13 Sinais que você anda bebendo demais na quarentena

Sinais bebendo demais

Vivemos um momento de exceção. Por conta da Pandemia do Novo Coronavírus, a recomendação é que quem possa, fique em isolamento, para diminuir a taxa de contágio e nossos sistema de saúde darem conta dos infectados.

Porém, junto com a quarentena também veio o aumento de ansiedade e preocupação com a situação incerta. Em casa, o ambiente se torna mais propício para o consumo de álcool e seus possíveis excessos.

Números do consumo

Por conta disso, recentemente até a Organização Mundial de Saúde (OMS) sugeriu que a venda de bebida alcoólica fosse limitada durante a pandemia do coronavírus. Pois, além dos problemas citados acima, o consumo de álcool pode provocar a diminuição da imunidade, facilitando a contaminação por Covid-19, além de estimular comportamentos violentos.

Alguns países já apresentaram indícios do aumento de consumo de álcool. Na Rússia, as vendas de vodca em mercado subiram 65% de fevereiro para março, segundo estudo da consultoria GfK. Nos Estados Unidos, o crescimento das vendas no fim de março, quando a quarentena foi decretada no país, foi de 55% em relação ao mesmo período do ano anterior, aponta a consultoria Nielsen. O possível motivo é das pessoas estarem “estocando” bebida nos primeiros dias de pandemia.

No Brasil não existe um grande estudo aprofundado. Apesar de grandes redes de supermercado (GPA) terem relatado aumento das vendas de vinho e do comércio de delivery ter aumentado significativamente, no geral ainda a uma queda de vendas.

Especialistas advertem que o momento de incertezas pode funcionar como um “gatilho” para o afogamento de mágoas. “Estamos vivendo uma situação de estresse coletivo inédito que pode contribuir para o uso do álcool como um refúgio”, explica a psicóloga Jaira Freixiela Adamczyk.

Por conta disso, fizemos uma seleção de sinais para você saber se anda bebendo demais. Ressaltando que se consumido de forma moderada, o álcool pode ser incorporado no seu cotidiano. O problema vem dos excessos.

13 Sinais que você anda bebendo demais na quarentena

Bebe cada vez mais

 Sinais que é alcoólatra

Existe uma impressão errada de que a nossa resistência a ficar embriagado é benéfica. Quanto mais você bebe, mais você acostuma o seu corpo aos efeitos do álcool. Por isso, se começou a perceber que seu corpo não sente os efeitos do álcool como tempos anteriores, tente beber menos e desista das ‘saideiras’.

Sempre ultrapassa o seu limite

Você fala que são só duas cervejinhas, mas quando vê, acabou com um engradado. Mas, se acaso tenha ultrapassado com frequência os limites que você mesmo imaginou, pode ser que tenha chegado em um nível a mais do que deveria.

Quando a ressaca muda os seus planos

Muitas pessoas já tiveram a famosa ressaca, aquele dia posterior da bebedeira com dor de cabeça, estômago zuado e mau humor. Mas se esses ‘dias desperdiçados’ viram uma rotina, você vive cancelando programas ou afetando sua produtividade no trabalho ou estudos, melhor dar uma pausa no álcool.

Não tem hobbies ou passatempos

Você já não sabe encontrar algo para fazer no lazer, se divertir? Está sem energia para fazer coisas novas com frequência? Muitas vezes o problema não está no trabalho ou excesso de estudos. Mas que você não tem outra atividade para relaxar que não seja tomar uma cerveja.

Problemas estomacais

Bebidas alcoólicas em excesso fazem mal ao corpo. Dessa forma, se você começar a sofrer problemas de indigestão, azia, inchaço, o motivo causador pode estar no copo.

Fica entediado com os amigos fácil

alcoolismo

Outro indicativo de que as coisas vão mal é como você se sente com seus amigos. Se vocês sempre se reúnem apenas para beber, alguma coisa está errada. Tente inventar programas alternativos ao ficar sentado consumindo álcool.

Cuidado com a frequência alcoólica

Às vezes o problema nem é a quantidade de álcool ingerida, mas a frequência com que isso é feito. Por isso, caso você já criou algum tipo de hábito rotineiro, como beber nas refeições ou após o trabalho, corte já.

Querer chegar a um determinado nível

Por outro lado, um indício preocupante é quando você precisa chegar a um nível de ‘intoxicação’ para se sentir bem. Como exemplo, você bebe cada vez mais até que perder a noção de que está bêbado.

O álcool sempre acaba em casa

Independente da quantidade de bebida que tenha em casa, ela sempre acaba rapidamente e você sente necessidade de repor o estoque urgentemente? Dê um tempo nas compras de bebida.

Proteger os bebedores

Sinais que é alcoólatra

Caso você tenha começado a defender amigos ou mesmo famosos que bebem demais, cuidado, você está bebendo demais

Sente perda de memória recorrente

Aquela perda de memória típica que acontece quando abusamos do álcool pode ser perigosa se acontecer frequentemente. Pesquisadores explicam que beber demais altera o modo como você se lembra das coisas, pois o álcool interfere em neurotransmissores ligados à memória.

Estão preocupados com você porque você bebendo demais

Quando amigos, familiares e pessoas próximas começam a questionar o seu consumo de álcool, é um sinal de alerta.

Por outro lado, se você está com vergonha de perguntar sobre isso, se esconde o consumo para não ser julgado, é outro forte indicador.

Usa o álcool como muleta

Bebendo demais para ficar mais social? Para ficar menos tímido? Para se transformar em um cara legal. Quando você utiliza o álcool como uma arma psicológica, pode se tornar dependente com maior facilidade.

Dessa maneira, com o tempo, seu cérebro pode associar a melhor desenvoltura com o consumo de álcool e, para se soltar, você vai precisar mais e mais da bebida.

Perguntas que você entender a relação com o álcool

Sinais que é alcoólatra

“Há várias perguntas que deve fazer a você mesmo — ou talvez a um ente querido — caso ache que você ou outra pessoa tem um problema com o álcool”, afirmou ao HuffPost UK Paul McLaren, psiquiatra consultor do Centro de Bem-Estar Fenchurch Street, do Priory Group, em Londres, no Reino Unido.

Além disso, Paul McLaren recomenda evitar pensar sobre o consumo de álcool em termos de preto ou branco, como: ‘Tenho problemas com a bebida ou não?’, ‘sou alcoólico?’ ou ‘sou fisicamente dependente?’”.

“O álcool tem o potencial de ser tóxico para qualquer pessoa que o consuma e pode ser tóxico para indivíduos diferentes de formas igualmente díspares. Entender a sua personalidade, as estratégias para lidar com o stress e a sua psicologia interagem com o álcool é tão importante quanto saber quantas unidades são recomendadas como seguras”.

Assim, para melhorar sua percepção sobre o tipo de relação que tem com o álcool, pergunte-se:

  • Quão importante é beber para você?
  • Prefere beber em detrimento de outras atividades?
  • Beber influencia outras coisas que faz no dia?
  • Beber determina como viaja e para onde viaja?
  • Influencia o modo como planeja o seu tempo livre e com quem convive?
  • ‘Prepara-se’ para as ressacas?

Caso a resposta para estas perguntas forem positivas, então o álcool é importante e vale a pena parar para pensar sobre a sua estratégia”, ressalta o psiquiatra.

Aliás, uma sugestão que fica é fazer um detox de álcool por algumas semanas. Dessa forma, você vai conseguir entender a relação que tem com a bebida. Bem como livrar as toxinas que o álcool em excesso pode afetar o corpo.

Fontes: Veja

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »