Como economizar estudando para o Enem e para o vestibular

Como economizar estudando para o Enem e para o vestibular

Quer saber como economizar estudando para o Enem e para o vestibular? Hoje, nós vamos te dar algumas dicas que vão te ajudar, e muito, a não gastar uma grana absurda para se preparar para a prova. Afinal, estudar no Brasil não é algo barato e, infelizmente, nós sabemos que quem tem dinheiro para ter mais educação, acaba tendo vários privilégios na hora de prestar um vestibular.

As inscrições para o exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 já começaram e, até agora, o Enem já recebeu mais de 2 milhões de inscrições nas primeiras 48 horas após a abertura do sistema! O balanço foi divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira na manhã desta quarta (9).

Todo mundo que quer participar deve se inscrever até o dia 18 de maio – inclusive aqueles que conseguiram a isenção da taxa de R$ 82. Afinal, vale lembrar: a aprovação do pedido de isenção, que foi feito em um período anterior, não significa estar inscrito no exame, certo?

Prestar o Enem é importante para usar a nota da prova na hora de se inscrever nos principais vestibulares do país e, por isso, a pressão envolvendo o Enem é grande. Mas calma! Como falamos acima, é possível se preparar para essa – e outras provas importantes – sem gastar muito dinheiro. Veja como:

Faça um cursinho popular

Como economizar estudando para o Enem e para o vestibular

Os cursinhos populares são uma alternativa para quem precisa de ajuda com os estudos e não bancar as altas mensalidades de cursinhos tradicionais. Joice Mendes, coordenadora e professora de Literatura e Redação da unidade Vladimir Herzog da Rede Emancipa, no Grajaú, explica o diferencial das aulas gratuitas para a revista Guia do Estudante: “A grande diferença é sobre valores e acesso. Um cursinho popular muito provavelmente não cobra mensalidade e procura conquistar com o aluno a conscientização do acesso que temos para os espaços públicos da cidade e do estado. O grande intuito é fazer com que o pobre também ocupe lugares que são seus por direito, como a universidade pública”.

Os cursinhos populares existem em diversas modalidades, com aulas integrais ou noturnas e mesmo aos sábados. Cada um deles tem autonomia e regulamentos próprios, portanto é fundamental que você faça um contato direto com suas secretarias para saber de mais detalhes.

Na hora da inscrição, é bem comum que rolem alguns critérios como avaliação de renda e perfil socioeconômico em seus processos seletivos, assim como a origem dos estudantes (se eles vieram do Ensino Médio público ou privado). Normalmente, também é pedido a frequência dupla de alunos que cursam o terceiro ano do Ensino Médio em paralelo – ou seja, se você estiver cursando o ensino médio, não vai poder largar o ensino convencional para fazer o cursinho.

Alguns cursinhos populares:

Rede Emancipa

Esta rede é um movimento social de educação popular e articula vários cursinhos em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Pará e Minas Gerais, além de unidades no interior de alguns dos estados. Entre eles estão os cursinhos Florestan Fernandes, Edson Luís, Laudelina e Chico Mendes, todos localizados na cidade de São Paulo.

Veja mais sobre este cursinho que vai te ajudar a economizar estudando para o Enem e para o vestibular clicando aqui.

USP

A Universidade de São Paulo também apresenta diversas iniciativas ligadas às suas faculdades e unidades, com cursinhos populares em diversos dos campi. Entre eles estão o Cursinho Popular da Acepusp, do Crusp, da FEA, da EACH e da Poli.

Veja mais no site da USP.

Faça cursinhos e aulas online

Como economizar estudando para o Enem e para o vestibular

Nós já fizemos uma matéria completa com canais do youtube que vão te ajudar a passar no Enem – e no vestibular – você pode acessá-la clicando aqui. Mas, além disso, você pode fazer cursinhos através da internet e ficar fera em todas as matérias.

Alguns desses cursinhos online oferecem planos bem acessíveis com assinaturas mensais, trimestrais e anuais. Se você se interessar em estudar por algum deles, vale verificar a estrutura de aulas disponíveis e também se o valor da mensalidade não pesa no bolso. A professora Marina alerta, em entrevista para a revista Guia do Estudante, sobre a necessidade de avaliar o conteúdo acessado e explica que há opções gratuitas de qualidade na rede. “Sites como Projeto Medicina e História Online são bons exemplos de acesso a exercícios, teoria e videoaulas”, recomenda.

Alessandro Paulino Pereira, aluno da rede pública de São Paulo e da Rede Emancipa, costuma usar a plataforma Hora do Enem, oferecida de graça pelo Ministério da Educação (MEC) para os candidatos que estão se preparando para a prova. Qualquer pessoa pode utilizar os recursos gratuitos da plataforma Hora do Enem, que oferece várias videoaulas, provas no estilo de simulados e questões comentadas de edições anteriores do Enem.

Use aplicativos de celular e as redes sociais

Como economizar estudando para o Enem e para o vestibular

Por incrível que pareça, seu celular e as redes sociais podem te ajudar a economizar estudando para o Enem e para o vestibular.

As redes sociais, por exemplo, podem servir como meio de comunicação entre professores e colegas para discutir dúvidas, aproveitar sugestões de materiais de estudo e sites com conteúdo interessantes. Hoje, existem vários grupos voltados para o Enem e para tirar dúvidas no Facebook, é só procurar e escolher um!

O celular também pode te ajudar a economizar estudante para o Enem. Existem aplicativos, como por exemplo o AppProva, que podem ser aliados nessa batalha. O AppProva contém um banco com questões já aplicadas pelo Enem, e todas precisam ser respondidas em até três minutos. Durante o seu processo de estudo, é possível escolher pelos níveis de dificuldade.

Outro aplicativo bem famoso é o Pense+Enem, que disponibiliza provas antigas do Enem para você treinar e se acostumar com o formato e o tempo de realização de cada questão.

Com essas dicas, estudar para o Enem e para o vestibular vai ser um processo bem mais prático e econômico!

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »