Estamos transando menos do que transávamos há 30 anos

Estamos transando menos do que transávamos há 30 anos

As pessoas estão transando menos e isso é um fato. Por mais que você acredite que seja uma condição geracional, a ciência descobriu que não é uma questão de idade: na verdade, todo mundo está transando menos.

Uma longa pesquisa feita nos EUA entre 1989 e 2014 revelou que as pessoas têm, em média, oito transas a menos por ano. Embora o declínio não faça distinção de gênero, crença, etnia, escolaridade ou estrato social, o negócio fica mais feio para os casados, que tinham 18 transas a mais por ano.

Desde o início da década de 1990 até o início dos anos 2000, os americanos geralmente faziam sexo de cerca de 60 a 65 vezes por ano, de acordo com o estudo. Mas depois de 2002, os americanos pareciam perder o interesse.

Os casais casados ​​geralmente fazem sexo com mais frequência do que pessoas solteiras, mas essa vantagem está em declínio – os casados tiveram uma média de 56 vezes por ano em 2014, inferior ao total de 67 em 1989.

Estamos transando menos do que transávamos há 30 anos

O relatório destacou várias mudanças culturais nos últimos anos que poderiam ter contribuído para o declínio. Os americanos têm muito mais opções nos dias de hoje para diferentes tipos de prazer – como navegar em Facebook e mídias sociais, jogar videogames ou assistir a Netflix.

Os adultos que nasceram e cresceram durante o aumento da tecnologia portátil e entretenimento, milênios e Geração Z, estão tendo relações sexuais com menos frequência do que qualquer geração anterior, apontou o estudo. Tanto para o estereótipo de vinte e poucos anos como desvios sexuais em uma cultura globalizada.

Ainda assim, não existe uma razão clara para o declínio, mas o relatório excluiu duas possibilidades: horas mais longas no trabalho e pornografia. Os americanos trabalham mais do que antes, mas uma vida de trabalho ocupada estava, na verdade, conectada com maior frequência sexual. O consumo de pornografia, agora mais acessível do que nunca, também foi vinculado a uma vida sexual mais movimentada.

Apesar de todas as quedas, uma faixa etária não mostrou interesse em desacelerar: pessoas com mais de 70 anos. Tiveram sexo quase 11 vezes em 2014, ante uma média de 9,6 vezes em 1989.

E aí, em qual time você está?

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »