensão de si mesmo, e isso compensará todo o desgaste.

4# Você vai fazer o melhor sexo do casal

Ok, você não terá o volume de transa de um adolescente que acabou de descobrir o sexo com a parceira. Mas, com certeza, fará o melhor sexo do casal.

Além do tesão e a libido aumentados pelo fato de serem recém-casados (com a possibilidade de se verem todos os dias), vocês não terão aqueles entraves da época de namoro.

Assim, esqueça a rapidinha enquanto seus pais não chegam, ou mesmo aquela noite em um motel meia boca que foram só para ‘dar uma aliviada’. Você verá sua mulher muito mais relaxada e entregue, sem neuras e preocupações com o sexo em casa. Isso vai traduzir em brincadeiras quentes, mais e melhores orgasmos para ambos, principalmente para ela.

5# Você passa a transar muito para as outras pessoas também

Se antes, o assunto era negado até a morte e levado de maneira velada entre você e seus familiares (e familiares dela também), bastou dizer sim e colocar o anel na mão esquerda que sua parceira e vocês, automaticamente viram sex-machines.

Seus pais, tias e até sogro farão piadinhas do tipo para sinalizar qualquer atraso em um encontro, o informativo de uma noite mal dormida ou algo do tipo.

20 Realidades do casamento que só aprendemos depois do primeiro ano juntos 6

6# Vocês serão cobrados

Tanto para você quanto para sua parceira, a vida a dois requer responsabilidades e (muitas) cobranças.

Em qualquer evento que estarão, os dois serão metralhados com um monte de perguntas que incluem tanto as palavras “crianças” e “quando” de todas as pessoas que você conhece.

7# Dinheiro pode causar algumas brigas…

Certamente, vocês terão alguns conflitos como nunca tiveram antes por causa de contas a pagar e a melhor maneira para administrar o dinheiro dos dois.

Tente jogar a real com sua parceira para que ela faça o mesmo contigo. Planejem juntos como gastar e o que fazer com o dinheiro excedente.

8# …Mas também pode fortalecer o casal

Quando os tempos são bons para um de vocês, o outro pode colher os benefícios disso. Nem sempre os dois poderão se arriscar juntos, mas é importante incentivar e respeitar a vez de cada um em busca de uma realização pessoal ou sonho.

Nada impede das coisas inverterem e, aquele que antes era o favorecido, tome o rumo da coisa e passe a beneficiar, no futuro, aquele que o ajudou. Por isso, sejam também parceiros nas finanças.

20 Realidades do casamento que só aprendemos depois do primeiro ano juntos 11

9# Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje

O fato de você ter sua parceira disponível ali, todos os dias, pode contribuir para vocês se afastarem cada vez mais. Isso porque a tendência de você deixar para fazer amanhã as coisas que poderia fazer hoje é grande.

Dessa forma, deixe os problemas e o estresse do trabalho de lado, não postergue aquela noite para curtir com ela, mantenha as saídas regulares e, principalmente, tentem demonstrar diariamente o sentimento que tem pelo outro. No final, é isso que segura e fortalece o casamento.

10# Os acordos nem sempre darão certo

Antes de casar, você falou que era um perito na cozinha e acordou que sua mulher cuidaria da limpeza de casa. Com o convívio, muitas das coisas acordadas no começo do casamento acabam indo de água abaixo. Falta de tempo, horários alternados e prioridades acabam furando os acertos.

Está sentindo que o outro não cumpre com o prometido? Converse com ela, veja se precisa de ajuda ou vocês precisam montar uma nova rotina. O diálogo é sempre bem-vindo nessa ocasião.

11# Discuta, mas resolva o quanto antes

Relacionamentos são feitos de pequenos choques. A dica é não deixar que um simples problema tome proporções gigantescas a ponto de minar a vida a dois. Não há problema em discutir, desde que o mal-estar não perdure por muito tempo.

Entre em brigas que realmente valham a pena. E, quanto menos pessoas estiverem envolvidas nas suas discussões, melhor. Pois, vocês dois até podem relevar a briga no dia seguinte, mas as pessoas em volta, não necessariamente.

20 Realidades do casamento que só aprendemos depois do primeiro ano juntos 9

12# Resolva seus problemas e deixe sua mãe de lado

Se você resolveu sair de casa, precisa começar a tomar suas próprias decisões. Se, a cada conflito que tiver, correr atrás dos seus pais para pedir ajuda, não crescerá como pessoa.

Acima de tudo, se quiser ter um bom convívio com a parceira, JAMAIS faça comparações entre ela e sua mãe.

13# O sofá será seu grande amigo (no caso dos homens)

Sim, terá dias em que a discussão excedeu o limite e vocês não dormirão na mesma cama. Por isso, dou uma dica: escolha um bom e confortável sofá, ele será seu grande companheiro nestas noites duras.

É lógico que ter um bom rótulo de whisky ou cerveja também ajudam bastante nessas horas.

14# Seus amigos vão tratá-lo de forma diferente

De repente, você terá que fazer algumas escolhas e não poderá mais ir ao bar na quarta e sexta, além do futebol no sábado. E, para piorar as coisas, quando decide sair, leva sempre a parceira a tiracolo, como se fossem algemados. Pode ver que, aos poucos, seus amigos vão desaparecer.

Não é porque você está morando com uma pessoa que não possa manter algumas rotinas da época de solteiro. É claro, você terá que fazer adaptações, mas com força de vontade e conversa, conseguirá marcar presenças com certa frequência nos encontros de amigos e não precisará perdê-los.

20 Realidades do casamento que só aprendemos depois do primeiro ano juntos 10

15# Você tratará seus amigos de forma diferente

Não é porque você saiu do time dos solteiros para os casados que vai ignorar seus amigos lobos-solitários. Tenha personalidade para manter aqueles caras que sempre estiveram ao seu lado, e faça ela entender que esses bróders solteiros por perto de você não fará você ir para o mau caminho.

Lembre-se daqueles que te apoiaram quando você estava em uma situação difícil e que, se tudo der errado, são os caras que estarão lá para te ajudar.

16# Alguns dias, você realmente quer ficar sem a parceira

Sabe aquele dia em que você não quer se preocupar em arrumar a casa e ficar o dia inteiro jogando videogame e comendo porcaria? Pois em determinados momentos você vai gostar (e até incentivar) sua parceira ir naquela viagem de negócios ou mesmo passar uns dias com a sua sogra.

Assim, você pode chamar os amigos, comprar algumas cervejas e passar a noite falando merda, sem medo de represarias.

17# E, depois de algumas horas, percebe que realmente quer sua parceira de voltar para casa

É bem besta, mas basta você conquistar a tão sonhada alforria (planejada por semanas) e, assim que decolar o avião, você vai sentir falta dela e perceber que não consegue ficar longe.

Quando a ressaca vier no dia seguinte e sua casa estiver uma zona, você vai materializar sua parceira na sua frente, falando estas palavras: “Eu bem que te avisei…”

20 Realidades do casamento que só aprendemos depois do primeiro ano juntos 8

18# Adote rotinas em conjunto

Pode não parecer, mas não é pelo fato de morarem juntos que, necessariamente, terão convívio diário. Os horários muitas vezes não batem. O resultado são dois estranhos convivendo embaixo do mesmo teto.

Para que seu casamento dure mais do que um ano, adote compromissos e rotinas em conjunto. Pode ser uma academia, curso ou mesmo série na TV. Escolha um dia na semana para jantarem a sós e conversarem, sem interrupções e gadgets que tirem do foco o objetivo principal.

19# Você experimentará outro nível de intimidade

Sem a maquiagem no rosto, com o habitual mau cheiro do hálito matinal, aquela roupa rasgada que você jamais pensou que sua parceira usasse. Estas e outras coisas acontecem somente quando começam a compartilhar o mesmo teto.

Sem aquela necessidade de estar sempre com boa aparência para o outro, neste momento você começa a conhecer o outro na mais pura intimidade. Este é o nível de conexão mais profundo que você terá com outro ser humano, onde não há necessidade de ter vergonha ou esconder nada, de dores de barriga a visita ao ginecologista.

20# Mas, o mistério ainda está lá

Se eu pudesse definir em uma palavra o primeiro ano junto com minha parceira, diria que é “conhecimento”.

Neste período você vai aprender mais sobre você e a sua parceira do que você pensava que sabia, mesmo já namorando por 10 anos (como é meu caso). Mas, cada dia que surge, é uma nova oportunidade para aprender e crescer com ela.

Afinal de contas, tudo isto foi apenas um ano.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »