Além do sexo, o Viagra pode melhorar o desempenho no esporte

Na busca pelo lugar mais alto do pódio, pelo melhor rendimento e pelo recorde, muitos atletas recorrem a medicamentos e substâncias ilícitas. O que você não sabia é que o Viagra, aquele usado para levantar seu ‘companheiro’, anda causando polêmica no meio esportivo por melhorar o desempenho dos atletas no esporte.

Muitos atletas consomem Viagra para melhorar sua performance em campo

Isso porque o medicamento tem a substância ativa chamada citrato de sildenafila, que, inicialmente foi desenvolvida para o tratamento da dor no peito. No entanto, os cientistas logo perceberam que ele não era eficiente para tratar tais sintomas, e mais tarde descobriram que a droga tinha um efeito potente sobre o tecido pulmonar e genital, dilatando os vasos sanguíneos.De acordo com a Agência Mundial Antidoping, existe a possibilidade dos atletas de modalidades como alpinismo e ciclismo consumirem o comprimido para ganhar desempenho em altitudes elevadas.

Porém, ao longo dos últimos anos, o Viagra tem encontrado espaço para os atletas nas modalidades de resistência (maratonas, ultramaratonas, triatlons, cross-country skiing, ciclismo, entre outros). Eles acreditam que a substância possa conferir vantagens nas competições, pois dilata os vasos do pulmão e melhora o quadro respiratório.

“O Viagra funciona em grandes altitudes aumentando a capacidade física do indivíduo e o retardo, por consequência, de sua fadiga”, explica o médico Eduardo Henrique De Rose, membro da Agência Mundial Antidoping e da Comissão Médica do Comitê Olímpico Internacional. Victor Conte, dono da Balco (laboratório que produzia o THG), afirmou em entrevista a Folha de São Paulo que o uso do Viagra como doping está disseminado nos EUA. “Todos meus atletas tomam. É melhor do que a creatina.”

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

O Viagra funciona em grandes altitudes aumentando a capacidade física do indivíduo

De acordo com o médico sueco Arne Ljungqvist, presidente da Comissão Médica do Comitê Olímpico Internacional (COI) e vice-presidente da Agência Mundial de Antidoping (WADA), “O Viagra não deve ser colocado na lista de substâncias banidas, já que ele está sendo utilizado para fins médicos e sociais que são mais importantes do que quaisquer vantagens que possam ser proporcionadas aos atletas com funções pulmonares reduzidas competindo em grandes altitudes”.

Até o momento, a organização não decidiu colocar o Viagra na lista de substâncias proibidas, mas pelo andar da carruagem, logo menos ele será barrado. Enquanto isso, muitos esportistas fazem o uso do Viagra, basta saber se para as festinhas da Vila Olímpica ou para melhorar seus rendimentos nas competições.

Fonte: Estadão e Terra 

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »