Você sabe o que é – e como evitar – a foliculite?

man-with-beard-itching-his-face

Enquanto para uns, fazer a barba é um processo bem simples – é só passar o barbeador e tá pronto – para outros pode ser uma verdadeira tortura. Principalmente, os dias que seguem após você ter aparado os pelos. Tudo culpa da foliculite.

O mal costuma atingir a região da barba de homens que tem pelos mais grossos ou encaracolados. Os sintomas são uma coceira do capeta, que parece afligir a alma; inflamação na região do pescoço e, se você for muito zicado, o surgimento de bolinhas vermelhas ou brancas, apelidado por alguns de “colar de pérolas”.

Até ai, sempre surge alguém que fala: “Para evitar o problema é só não fazer a barba” – e estão certos. Porém, não são todos que podem se dar a esse luxo, já que muitas profissões até hoje pedem para que os homens mantenham-se barbeados – ou seja, toca o cara se barbear pelo menos duas vezes por semana.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Reprodução

O problema está no formato dos pelos já que, após o barbear, a ponta deles fica afiada. Ao crescer, por causa de sua tendência a curvar-se, o pelo espeta a pele, penetrando-a e gerando a inflamação.

Esticar a pele com a mão durante o processo de barbear é um outro grande problema: quando o homem solta a pele, o pelo barbeado acaba ficando mais curto e se recolhendo para dentro da pele. Ao tentar crescer, o pelo não consegue sair e “encrava”.

Os pelos encravados podem gerar inflamação na pele com formação de pústulas e homens com tendência a tê-los podem ter numerosas lesões. Nesse momento, é muito importante que você vá se consultar com um  dermatologista para ver o melhor tratamento, além de pedir a indicação de cremes e loções anti-inflamatórias.

man-itching-beard

O melhor tratamento para quem sofre de pelos encravados, seja na região da barba ou no corpo, é a depilação definitiva com laser ou luz pulsada.

Todos os outros métodos depilatórios como uso de lâmina, cera ou eletrólise devem ser evitados, já que podem agravar o problema.

Caso a depilação a laser não esteja disponível e o homem não possa ficar sem se barbear, pegamos algumas dicas com Rodrigo Pirmez, dermatologista na clínica Dr. André Braz que podem ajudar a prevenir a foliculite e os pelos encravados:

  • Usar esfoliante suave uma vez por semana na região da barba. No entanto esse procedimento deve ser evitado em caso de lesões inflamatórias, sob o risco de agravá-las;
  • Não esticar a pele com a mão durante o ato de barbear;
  • Barbear no sentido do crescimento do pelo;
  • Não passar a lâmina mais de duas vezes na mesma área
  • Lavar o rosto com água mornar e usar espuma ou gel de barbear;
  • Optar por um pós barba que não cause irritação na aplicação.

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »