As idades de envelhecimento do whisky

Reprodução

“O whisky é o melhor amigo do homem, ele é o cachorro engarrafado”. (Vinícius de Moraes)

Como bem disse o poetinha, o destilado de malte é o grande companheiro de boa parte dos homens. Apesar de ser um dos destilados mais consumidos no mundo, será que as pessoas sabem realmente o que estão bebendo?

Para eliminar dúvidas, vou tentar explicar as diferenças básicas dos whiskys, idades de envelhecimento e mistura de maltes (blended). Confira!

O que é um whisky?

Whisky é uma bebida alcoólica destilada de grãos, muitas vezes incluindo malte, que foi envelhecida em barris, geralmente de carvalho.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

O Whisky ganha 60% do seu sabor baseado no tipo de barril usado no seu envelhecimento, por isso a maioria das classificações baseia-se no tipo de madeira usado e na qualidade da flambagem e queima da madeira.

Diferença entre um whisky single malt e um whisky blended

Reprodução

O whisky single malt é feito com 100% de cereais maltados provenientes de uma única destilação e, por isso mesmo, pode apresentar sabores diversos de acordo com cada processo. Normalmente, os single malts utilizam a cevada e estão tipicamente associados à Escócia e aos whiskys escoceses (scotch whisky), apesar de serem produzidos também em outros países.

Já o blended whisky é produzido com uma mistura de destilações diversas – whiskys de grãos (cereais não maltados, como milho, arroz e centeio) e whiskys de maltes -, de várias destilarias diferentes.

A mistura de uísques deverá ser equilibrada, para que um determinado blended mantenha a sua consistência e características principais. Pode ser feita mesclando diferentes idades de whiskys envelhecidos. Cabe ao Master Blender selecionar os melhores destilados, tendo em conta as particularidades de cada whisky e o produto final que pretende obter.

Os blends identificam quase sempre o tipo de whisky que está na base da sua produção, por exemplo, escocês blendado ou canadense blendado.

A lenda do whisky 8 anos, ou o standart whisky

Reprodução

Segundo a lei escocesa, para efeito de rotulação da bebida, deve sempre prevalecer a idade do ingrediente mais novo. Ou seja: se dezenas de ingredientes foram envelhecidos por mais de 12 anos e apenas um foi envelhecido por 3 anos, a idade deste último é que deverá constar no rótulo.

O whisky blended deve ter pelo menos três anos de idade envelhecido em barris e o número de anos que conta no rótulo de uma garrafa deve pertencer ao whisky mais novo que se encontra na respectiva mistura. Por outro lado, o whisky single malt precisa apenas de ficar um ano na respectiva garrafa.

Talvez seja este o fator da confusão que fez surgir a lenda do whisky 8 anos. Para computar a idade da bebida, em vez de se basear no ingrediente mais novo (como manda a lei), leva-se em conta a média das idades de alguns dos ingredientes, o que é errado.

Dessa forma, é difícil você encontrar whisky que tenha explicitamente a denominação 8 anos no rótulo. As marcas que se dizem 8 anos são classificadas como standart whiskys, como Red Label, Ballantine’s Finest, The Famous Grouse, entre outros.

Whisky 12 anos ou premium whisky

Reprodução

Fazendo a transição, o whisky 12 anos ou premium, é um blended whisky amadurecido em 12 anos, com a idade informada no rótulo. Para ser considerado como tal, isso significa que nenhum dos whiskys que compõem o blend final (a mistura final) daquela garrafa terá menos de 12 anos.

Ageds ou whiskys envelhecidos

Essa é a categoria dada ao Blended Whisky amadurecido por no mínimo 15 anos. A idade é também é impressa no rótulo. Temos Ageds de 15, 17, 18, 21, 30 anos e assim por diante.

Quanto maior a idade do whisky envelhecido, mais caro ele se torna. Esse encarecimento não é por acaso. Enquanto o whisky esta amadurecendo em barris de carvalho, ele tem o seu líquido evaporado – o chamado “Parte dos Anjos”. A evaporação irá fazer diferença na concentração e na qualidade final do produto. Para se ter uma ideia da parte que se perde na evaporação, em 30 anos, metade do barril já evaporou.

Whiskys sem preocupação com a idade

Reprodução

Com a quantidade limitada de destilarias e a alta demanda do mercado consumidor ávido pelo destilado, muitas marcas estão lançando rótulos que preocupam-se mais em trazer uma bebida com uma identidade diferente do que em rotular por idade de envelhecimento.

Não são rótulos standarts e alguns possuem aromas e sabores que não perdem para whiskys de envelhecimento premium. Aqui, a função do master blended é primordial para criar um rótulo de qualidade.

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »