O que uma mulher pensa sobre o Tinder?

O que uma mulher pensa sobre o Tinder 2

Quando o Tinder surgiu, houve um furor nas redes sociais. Depois do Lulu (aquele aplicativo estranho que “avaliava” homens como se fossem carros), a curiosidade toda se voltou pra ele. Não era pra menos.

+ Homens e comédias românticas? Sim, é possível!

Pra quem não conhece, o Tinder é um aplicativo de relacionamentos que lhe apresenta pessoas no raio de quilometragem escolhido, bem como faixa etária e gênero. Os perfis são apresentados e você escolhe curtir a pessoa ou não. Caso ambos se curtirem, será apresentada a combinação e a opção para bater papo com a pessoa.

Curiosa, instalei o aplicativo numa madrugada de insônia. O primeiro cara que curti já foi um match. Depois daquele papo de praxe (“Onde você mora?”, “O que você faz?”), ele me perguntou o motivo de ter instalado o Tinder. Respondi que não sabia ainda, mas pretendia conhecer pessoas, o que viesse era lucro.

Aí veio meu primeiro banho de água fria: ele me avisou que aquele era um aplicativo para que “homens arrumassem sexo fácil”. Desacreditei, afinal, pra isso existem os sites de garotas especializadas no assunto, profissionais, mulheres bonitas e dispostas única e exclusivamente a sexo (por um precinho salgado, claro).

O que uma mulher pensa sobre o Tinder

Não compreendia como garotas como eu, ou de todos os tipos, se prestassem a estar num aplicativo se expondo como peças de carne penduradas no açougue. Quis comprovar que o rapaz estava errado. Ele tinha acabado de terminar um relacionamento, devia estar traumatizado ou só queria curtir loucamente a solteirice. Justo.

Passei a conhecer pessoas interessantes, uma gama variada de homens educados, bons de papo, “bonitinhos”. Fui chamada para alguns encontros.

O primeiro encontro foi com um cineasta de 29 anos, marcamos um almoço no sábado. Não satisfeitos com o almoço e com o clima de romance no ar, esticamos pra um jantar e uma festa à noite.

Não demorou muito pra ele se revelar ser um coxinha mascarado de hipster metido a gourmet, sustentado pelos pais, mimado e dominador.  Não durou mais que algumas semanas. Tchau, querido.

O que uma mulher pensa sobre o Tinder 4

O segundo não passou de um encontro e foi o mais promissor de todos no quesito interesse. Advogado do interior de São Paulo, 26 anos, mestrando, lindo de morrer, meu número. Tinha terminado um relacionamento há pouco e se mostrou totalmente indisponível para se abrir com alguma mulher. Endurecido, voltado aos estudos e intelectualidades, se tornou um amigo com quem tenho algum contato virtual esporádico.

O terceiro era um publicitário bem sucedido, 27 anos. O cara não era nada do que mostrava nos papos. Arrogante e grosseiro, não paramos de discordar em absolutamente tudo, chegou a ser desconfortável. Pra fechar com chave de ouro, como se já não tivesse sido ruim o suficiente, o cara tentou me agarrar na porta do bar. Preciso dizer que (literalmente) sai correndo?

O quarto foi um ator/modelo de 32 anos, super legal, bonito, inteligente. Promissor. Chegou a conhecer meus amigos, mas esqueceu de me contar que tinha namorada. Vira e mexe o vejo em comerciais na televisão.

O que uma mulher pensa sobre o Tinder 3

O último, que não cheguei sequer a conhecer pessoalmente foi um outro ator de 25 anos de uma cidade da região metropolitana de São Paulo. Divertido, piadista, bem humorado. No primeiro convite pra sair eu neguei pois realmente não podia ir. No segundo ele queria que eu me despencasse pra cidade dele.

O terceiro surgiu no meio da tarde, como se eu não tivesse mais nada pra fazer (alô, trabalho!). O quarto convite foi sumariamente negado e resultou num ataque de fúria do sujeito, que não poupou palavras pra descontar toda sua insatisfação com as mulheres. Block nele.

Pra mim, o momento alto do Tinder foi ter dado match com meu ex e ter sentido, finalmente, a certeza de que o término foi um excelente negócio pra mim. Valeu por essa, Tinder!

O aplicativo não foi uma boa experiência pra mim e não recomendo para minhas amigas ainda curiosas. Achei impossível encontrar uma agulha no meio de tanta palha. Hoje acredito que o Tinder seja, de fato, um aplicativo para se encontrar sexo fácil. Sorte daqueles que encontraram alguém especial! Continuo convicta de que a vida traz pessoas especiais das mais diversas formas, nos encontros mais inusitados e gostosos, mas o Tinder não é um deles. Se alguém quiser arriscar por lá, boa sorte!

Texto escrito por Bruna Said. Comunicóloga e pós graduada em marketing, é filosofa de bar por amor, jogadora de poker por diversão, cinéfila por mania e apaixonada pelos homens por vocação.

Quer ter seu texto publicado aqui? Mande um e-mail com sugestão para [email protected] e quem sabe nós não publicamos?

 

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »