5 sacadas rápidas para combater espinhas sem o uso de remédios

shutterstock


Acordar e ver uma espinha reinando absoluta na testa é muitas vezes garantia de estresse. E o pior é que para ela sair de lá o trampo é quase homérico. Se espremer, fica a marca. Se cutucar, a criatura fica vermelha. Se deixar, todo mundo repara.

Para lidar com as “montanhas brancas” sem o uso de remédios é preciso acreditar em milagres.  Então, tenha fé. Nós temos. E para provar, levantamos 5 dicas rápidas baseadas em crendices, porém, eficazes. Basta aplicar no seu dia a dia e dar um drible de Neymar nesse cone indesejável.

Não cutuque

shutterstock
Como você deve ter aprendido com o Facebook, cutucar é uma coisa muito inconveniente. A espinha respeita a mesma regra. As espinhas contêm bactérias e se você optar em espreme-las, por exemplo, é capaz que esse ser (maldito) ache outro lugar na sua pele para atuar.

Use Mel

shutterstock
Se você não pode meter o dedão e se livrar logo do problema, precisa resolver o problema por outros meios, certo? É aí que o produto da dona abelha pode ajudar. O própolis do mel funciona como antibiótico o que dá uma mão na hora de eliminar as bactérias da pele.

Na hora que pintar a montanha branca, aplique um pouco do mel e cubra com uma gaze ou Band-Aid, assim você evita que sujeiras interfiram no processo de cicatrização do doce.

Perca o medo da água fria

shutterstock
Para se evitar o aparecimento das espinhas é preciso manter a pele sempre limpas e as glândulas sebáceas desobstruídas. Uma forma de fazer isso é limpando os locais com água fria. O problema da água quente? Ela pode retirar demais a oleosidade da pele e fazer assim com que o seu organismo entenda que precisa repor essa oleosidade perdida, estimulando ainda mais a produção do óleo.

Troque o sabonete comum por um abrasivo

shutterstock
Esses modelos fazem um processo de esfoliação (descamação) na pele. Ou seja, ele penetra na área com a espinha e retira dos poros as sujeiras que entopem os poros e provocam as temidas crateras.

Diga não ao leite

shutterstock
Com perdão do trocadilho, o leite avacalha e muito sua pele. Isso porque a bebida estimula a testosterona e andrógeno, dois hormônios masculinos, que quando combinados com a insulina podem criar espinhas cavernosas. Veja bem, camarada. Isso vale para o leite de vaca. O leite de soja, por exemplo, é uma boa pedida.

Fonte: Algumas das dicas foram indicadas pelo dermatologista e nutrólogo, Valcinir Bedin.

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »