Estudantes criam camisinha que muda de cor em contato com doença

Reprodução

Um grupo de estudantes da Inglaterra com idade entre 13 e 14 anos desenvolveram uma camisinha muda de cor em contato com doenças sexualmente transmissíveis.

Feita apenas por garotos, a invenção foi batizada de “S.T.EYE” (um trocadilho com STI, sigla inglesa para DST) e tem um indicador embutido que detecta infecções como sífilis e clamídia, mudando de cor de acordo com os micro-organismos presentes.

Daanyaal Ali, de 14 anos, Muaz Nawaz, de 13, e Chirag Shah, de 14, estudam na Academia Isaac Newton em Ilford, Essex. O objetivo deles era “tornar a identificação de doenças venéreas mais seguras do que nunca”, sem a necessidade de testes invasivos.

A criação deles recebeu o prêmio TeenTech, dedicado a adolescentes. Os alunos receberam cerca de R$ 4 mil, além de uma viagem para o Palácio de Buckingham, em Londres.

Apesar de ser muito inovador, o invento ainda não tem perspectiva de chegar ao mercado.

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »