Evite Multas! Entenda a diferença entre farol baixo, farol alto e luz de Posição

Reprodução

A nova lei que entrou em vigor obriga os motoristas a usarem farol baixo em túneis e estradas, mesmo durante o dia (Lei 13.290/06). Mal ela entrou em vigor, já multou mais de 15 mil carros em apenas 4 dias, sendo que muitos deles estavam com as luzes ligadas. Mas por que isso aconteceu?

(Assumo que até me informar para escrever a matéria, eu não tinha a menor noção da diferença entre uma luz e outra)

De acordo com o advogado Pedro Magalhães Gane, o Código de Trânsito Brasileiro têm três definições para faróis: a de posição (usada em chuvas fortes e neblinas); a baixa (usada normalmente durante a noite) e a alta (usado também à noite, em ruas não iluminadas e quando não há veículos na frente). Sendo que é a luz baixa que devemos utilizar para nos adequarmos à lei e não sermos multados.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Para melhor identificar isso no carro, veja as fotos abaixo:

Reprodução

Reprodução

A seta vermelha indica que os faróis estão desligados; a amarela, a luz de posição; e a verde, a luz baixa. Para a luz alta é necessário, no caso do exemplo acima, empurrar a manete para frente, caso queira manter a luz alta acesa, ou puxar para acendê-la momentaneamente, como se vê da seta azul.

Portanto, não basta acender apenas a luz de posição, é necessário andar de dia com as luzes dos faróis acesas como se estivesse trafegando normalmente durante a noite.

Necessário ressaltar que também não basta apenas o farol de neblina ou de milha, pois da mesma forma não estará se enquadrando nas disposições legais.

Vale lembrar que quem infringir a lei toma uma multa de R$ 85,13 e mais 4 pontos na carteira. O valor irá aumentar a partir de novembro, quando as infrações médias passarão a acompanhar uma cobrança de R$ 130,16 ao infrator.

Atenção

Nos últimos dias, começou a circular uma mensagem nas redes sociais alertando os motoristas a acender o farol baixo durante o dia também nas marginais Tietê e Pinheiros, em São Paulo, já que elas seriam rodovias em trechos urbanos.

Porém, o Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV) da Secretaria de Transportes de São Paulo afirmou, em nota, que as marginais não são vias rodoviárias. “São parte da malha viária urbana, o que não obriga a utilização do farol baixo durante o dia, conforme a legislação vigente”, continua o texto.

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) afirmou que irá aceitar que veículos transitem em rodovias durante o dia com a luz diurna de LED acesa em vez do farol baixo.

Fonte: JustBrasil

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »