Como controlar sua raiva

Sob as circunstâncias certas, qualquer um pode surtar e virar o Hulk de uma hora pra outra. A raiva pode te fazer parecer maluco e causar vários problemas diferentes, mas você pode tentar usá-la para alcançar uma vida mais produtiva.

Como? Vamos tentar explicar.

Se você tem um irmão e sempre foi o mais esquentadinho da casa, deve ter percebido que, quando você gritava de raiva por alguma coisa, não conseguia o que queria mas, quando o seu irmão ou irmã chorava pelo mesmo motivo, os seus desejos eram atendidos?

Isso acontece porque as pessoas lidam com a frustração de formas diferentes e expressam seus sentimentos de maneira diferente. Enquanto algumas choram e se sensibilizam através da tristeza, outras gritam. O problema de gritar é que você perde a razão e, além de tudo, age como um maluco.

Então, para tentar expressar frustrações e sentimentos negativos da melhor forma possível, vamos te dar algumas dicas de como entender suas reações e estudá-las para que elas não se repitam.

As dicas são do terapeuta norte-americano Roger S. Gil:

Saiba qual é a aparência da sua raiva e como ela te faz sentir

Você muda quando fica com raiva. Seu corpo esquenta, seus músculos ficam tensos e você pode até ficar sem ar. De acordo com Roger S. Gil, você só vai aprender a lidar com a raiva quando descobrir quais são os sinais de que ela está chegando:

Tenha consciência do seu corpo. Se você tem problemas de saúde, por exemplo, a raiva pode exacerbá-los consideravelmente. Entenda que sentir seu rosto quente significa que aconteceu um aumento na pressão sanguínea. Cheque seu pulso porque os batimentos cardíacos podem estar elevados, afinal, é isso que acontece quando estamos prontos para brigar. A tensão muscular ou o apertar dos dentes também são indicadores de que a sua raiva está escalando e você pode surtar em breve. Se você perceber que está com dificuldades para respirar ou puxando muito ar de uma vez, talvez seja a hora de parar e pensar porque você está pronto para brigar.

Se você tem dificuldades em reconhecer os sinais, como a tensão muscular, por exemplo, olha só que interessante: quando você fica com raiva, os músculos da pélvis concentram boa parte da tensão. É sério! Então, quando você achar que pode estar ficando extremamente irritado, preste atenção nisso. Se identificar a tensão não vai te ajudar, pelo menos você vai rir e esquecer do problema ao pensar nas contrações daquela região.

Relaxe. Mesmo.

Quando o ódio te controlar, você não vai conseguir fazer nada além de explodir. Enquanto você não aprender como se acalmar quando necessário, você não vai descobrir como a sua raiva pode se transformar em algo útil.

Se você tem problemas em dominar a sua raiva, você provavelmente não tem as ferramentas emocionais necessárias para relaxar. Roger S. Gil explica como administrar isso:

Para lidar com os sinais físicos da raiva (como batimento cardíaco elevado, tensão muscular e falta de ar) é interessante praticar técnicas de relaxamento. Um bom exemplo é focar sua atenção nas suas mãos e apertá-las usando cerca de 75% da sua força por 5 ou 10 segundos. Depois, você respira fundo e repete o processo por mais um minuto ou dois até sentir que os sinais físicos da raiva estão indo embora.
Você também pode começar a respirar com calma e profundamente enquanto foca a sua atenção em algo no ambiente – um quadro na parede, uma placa na rua, e etc. Outra forma de relaxar é começar outra atividade: sair para dirigir ouvindo uma música que te acalme, por exemplo, ou ir para a academia são excelentes alternativas. Jogar um jogo de videogame, por exemplo, também é uma boa saída porque você se concentra em tarefas neutras. Escrever também pode ajudar.

Para essas técnicas se tornarem automáticas sempre que você ficar nervoso, você deve praticá-las no seu dia a dia. Assim, quando a raiva bater e você estiver irracional, o seu subconsciente vai agir para te fazer praticá-las mesmo assim.

Transforme sua raiva em motivação

É difícil lidar com certas coisas. Às vezes, o ódio é tanto que você nem enxerga as pessoas e só se preocupa em atacar. Expelir aquela raiva, o sentimento de injustiça. Você pode ficar com raiva quando encara algo negativo enquanto outros ficam apenas tristes. Bom, tudo bem. Pessoas reagem de jeitos diferentes, mas você precisa ter em mente que surtar nunca, nunca é uma boa ideia. Então, tente usar a raiva como uma forma de motivação.

Canalizar a raiva te ajuda a lidar com ela. Quando você estiver praticando alguma atividade prioritariamente física, a raiva pode te ajudar porque ela costuma acelerar e intensificar o nosso corpo. É importante não tomar decisões e nem tentar traçar um pensamento racional quando se está com raiva. Você vai fazer péssimas escolhas. Se a origem da raiva está relacionada com seu comportamento no trabalho, por exemplo, você pode usá-la para melhorar sua performance em vez de se focar nos erros. Construir essa noção vai mudar a forma que seu cérebro funciona. Dizer para si mesmo que agir sob raiva não é produtivo e, depois, identificar formas de solucionar o problema é um ótimo jeito de pegar essa energia mental que seria extrapolada com o ódio e usá-la em algo bom.

Ou seja, se você praticar alguma atividade física, canalize sua raiva nessa atividade e desconte tudo no boxe, na esteira ou na bicicleta. Quando você ficar com raiva em outras situações, lembre-se do que Roger S. Gil falou e racionalize seus sentimentos.

Transforme suas discussões em algo positivo

Você vai ter que discutir muito na sua vida. Ninguém passa por ela sem entrar em uma briga. Então, se você nem sempre pode escapar do confronto, você pode entender como lidar com ele da melhor forma possível. O confronto produtivo é uma das habilidades mais importantes para lidar com a raiva.

Para chegar em qualquer lugar, você precisa praticar as técnicas de relaxamento e, depois, seguir os conselhos de Roger:

Isso requer uma grande dose de auto-conhecimento e auto-controle, mas é uma dica extremamente útil. Em situações em que você está tentando resolver um problema com raiva, você deve, primeiro, fazer um check-up pessoal para ver como o seu corpo está reagindo. Quando você se concentrar nisso, tente abaixar o tom de voz e falar mais devagar – mesmo que você precise se forçar para fazer isso. Essa técnica é bastante usada em situações de crise e funciona muito bem. Além de reduzir suas reações de raiva, ela também pode ter o maravilhoso efeito colateral de fazer com que a outra pessoa também baixe o tom de voz, afinal, esse vai ser o único jeito dela te ouvir.

Além disso, é importante saber que a raiva é escalável.

Você precisa ter em mente que não vai ficar com mais raiva. Você precisa saber que você quer relaxar e diminuir o estresse da discussão. Então, você pode se focar no assunto da briga e reconhecer como a outra pessoa se sente antes de julgá-la.

Para ganhar tempo, faça perguntas. Brigas repletas de raiva costumam explodir porque as pessoas pensam menos e sentem mais. Então, tente fazer perguntas como: “por que você se sente desse jeito? Qual tipo de solução você quer que eu tome?”.

Desse jeito, a pessoa vai precisar de tempo para responder e a gritaria vai diminuir. Além disso, perguntar vai te trazer empatia e te fazer ouvir, isso vai te dar mais tempo para formular uma tréplica e se acalmar. A raiva, então, vai se difundir e vai dar tempo para que você compreenda onde errou e pense com clareza.

Como agir quando você explodir

Apesar das suas boas intenções, as emoções podem dominar a situação de vez em quando. Então, se você perceber que explodiu e não consegue se acalmar, tenha um plano. Roger recomenda que você siga os próximos passos:

  • Trace uma distância física entre você e a outra pessoa. Você pode ser controlado pela raiva e, muitas vezes, as palavras não vão ser suficientes porque você não consegue mais formular frases e agir com a razão;
  • Recorra aos amigos e família que estão por perto para interferir na situação. Diga para eles que você está quase surtando e que precisa de ajuda para se acalmar. Fale que eles não devem se envolver no conflito, mas podem tentar te acalmar o máximo que conseguirem;
  • Peça para que a outra pessoa se afaste e fique em silêncio. Se for possível, mude sua atenção para outra coisa e não mergulhe em pensamentos de ódio. Não olhe para a outra pessoa ou preste atenção em qualquer observação que ela possa fazer. É melhor parecer que você tem medo de briga ou é covarde do que terminar o dia se arrependendo. Quando a hora for certa e os dois estiverem calmos, você pode iniciar uma conversa;
  • Saiba que muitas brigas se transformam porque as pessoas esquecem o motivo da discussão e acabam brigando apenas pela raiva em vez de conversar para solucionar o problema. Se você sentiu que chegou ao ponto de não retorno, é melhor fugir da situação porque você tem que ter ciência da falta de controle que terá sobre suas ações.

Se você teme um colapso, lembre-se dessa palavra: desengate. Como Roger disse, se você não pode usar a sua raiva de forma produtiva, você não deve usá-la de forma alguma. Você não vai conquistar uma harmonia emocional apenas por ler essas dicas, mas é importante controlar a sua raiva no dia a dia. Como falamos anteriormente, se você praticar as técnicas de relaxamento diariamente, quando o descontrole ameaçar aparecer, seu subconsciente vai agir.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »