3 carros mais perigosos do Brasil

Crédito: Reprodução

Infelizmente, o quesito segurança nem sempre foi prioridade das montadoras que atuam no Brasil. Algumas são sinônimo de tranquilidade atrás do volante; outras, nem tanto.

O Latin NCAP, órgão que avalia a segurança dos automóveis oferecidos na América Latina e no Caribe, já testou diversos modelos comercializados no Brasil e que decepcionaram – e muito – nos testes de impacto. Vários inclusive conseguiram registrar a pontuação mínima (zero estrelas) para a proteção do adulto no banco do frente.

Veja quais são os carros mais perigosos segundo a Latin NCAP, considerando apenas os modelos com menos de três estrelas para a proteção do motorista adulto, em versões comercializadas no mercado brasileiro e obrigatoriamente com airbag duplo e freios ABS:

Chevrolet Onix – 0 estrelas para adulto e 3 estrelas para crianças

3 carros mais perigosos do Brasil

O carro menos seguro testado pelo Latin NCAP, que está à venda no mercado nacional, é o Chevrolet Onix. O modelo, por incrível que pareça, é inclusive o carro mais vendido por aqui.

Nos testes de impacto (realizados em maio de 2017), o hatch conseguiu a proeza de registrar zero estrela (com 0 pontos de 34 possíveis) para a proteção do ocupante adulto e três estrelas para a proteção do ocupante criança (com 27,38 pontos de 49 possíveis).

Na época, o Onix foi criticado pelo Latin NCAP pelos sistemas de retenção que ofereceram proteção fraca na região do peito do motorista. Além disso, estruturas perigosas na zona do painel poderiam acabar com os joelhos do motorista e do passageiro. O chão da área dos pés do motorista também se abriu depois do impacto.

Ele também não tem o sistema Isofix de fixação de cadeirinhas infantis no banco traseiro, e cinto de segurança de três pontos e apoio de cabeça para os cinco ocupantes. Ou seja: é furada.

Ford Ka – 0 estrelas para adulto e 3 estrelas para crianças

3 carros mais perigosos do Brasil

O primeiro carro de muita gente é também um dos mais perigosos. A diferença entre o Ford Ka e o Onix é simples: o Ford conseguiu se sair um pouco melhor que o Chevrolet, com direito a 30,98 pontos de 49 possíveis para a proteção de crianças, enquanto a de adultos ele registrou zero pontos de 34 possíveis.

Segundo divulgações da Latin NCAP, o Ford Ka apresentou um péssimo desempenho no teste de impacto lateral, com níveis elevados de lesões no peito do motorista, penetração profunda da coluna B no interior do veículo e também a abertura da porta no momento da colisão.

Ele também decepciona por não contar com dispositivos de absorção de energia de impacto lateral, painel interior de proteção nas portas e o sistema Isofix (de série) foi considerado “deficiente” pela instituição.

Fiat Mobi – 1 estrela para adulto e 2 estrelas para crianças

3 carros mais perigosos do Brasil

O carro mais acessível da Fiat no mercado nacional é, infelizmente, uma opção perigosa para o brasileiro. Apesar de ser um pouquinho mais seguro que os anteriores, ainda assim decepcionou nos testes por obter uma estrela para a proteção do motorista (com 19,20 pontos de 34 possíveis) e duas estrelas para a proteção de uma criança no banco de trás (com 26,98 pontos de 49 possíveis).

A proteção do peito e dos joelhos do motorista foi considerada “marginal”, enquanto a zona da área dos pés foi considerada estável, a exemplo da estrutura. No impacto lateral, o carro teve proteção boa para a cabeça, pobre para o peito, fraca para o abdômen e adequada para a pélvis.

Além disso, ele também não conta com recursos como sistema Isofix e cinto de três pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes, tampouco controle eletrônico de estabilidade.

Então, é melhor reconsiderar a compra desse veículo!

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »