Inscreva-se no Canal

Como se vestir para uma entrevista de emprego

A roupa que você veste pode dizer muito sobre o seu comprometimento, maturidade e personalidade.

Não é necessário vestir um terno caro e nem usar um relógio de marca para garantir um bom visual, mas entender quais peças têm o poder de transformar a sua imagem é fundamental para destacar seus pontos positivos e acertar na primeira impressão.

Saber se vestir para uma entrevista de emprego, por exemplo, é entender que a melhor solução nem sempre é o terno – e também compreender que não importa se você estiver usando o melhor blazer do seu armário, se sua roupa não se encaixar com a proposta da empresa, o seu esforço em garantir um bom visual pode ser em vão.

Então, para te ajudar, algumas dicas compartilhadas por profissionais de RH e por consultores de estilo! Veja só:

Conheça a empresa e a sua futura vaga

Antes de pensar em qual roupa vai vestir, é fundamental conhecer mais sobre a empresa e sobre a área onde você se candidatou. Por exemplo: em um escritório de advocacia, a regra do terno deve ser seguida. Porém, em uma agência de publicidade, você pode – e deve – se vestir de uma maneira mais casual sem perder, é óbvio, a imagem profissional.

Mas conhecer apenas a proposta da empresa não é o suficiente. Você precisa analisar a sua vaga e pensar como um profissional qualificado para ela se vestiria. Se você se candidatou para uma vaga sênior dentro de uma agência de publicidade, talvez seja melhor repensar o seu visual moderno e criar uma combinação mais corporativa.

O visual que você escolher pode fazer com que o recrutador perceba o seu comprometimento com a vaga.

Ao fechar uma entrevista de emprego você provavelmente vai descobrir o nome do profissional que vai te receber na empresa. Então, tente pesquisar mais sobre ele e veja qual a linha que ele segue! Não é uma regra, mas o entrevistador pode criar uma identificação com você ao perceber semelhanças no visual.

Fuja do overdressing

Quando a vaga não exigir o pacote completo do terno (terno, colete, calça e gravata), tente modernizar – sem exagerar- as suas combinações. Se você, por exemplo, está se candidatando para trabalhar em uma redação na vaga de editor, você não precisa tirar o terno da armário, pode apenas vestir uma calça sarja ou de alfaiataria e combiná-la com uma camisa social sem gravata.

Para vagas mais júnior, a calça jeans está liberada desde que ela seja combinada com peças mais corporativas e tenha uma lavagem mais escura, como uma camisa fechada ou uma camisa aberta sobre uma camiseta branca. Nos pés, evite o tênis e use sempre um sapato. A melhor opção, na nossa opinião, é um modelo oxford pois ele consegue transmitir um ar mais profissional independente da calça que você está usando.

Quando for se vestir para uma entrevista, tenha em mente que, muitas vezes, o menos é mais. Vestir um terno, por exemplo, para uma vaga de analista em uma agência de publicidade pode transmitir aquela ideia de que você “está tentando demais” ou está querendo compensar alguma insegurança ou falta de habilidade.

Embarcar em estereótipos também pode ser muito perigoso. Por exemplo, se a empresa for mais moderna, tome cuidado para não forçar um visual despojado demais e transmitir uma possível falta de comprometimento.

Quando usar terno

Quando a vaga for sênior ou em uma empresa bem mais rígida, vestir um terno é praticamente obrigatório. Porém, vale lembrar: não adianta nada vestir um terno se ele estiver mal cuidado. Isso também vale para os acessórios!

Já demos várias dicas de como não errar quando for comprar um terno. Entre elas, a mais importante é: ajuste as peças às suas medidas. Poucas coisas demonstram tanto desleixe quanto um terno justo ou largo demais. Então, preste atenção nas medidas da peça e faça todos os ajustes necessários para que ele caia perfeitamente bem no seu corpo.

Não vista uma camisa mal passada e nem ache que as pessoas não vão reparar se o seu colarinho estiver um pouco sujo ou amassado. Entrevistadores, principalmente em empresas mais tradicionais, vão prestar atenção em tudo.

Não force uma personalidade que não é a sua

A maneira que nos vestimos diz muito sobre a nossa personalidade e essência. É por isso que a moda é vista como uma janela para o nosso interior. Ela é nosso cartão de visitas mas, na hora de uma entrevista de emprego, é preciso saber equilibrar o nosso perfil pessoal e profissional.

Como já falamos anteriormente, a empresa e a vaga vão ditar a roupa que você deve vestir para uma entrevista de emprego, mas você deve saber que o equilíbrio é fundamental. A geração Y (jovens que nasceram entre 1980 e 1990) costuma dizer que você deve sempre mostrar sua real personalidade e não usar “fantasias”, mesmo em uma entrevista de emprego. Muitos jovens dessa geração defendem que você não pode mudar o seu estilo para entrar em uma empresa porque você vai estar mentindo para si mesmo e para os outros.

Isso é uma tremenda bobagem.

Você não precisa mudar o seu estilo para conseguir um emprego, mas você deve respeitar as regras da empresa e entender os conceitos básicos utilizados em recrutamentos para se encaixar e demonstrar sua capacidade profissional. Ninguém vai achar que você está fantasiado se você vestir uma camisa social e uma calça de alfaitaria quando, na verdade, queria estar com uma bermuda comprida e um tênis. Pelo contrário: o profissional que te entrevistar vai admirar o seu comprometimento.

Mesmo quando você souber que pode vestir uma calça jeans para uma entrevista em determinada empresa, saiba que é interessante equilibrar o visual com peças que transmitam um ar mais maduro. Acima, temos um exemplo de uma combinação de peças com tênis branco e também sapatênis: você pode utilizar esses calçados quando a proposta visual deles for mais séria e elegante. Mesmo assim, nunca, nunca utilize esse tipo de calçado em uma entrevista para uma vaga mais sênior.

Atenção nos detalhes

Só vista um tênis se você tiver a absoluta certeza de que a vaga permite esse tipo de regalia. Mesmo assim, preste atenção na aparência do sapato: por mais que o tênis esteja liberado, nunca use um tênis sujo ou velho e fuja do all star. Escolha um tênis em um tom sóbrio, monocromático e de preferência com o cano mais alto.

Quando a vaga for um pouco menos casual, vá de sapatênis e para qualquer entrevista em uma empresa mais tradicional, use um sapato social, um oxford ou um derby.

A qualidade dos acessórios é fundamental: vista peças sempre limpas, gravatas extremamente bem passadas e preste atenção nas meias. Qualquer meia mais esgarçada ou encardida pode acabar com a sua imagem!

Demonstrar uma boa higiene é algo importantíssimo: a barba deve estar bem cuidada, o cabelo deve estar bem penteado e as unhas precisam estar aparadas.

Em resumo: cuide do seu cartão de visitas e boa sorte!

Compartilhe


Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »