Não está nada fácil nos aplicativos de paquera

Caucasian woman using cell phone in bed

Quem está solteiro nesse mundão de Deus já deve ter percebido uma coisa: Não está fácil. Foi-se o tempo que o flerte era apenas no olho-no-olho.

Hoje, os métodos de nossos pais e avós deram lugar aos dedos frenéticos no smartphone. E, só para ajudar, a situação também não está nada fácil nos aplicativos de paquera.  

Todas as pessoas tem seus prós e contras, mas fico impressionado como alguns caras já conseguem ser filtrados no começo de uma conversa. Não é raro a conversa acabar no “Tudo bem? Tudo e você? Ótimooo”.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

o-SMARTPHONE-facebook (2)

Esse, aliás, é um tipo de approach que não entendo. Se você não conhece a pessoa, claro que – por etiqueta social – está tudo ótimo, né? Mesmo porque, se ela falar que não está tudo bem, já fecho a janelinha. Terapeuta que não sou.

Falta assunto, mas o pior mesmo é quando falta noção. A verdade é que as pessoas não podem perder o tato e falar qualquer besteira que vêm à cabeça.

Eu, por exemplo, tenho um Instagram cheio de pratos deliciosos e hambúrgueres. Dia desses, recebi a mensagem:  “Come bem, mas tá bem!”.

Até hoje me pergunto o que esse cara pensou quando me mandou isso. Qual a chance de eu sair com alguém que vai contar quantas batatas fritas estou comendo? O pseudo relacionamento ainda nem começou e já vai por água abaixo.

o-WOMAN-IPHONE-IN-BED-facebook

Bom, depois de ter tido experiências não muito boas com esse tipo de flerte, minha dica pra quem quer se dar bem na paquera virtual é: seja criativo.

Não comece papos óbvios (“Oi, tudo bem? Novidades”). Procure algo que vocês têm em comum – seja o gosto por gatos, viajar, ou até mesmo por Star Wars – e puxe um assunto que possa ter continuidade.

Evite começar com elogios oi-tudo-bem-você-é-muito-bonita (se ela não responder, não adianta mudar a palavra por outros elogios como linda, princesa ou gostosa, ok? Mesmo efeito).

Oriental-woman-looking-at-smartphone

Por mais estranho que isso pareça, agir como um completo desconhecido nessas horas torna a sua janelinha um saco. Principalmente se você ficar fazendo um interrogatório. Não precisa forçar intimidade, mas avance um passo de cada vez e tente realmente conhecer a gata do outro lado.

Tenha algum assunto para conversar, cativar e conquistar. Uma boa conversa é sua única arma e mais preciosa arma no mundo virtua. Ainda mais se você é tímido. Esta é a melhor maneira de você conhecer alguém.

E sempre vale a dica amiga de vá numa boa e sem afobação. Afinal, não vale a pena criar expectativas por uma mulher que você nem sabe o cheiro ainda.

Texto escrito por Bianca Azzari. Jornalista e apaixonada por hambúrguer. Poderia escrever um livro sobre suas histórias curiosas de relacionamento, mas divide experiências por aqui.

Quer ter um texto publicado aqui? Mande um e-mail com sugestão para [email protected] e quem sabe nós não publicamos?

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »