Ford Falcon GT: o V8 Interceptor de Mad Max

Falcon Mad Max

Quando pensamos em muscle cars que marcaram história no cinema, o V8 Interceptor de “Mad Max” vem à cabeça. Com um design no mínimo diferente, o veículo do filme de 1979 não é dos mais bonitos, mas também tem a sua importância para as telonas e ainda habita a memória dos cinéfilos fãs de carro.

Quem vê ele na obra de George Miller – e estrelada pelo gigante Mel Gibson – não imagina como é o modelo originalmente. Aquelas telas nos faróis, o blower no capô, o kit aerodinâmico, os dois spoilers (na traseira e no teto)… Todas essas características são modificações feitas em um Ford Falcon XB GT 351 de 1973 que “nasceu” na cor branca.

Esse Ford Falcon era um modelo fabricado exclusivamente para o mercado australiano – George Miller é de lá e Mel Gibson tem nacionalidade do país, o que explica muito sobre a origem da película. O modelo original usado no filme tinha motor V8 de 5.8L e 300cv. A parte da frente foi modificada por um ex-funcionário da Ford e o veículo foi comprado pelos produtores de Mad Max já com o kit.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Ford XB GT Falcon

Para o filme, o Falcon recebeu pintura preta com detalhes foscos e outra boa parte brilhante. Os pneus e rodas (de aço) são maiores que os originais, além da adição de saídas de escape nas laterais. O blower, na verdade, é apenas um elemento decorativo, já que não funcionava.

Com isso, os 600cv que o carro tem em Mad Max também não são verdadeiros, já que para isso o blower do Pursuit Special (outro nome para o Interceptor) teria de funcionar. Esse blower foi removido depois das gravações do primeiro filme para fazer uma turnê de exibição pela Austrália. Logo depois o veículo foi vendido.

Contudo, para as gravações de “Mad Max 2: The Road Warrior” ele foi comprado de volta e seria destruído no filme. Ele apresenta algumas diferenças na roda traseira e possui dois tanques de gás na parte de trás.

Após as filmagens do segundo filme, o carro foi vendido a um ferro-velho junto com outras peças e itens da produção. Foi restaurado ainda durante os anos 80 e chegou a ficar exposto por alguns anos em um museu na Inglaterra. Atualmente está no Dezer Car Museum, em Miamo, Estados Unidos.

Ainda assim o Interceptor participaria do mais novo filme da franquia, “Mad Max: Fury Road”, pois de acordo com George Miller a história não é necessariamente uma sequência de “Mad Max 3: Beyond Thunderdome”. Nesse quarto filme, de 2015, ele volta a ser destruído. Nas palavras do diretor, o carro usado foi uma espécie de “híbrido, com destroços do passado juntados”.

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »