José Aldo Scarface – da favela para os octógonos do UFC

Confira a história de vida de José Aldo e suas principais frases

Atualizado 4/8

José Aldo manteve, com certa tranquilidade, o cinturão dos penas, na madrugada deste domingo, no UFC Rio 4. O brasileiro castigou Chan Sung Jung, o “Zumbi Coreano”, que viu seu ombro direito lesionar-se, e o árbitro interrompeu o combate no quarto round após uma sequência de golpes junto a grade.

Foi a quinta defesa de Aldo na categoria pela principal franquia de MMA do mundo. O manauara radicado no Rio de Janeiro abriu caminho para disputar o título dos leves após mais um triunfo. O presidente Dana White prometeu ao brasileiro a chance de tentar o cinturão da categoria de cima, até 70 kg, em caso de vitória. Agora basta ver se vai cumprir com o prometido.

_______

Com um cartel invejável de 23 vitórias e apenas uma derrota, o Scarface – apelido dado pela cicatriz que tem no rosto – conta com aquela velha fórmula do supercampeão que ultrapassou barreiras para chegar ao topo, atraiu uma legião de fãs e comoveu o mundo do MMA. Confira abaixo os passos que o manauara deu até chegar ao topo e suas frases feitas!

Correndo atrás do sonho

Aldo deixou Manaus ainda jovem em busca do sonho de tentar a carreira no jiu-jitsu no Rio de Janeiro. Sem dinheiro e com muitos obstáculos, dormia na mesma academia em que treinava ou na favela, na casa de um conhecido, e dependia da ajuda dos companheiros para não passar fome.

Foi acolhido na casa da também lutadora Viviane, que mais tarde se tornou sua esposa. Eles começaram a namorar e após alguns anos, Júnior a pediu em casamento no ringue, depois que venceu sua luta.

Mesmo assim, a primeira correspondência recebida por sua mãe foi um cartão postal com uma concha do mar. Ver o mar era um sonho de José Aldo desde que era criança, sonho que sua mãe pensava ser impossível devido à grande distância entre Manaus e o oceano. Este cartão representou a primeira de uma longa lista de conquistas em sua vida.

Gigante no octogonal

Embora com uma carreira promissora no jiu-jitsu, José Aldo decidiu dar a prioridade ao MMA, onde havia maior facilidade em ganhar dinheiro.

Aos poucos, Aldo passou a se destacar dentro da academia Nova União até virar o principal campeão dos pesos mais leves do mundo. Seu diferencial está em uma mistura muito bem elaborada de jiu-jítsu com muay thai. Em seu combate mais rápido, Júnior apagou o adversário em apenas 8 segundos, com uma joelhada voadora dupla no rosto do adversário.

José Aldo Scarface

Conquistou o cinturão do extinto WEC em 2008 e a partir daí trilhou o caminho do sucesso no MMA. Em janeiro de 2012, lutando pela primeira vez em casa no UFC, teve a honra de fazer o evento principal do UFC Rio II. Com um nocaute espetacular em Chad Mendes, Aldo não decepcionou. De brinde, ele quebrou o protocolo do UFC e deixou o octógono para comemorar com os torcedores.

Ele, que tem um estilo contido fora dos octogonais, critica os falastrões e prefere demostrar sua força na luta. Mas, em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, ele revelou um novo sonho de ter ao mesmo tempo os títulos da categoria galos (até 61kg), penas (até 66kg) e leves (até 70kg). Eu não duvido que ele possa chegar lá. E você?

José Aldo Scarface

Agora, a história do melhor peso pena do UFC será tema de filme, com Malvino Salvador no papel do lutador manauara. O longa será dirigido por Afonso Poyart e produzido por Caco Souza, o mesmo diretor de “400 contra 1”.

Frases de José Aldo

– “Aqui é nosso. Esse cinturão aqui só sai se for para alguém da minha categoria”.

– “Edgar é um grande adversário, já mostrou o seu valor, mas vou levá-lo de volta para a categoria de cima!”

–  “Quando estou ali dentro (octógono) eu me transformo em uma máquina”.

–  “Se eu perder, nem minha esposa pode vir falar comigo”.

– “O Edgar é um adversário muito qualificado, com poucas deficiências em seu jogo. Quero mostrar que estou pronto para o maior desafio da minha carreira”, explicou José Aldo.

– “Quando acordo, penso que meu adversário esta treinando e quer aquilo que tenho. Isso faz você se levantar, criar forças de onde não tem e ir galgando seu objetivo”.

José Aldo Scarface

– “É um sonho meu ganhar três títulos. Ninguém bateu esse recorde ainda. Dedé (Pederneiras, treinador) sabe que é meu objetivo, mas ele controla minha carreira e tudo depende dele. Espero algum dia conseguir isso. Gostaria de fazer história”, disse o atleta sobre o sonho de conquistar o cinturão em três categorias.

– “Depende desta luta contra o Edgar. Meu técnico acha que ainda não estou tão pronto para subir. Quando ele achar que estou pronto eu tenho essa intenção. Caso eu vença Frankie Edgar, tenho certeza que posso provar que posso lutar na categoria de cima”. Aldo falando da possibilidade de lutar em uma categoria acima.

– “Lutadores falando bobagem não me incomodam. Mas eu não acho que é correto. Cada pessoa tem uma forma de promover uma luta para conseguir uma oportunidade para a sua carreira. Todos deviam simplesmente ir lá e lutar. Passar pelos oponentes e ganhar a chance de lutar pelo título. Não conseguir a oportunidade através das besteiras que falam”, criticou Aldo, durante teleconferência do UFC 156, que será realizado dia 2 de fevereiro, em Las Vegas.

– “Conseguem lutas pelas besteiras que falam”, José Aldo critica atletas falastrões do UFC

– “Sempre fui muito observador. Então eu já havia aprendido a maioria dos movimentos só olhando os outros fazerem.”, Scarface falando sobre como entrou no jiu-jitsu no começo de carreira.

José Aldo Scarface

– “A gente chamava ali de lixão. Tinha tanta goteira que alagava quando chovia. Lembro que os primeiros dias foram muito difíceis. Eu dormia tarde, quando o último aluno saía da academia, e acordava cedo, quando o primeiro chegava. Era um sobrado que tremia quando os ônibus passavam rápido na rua. Muitas vezes eu acordava chorando, ficava na janela observando os carros e pensando o que eu estou fazendo aqui? Será que eu quero isso?”, Aldo Comentando sobre os momentos difíceis que passou quando dormia na academia.

– “É verdade, quem manda lá em casa é ela, mas é normal. Mas quem mata barata sou eu!”, José Aldo brinca com a pergunta de quem manda em casa.

– “No começo é sempre batalhar, sempre acreditar em você, buscar sempre o algo a mais, ter a ciência de que se fizer seu trabalho certinho, no cotidiano, não tem como dar errado”

– “Eu sempre falava pra minha mãe que queria ver o mar e morar no rio, e ela não me levava sério, achava que era sonho de criança”

– “Para realizar um sonho, primeiramente você precisa acreditar que aquele sonho é possível. Eu sempre tive um sonho, sempre acreditei e sempre trabalhei para isso, não importava o que acontecesse”.

– “Para você ser um vencedor, tanto na vida quanto no esporte, você sempre tem que ter seus objetivos e correr atrás de seus sonhos. Isso que motiva você viver e levantar todo dia”.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »