Como escolher seu tênis de corrida

Créditos: Reprodução

 

Você quer começar a se exercitar? Investir em um bom tênis é um bom começo. Além de proteger sua lombar, evitar impactos intensos no joelho e facilitar – e muito – sua corrida.

Para entender qual é o melhor modelo para o seu objetivo, é preciso saber que eles estão divididos em cinco categorias diferentes: estabilidade, controle de movimento, amortecimento, performance e trilha.

Além delas, ainda existem os tênis de competição que, como o próprio nome define, devem ser utilizados apenas nessa situação.

Esse critério, utilizado pela Runner’s World e seguido pela maioria das empresas, é importante para direcionar o público e aprimorar as características principais de cada modelo.

 

Categorias

Créditos: Reprodução

 

Controle de Movimento

Mais rígidos, são desenvolvidos para controlar a inclinação dianteira excessiva. O solado plano oferece maior estabilidade e suporte. Eles são mais pesados, mas duram bastante tempo.

Quando escolher?

Você pode optar por esse modelo se você tiver um grau de pronação muito acentuado ou se faz uso de palmilhas especiais que geram a necessidade de um soldado firme e espaço para o calcanhar.

Caso você tenha o pé chato, talvez esse tipo de tênis favoreça a sua corrida!

Estabilidade

Com um solado semi-curvo, esse tipo de tênis oferece uma boa combinação entre amortecimento, suporte e durabilidade.

Quando escolher?

Se você é um corredor com peso médio sem problemas severos de controle de movimento no pé – como uma super pronação, por exemplo – tênis dessa categoria favorecem um bom suporte e também duram bastante.

Amortecimento

Tênis dessa categoria possuem uma sola mais macia e maior amortecimento. Porém, o suporte é inferior. O solado, normalmente, é curvo ou semi-curvo para estimular o movimento natural dos pés.

Quando escolher?

Repare no arco do seu pé: se ele for alto, este é o modelo perfeito. Porém, se você for um corredor que não precise de suporte extra e não tenha um grau excessivo de pronação, também pode se dar bem com um tênis desta categoria.

Performance

Com solado curvo ou semi-curvo, este modelo é um dos mais leves e costuma ser utilizado para competições ou treinos intensos em ritmo acelerado. Escolha bem qual você vai comprar, pois alguns são menos estáveis.

Quando escolher?

Você é um corredor rápido e eficiente? Se você começou agora, talvez esta não seja a melhor opção. Escolha modelos desta categoria se você quer um tênis para treinos em ritmo rápido, ou se você for participar de alguma prova e não queria utilizar modelos próprios para competição; tênis de performance possuem maior amortecimento e suporte.

Trilha

Tênis desta categoria são tipicamente utilizados em terrenos acidentados ou com bastante lama e desnivelamento. Normalmente, eles têm maior tração e são mais estáveis.

Quando escolher?

Só compre um desses se você for correr ou andar em lugares com buracos ou lama. Eles não são tão eficientes quando utilizados para corridas planas.

Grau de Pronação

Créditos: Reprodução

 

Pronação é quando o corredor pisa com a parte de fora do pé e, depois, faz um movimento para dentro absorvendo o impacto. Para entender se você possui um alto ou baixo grau de pronação, dê uma olhada nos modelos de pegada abaixo e veja com a qual a sua mais se parece.

Lembrando: apenas listamos algumas características, mas apenas um ortopedista pode dizer qual realmente é o seu formato de pé e tipo de pisada conseqüente.

Tipos de pés

Créditos: globoesporte

 

Pé normal

Este tipo de pé tem um arco normal e, na pegada, é possível ver o calcanhar e a parte frontal do pé ligadas por uma faixa larga. Quem tem esse formato possui um grau leve de pronação para absorver o impacto.

Tênis recomendado: opte por um modelo com estabilidade moderada e o meio da sola em duas densidades com solado semi-curvo.

Melhores categorias: Estabilidade e Amortecimento.

Pé Chato

Com o arco baixo, este formato deixa toda a marca do pé na pegada. Normalmente, quem tem o pé chato possui um grau excessivo de pronação e isso pode causar vários tipos de lesões.

Tênis Recomendado: Escolha por modelos para reduzir o grau de pronação, com solado plano ou semi-curvo.

Melhores Categorias: Estabilidade ou Controle de Movimento.

Pé com arco elevado

A pegada mostra uma conexão estreita entre o calcanhar e a parte frontal do pé. Normalmente, esse formato de pé não tem um grau de pronação suficiente para a absorção de impacto efetiva.

Tênis Recomendado: Escolha tênis com bom amortecimento e flexibilidade, solado curvo para promover o movimento do pé também auxilia bastante a corrida.

Categoria Recomendada: Amortecimento.

Detalhes importantes

Créditos: Reprodução

 

  1. O excesso de amortecimento compromete a capacidade do tênis de estabilizar o alinhamento e o movimento das articulações dos pés e pernas. Muitas pessoas acreditam estar se protegendo quando, na verdade, optando pelo excesso em determinada região do tênis acabam causando inflamações no tendão de Aquiles. Um estudo realizado nos anos 1980, quando a popularidade do calcanhar macio nos tênis de corrida aumentou, comprovou esse fato. Então, opte por um modelo com amortecimento bem distribuído por todo o tênis.
  2. Não é apenas o comprimento do pé que importa. A largura e a forma também variam e, por isso, existem vários formatos de tênis, mais largos na parte frontal ou lateral, para você escolher.
  3. O peso também é fundamental na hora de escolher o melhor modelo. Caso você seja mais pesado, saiba que o seu tênis vai acabar durando menos tempo, então, por isso, escolha modelos mais resistentes dentro da categoria indicada para o seu estilo de corrida e formato de pé. Corredores grandes costumam escolher tênis com sola de poliuretano em vez de EVA, por exemplo.
  4. O ritmo da sua corrida também interfere na escolha do tênis. Se você corre mais devagar e tem um condicionamento físico menos desenvolvido, escolha aqueles com maior base de suporte; se você correr mais rápido, opte pela menor base.
  5. Começou a correr agora? Escolha modelos com ótimo amortecimento, eles são ideais para você se adaptar ao esporte. Como você ainda está iniciando esse tipo de atividade física, provavelmente tende a ter uma freqüência de passadas menor: isso causa um maior impacto e, por isso, é melhor escolher um tênis de qualidade superior.

Saiba a hora de apostar o seu tênis

Créditos: Reprodução

 

Correr com tênis gastos é um erro comum e uma das maiores causas de lesões em corridas. Repare nos sinais, se a sola está desgastada, talvez seja hora de trocar.

Porém, muitos tênis com aspecto de novo podem ter perdido grande parte da capacidade de amortecimento, então, para não arriscar, recomenda-se a troca entre 560-880 km de uso. Mas, se você for um corredor mais pesado, talvez tenha que trocar o modelo mais cedo.

 

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »