Drogas que eram vendidas em farmácias no século passado

Crédito: Reprodução

Para mostrar a você como as opiniões mudam com o tempo, sabia que cocaína, morfina e até heroína eram usados como remédios quando foram descobertos? Hoje, substâncias proibidas e combatidas, em um passado um pouco distante, elas estavam legalmente disponíveis em farmácias e mercados e eram compostos usados em medicamentos de grandes fabricantes que existem até hoje.

Confira algumas propagandas impressionantes feitas com estas drogas antigamente. Depois disso, você nunca vai se sentir o transgressor por misturar bebida com remédio.

10# Heroína da Bayer

Frasco de heroína da Bayer. Entre 1890 a 1910 a heroína era divulgada como um substituto não viciante da morfina e remédio contra tosse para crianças.

9# Vinho de Coca

Imagina tomar um vinho com cocaína? O produto do Metcalf era um exemplo de vários que continham a matéria prima. Na propaganda, alegavam que tinha efeitos medicinais, mas acho que a galera consumia mais pelo barato que davam.

8# Vinho Mariani

O principal vinho de coca do seu tempo (1895) tinha um fã incondicional, nada mais, nada menos que o Papa Leão XIII. Boatos dizem que o pontífice garregava uma garrafa com ele. O Papa premiou seu criador, Angelo Mariani, com uma medalha de ouro.

7# Maltine

Outro vinho de coca, este foi feito pela Maltine Manufacturing Company de Nova York. A dosagem indicava: “Uma taça cheia com, ou imediatamente após, as refeições. Crianças devem tomar proporcionalmente.

6# Peso de Papel

Um peso de papel promocional da C.F. Boehringer & Soehne (Mannheim, Alemanha), “os maiores fabricantes do mundo de quinino e cocaína”. O fabricante ‘batia no peito’ e tinha orgulho em sua posição de líder no mercado de cocaína.

5# Glico-Heroína

Propaganda de heroína da Martin H. Smith Company, de Nova York. A heroína era amplamente usada não apenas como analgésico, mas também como remédio contra asma, tosse e pneumonia. Misturar heroína com glicerina (e comumente açúcar e temperos) tornava-a mais aceitável para a ingestão oral.

4# Ópio para asma

Esse National Vaporizer Vapor-OL era indicado “Para asma e outras afecções espasmódicas”. O líquido volátil era colocado em uma panela e aquecido por um lampião de querosene. Outras substâncias também foram utilizados nestes (c. 1890 ) vaporizadores iniciais, mas esta mistura provavelmente garantiu muitas curas.

3# Tablete de cocaína

Em 1900, estes tabletes de cocaína eram “indispensáveis para cantores, professores e oradores”. Eles também aquietavam dor de garganta e davam um efeito “animador” para que estes profissionais atingissem o máximo de sua performance.

2# Drops de cocaína para dor de dente

Dropes de cocaína para dor de dente (1885) eram populares para crianças (???). Não apenas acabava com a dor, mas também melhorava o “humor” dos usuários. Tenho certeza que sim!

1# Ópio para recém-nascidos

Antigamente para aquietar bebês recém-nascidos não era necessário um grande esforço dos pais, mas bastava usar o ópio. Esse frasco de paregórico (sedativo) da Stickney and Poor era uma mistura de ópio de álcool que era distribuída do mesmo modo que os temperos pelos quais a empresa era conhecida.

Dosagem: Para crianças com cinco dias, 3 gotas. Duas semanas, 8 gotas. Cinco anos, 25 gotas. Adultos, uma colher cheia”. O produto era muito potente, e continha 46% de álcool.

Fonte: Oddee e Hypescience

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Homem também tem que ter estilo
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »