Como o Banco pega seu dinheiro (e você não percebe)

Como o Banco pega seu dinheiro

Você rasgaria o seu dinheiro que ganhou depois de um mês de trabalho árduo? É lógico que não, nê! Mas, saiba, que todo mês os bancos batem metas e recordes de lucro faturando boa parte desse dinheiro em cima do consumidor comum, você e eu.

+ Comece a investir na Rico
+ Tesouro Direto: tudo o que você precisa saber
Gastos Invisíveis que fazem seu dinheiro sumir

E sabe como eles fazem isso? Com uma infinidade de taxas e serviços que você não contratou, cobrando juros em cima de juros do seu dinheiro e levando embora suas economias e dificultando ainda mais a realização dos seus sonhos e objetivos.

Para você que duvida do que estou falando, separei uma lista de coisas que os bancos fazem para pegar o seu dinheiro. Se liga!

Cobrar taxas por serviços

Mesmo em um ano de crise, como foi o de 2017, os grandes bancos brasileiros tiveram uma alta de 21% no lucro, com R$ 64,9 bilhões a mais. Para você ter uma ideia, cerca de 15% do lucro destas instituições vem apenas de cobranças de serviços básicos com o seu dinheiro.

Por lei e garantido pelo Banco Central, os bancos são obrigados a oferecer gratuitamente: cartão de débito, 10 folhas de cheques por mês, segunda via de cartão de débito, até 4 saques por mês, consultas pela internet, duas transferências por mês, entre contas na própria instituição e compensação de cheque.

Só que na prática, os bancos simplesmente ignoram isso e empurram pacotes mais caros. Algumas destas instituições financeiras chegam a cobrar R$2 só para você ver o extrato da sua conta.

Isso sem falar em saque, uso de cheques e a famosa cesta de serviços que tira do seu bolso mensalmente cerca de R$ 50. Olha que não estou nem falando da taxa para manutenção do cartão de crédito.

Quer mais exemplos de taxas que você nem sabe que existiam, mas que vão cobrar de você: taxa de adiantamento, de cheque compensado, de abertura de crédito, etc…

Cobrar para movimentar o seu dinheiro

Como o Banco pega seu dinheiro

Você escolheu um lugar confiável para deixar seu dinheiro, afinal, melhor colocar em uma instituição financeira consolidada do que colocar no colchão e perigar roubarem ele. Então, quando você precisa movimentar a sua grana, pagar contas, fazer transferências, ainda precisa pagar taxa para isso. Estou falando do DOC ou TED.

Atualmente, a maioria dos bancos cobra cerca de R$ 8 para você fazer uma transferência pela internet e R$15 para fazer lá na boca do caixa. Sim, mesmo que você tenha que se deslocar para o banco para pagar um dinheiro que pegou com seu amigo, terá que acrescentar esse valor acima.

Por isso que muitas pessoas preferem sacar nos caixas eletrônicos a ter que pagar para cada movimentação.

Empréstimos a juros absurdos

Como o Banco pega seu dinheiro

Quase toda receita do banco (e seus elevados lucros) tem origem, basicamente, de juros. Não estou falando que é errado emprestar dinheiro a alguém e cobrar uma taxa a mais por isso. O questionável é o quão abusivo são essas cobranças. Só para falar dos dois produtos mais utilizados pelos brasileiros, o cheque especial e o cartão de crédito são os campeões de juros.

Os juros do cheque especial estão na faixa de 300% ao ano. Ou seja, se você pegar R$ 1 mil dessa forma, vai ter que pagar R$ 4 mil! Já o crédito rotativo do cartão de crédito está por volta de 240%. Traduzindo, pegando R$ 1 mil, você vai pagar R$ 3,4 mil ao fim dos 12 meses.

Se você considerar que, quando o banco aplica a dinheiro do correntista, nenhuma aplicação consegue superar os 10% de juros de retorno. Só para ter uma ideia, a poupança ao ano não chega a 8% de rendimento e o menor juro de cheque especial chega a 300%. Não é difícil saber de onde vem esse lucro todo.

Qualquer financiamento feito via banco, a pessoa acaba comprando uma coisa X pagando 2 vezes seu valor, no final de tudo.

É por isso que o Brasil está na lista dos maiores spreads bancários do mundo, com uma média de 30%. E, pra quem não sabe, spreads é a diferença entre o quanto o banco paga quando pega seu dinheiro emprestado para o quanto o banco te cobra quando empresta dinheiro é chamada de spread bancário.

Na Alemanha, essa diferença está na faixa de 5,5%, na Espanha, que acabou de sair da crise, está em 4%, e no Canadá e na Itália está na faixa dos 2,5%. Os nossos próprios vizinhos estão dando de lavada na gente. No Peru, o spread está em 14%, na Bolívia está em 6,5% e México está em 3,5%.

Mesmo com as quedas da SELIC, taxa de juros básicos do país, os bancos ainda continuam tendo essa margem de lucro absurda. Não é a toa que o setor bancário é acusado por diversas vezes de falta de cooperação na redução dos juros cobrados ao consumidor e, assim, aumenta o número de inadimplentes do país.

Como forma de tentarem se defender, os bancos dizem que não abaixam o spread bancário por causa da alta taxa de inadimplentes.

Aplicações e serviços empurrados pelos gerentes

Como o Banco pega seu dinheiro

Você deixa o seu dinheiro no banco porque você confia na instituição, acha seguro e pensa que
ele está fazendo o melhor com o seu dinheiro. E, levado por isso, a figura do seu gerente do banco seria tão segura quanto, além dele ser a pessoa que vai dar as melhores dicas do que fazer com a sua grana.

Até ele precisar bater metas de vendas de produtos e querer te empurrar um PIC, um seguro de vida, previdência privada e uma enxurrada de outros serviços que rendem muito com taxas e tarifas de custódia. O resultado é o seu dinheiro rendendo muito menos do que o mais conservador dos investimentos.

Poupança

Como o Banco pega seu dinheiro

Por último, vamos falar da aplicação que é a escolhida por 60% dos brasileiros que guardam seu dinheiro por questões de segurança e comodidade.

O problema primordial é que a poupança quase sempre rende menos do que a inflação. Quer dizer, por mais que você deixe seu dinheiro lá na conta, sem movimentar, ele vai perdendo o valor ao longo do tempo se ficar aplicado na poupança.

Outro ponto é que o próprio banco pega parte parte deste dinheiro para fazer investimentos no mercado financeiro, investimentos esses muito mais rentáveis para o banco.

Se você investir no Tesouro Selic, um dos investimentos mais conservadores que existem, por exemplo, você vai ter R$13.494 contra R$13.000 da poupança. Isso, já considerando os descontos do imposto de renda.

Essa é a prova que você ganha muito mais se deixar de financiar os bancos.

Chegou a hora de sair da zona de conforto, do comodismo e começar a fazer o dinheiro trabalhar por você, não o contrário!

Que tal aprender a usar o dinheiro e não deixá-lo parado no banco, perdendo valor? Faça investimentos, pois essa é a melhor forma de fazer com que você lucre com o que ganhou e não os donos do banco.

Rico Corretora

Crédito: Reprodução

Este texto é padrocinado pela Rico, uma corretora online, onde você consegue investir seu dinheiro, de maneira fácil e segura, a partir de R$ 30.

A corretora possui uma cartela de produtos que disponibiliza para seus investidores, de títulos de Renda Fixa (Tesouro Direto), Fundos de Investimentos até títulos de Renda Variável.

Além da plataforma de investimentos, a Rico possui um canal no youtube e um blog, ambos tiram dúvidas e te ajudam e organizar sua vida financeira!

Conheça a plataforma e comece a investir na Rico

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »