17 fatos sobre HPV que você precisa saber

17 fatos sobre HPV que você precisa saber

Cerca de 54,6% dos jovens brasileiros entre 16 e 25 anos estão infectados com o papilomavírus humano (HPV). Os números foram divulgados no início do mês de dezembro e fazem parte de uma pesquisa feita pelo Ministério da Saúde em todas as capitais brasileiras e no Distrito Federal.

No total, foram entrevistados 7.586 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), mas só 2.669 passaram por testes para detectar a presença do vírus. Do total de casos confirmados, 38,4% das pessoas registraram um dos tipos mais perigosos de HPV, capaz de causar câncer.

Pensa que o vírus só afeta quem não está em um relacionamento sério? Obviamente, você se engana: a maioria dos entrevistados declarou estar em união estável: 41,9% disseram estar namorando e 33,1% casados ou morando com o parceiro. A idade média do início da vida sexual foi de 15,3 anos para mulheres e 15 anos para os homens, e a data da primeira gestação se manteve na casa dos 17,1. Salvador (71,9%), Palmas (61,8%) e Cuiabá (61,5%) foram as capitais que registraram maior incidência do HPV. Com 41,2%, Recife está na outra ponta, como a menos infectada.

Para se proteger do vírus, é importante conhecer o máximo sobre ele. Veja 17 fatos sobre HPV que você precisa saber:

1. A sigla HPV significa vírus do papiloma humano.

2. A infecção por HPV é a doença sexualmente transmissível mais comum que existe. Cerca de 600 milhões de pessoas estão infectadas no mundo todo.

3. No Brasil, estima-se que nove a 10 milhões de pessoas sejam portadoras do vírus. E são estimados em 700 mil os novos casos a cada ano.

4. Mais da metade da população brasileira de 16 a 25 anos está infectada.

5. Estima-se que 80% das pessoas terão contato com o HPV em algum momento da vida.

6. Existem mais de 100 tipos de HPV e a maioria não vai se desenvolver para nada muito grave. No entanto, existem 13 tipos de alto risco que estão diretamente relacionados a cânceres malignos.

7. Nada menos que 90% dos cânceres no colo de útero estão diretamente relacionados ao HPV. Além do de colo de útero, o vírus está associado ao desenvolvimento de câncer no ânus, pênis, língua, boca e garganta.

8. Ao lado do cigarro, ele é o maior fator de risco para cânceres malignos. Não é como se o HPV causasse o câncer diretamente, mas as lesões e verrugas podem causar mudanças nas células que podem evoluir para um câncer.

9. Normalmente a doença é transmitida pelo contato sexual. Mas, embora mais raro, o vírus pode se propagar por meio de contato com mão, pele, objetos, toalhas, roupas íntimas e até pelo vaso sanitário.

10. Os sintomas visíveis mais comuns são verrugas nos lábios, boca e cordas vocais, ânus e genitais.

11. Mas você provavelmente não vai saber quem tem HPV só de olhar. Principalmente nos homens, a doença é assintomática e o vírus pode ficar inativo por até 20 anos, o que significa que se você do nada tiver sintomas de HPV com um parceiro estável, não quer dizer necessariamente que o seu parceiro tenha sido infiel.

12. De qualquer forma, homens são os principais vetores do HPV. E eles também podem desenvolver os sintomas e mutações nas células que podem evoluir para um câncer.

13. Nos homens o diagnóstico é feito com de exames de peniscopia e nas mulheres pelo papanicolau.

14. A camisinha é capaz de barrar entre 70% e 80% das transmissões do HPV. O problema é que as pessoas só colocam o preservativo no momento da penetração, e apenas o contato das áreas genitais já pode transmitir o vírus.

15. A vacina – que deve ser tomada preferencialmente antes do início da vida sexual – costuma ser eficaz. Contudo as mulheres, mesmo que sexualmente ativas, em qualquer faixa etária, ainda se beneficiarão da vacinação, pois elas serão protegidas contra outros tipos de HPV.

16. A doença ainda é incurável e o tratamento age apenas controlando os sintomas. Existem diversos tratamentos que têm por objetivo reduzir ou eliminar as lesõe causadas pela infecção, como as verrugas genitais e as alterações pré-cancerígenas no colo do útero.

17. A vacina contra o HPV é disponibilizada gratuitamente pelo SUS.

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »