Macho que é macho não tem medo da caixa de pandora

A mulher também pode ajudar na construção de um novo homem

Antes fosse, por razões culturais e estéticas, que somente a virilidade do ser másculo conduzisse ao lado do ser feminil a carroça da história com a sustentação de um fardo de convicções que parece imutáveis. Não.

O papel feminino por muitas vezes nessa carroça não foi colocar força nas rédeas e ao lado do suor varonil do masculino construir unidade, acelerando ou freando os passos, foi dentre esses também roteirizar a dita imagem que associa até sinonimamente do termo do seu companheiro: forte/robusto. Uma imagem que a põe fluentemente à um degrau abaixo e logo socialmente dois degraus abaixo.

O que se quer dizer com isso, é que a mulher feita à imagem e semelhança do homem traz no seu reflexo o doutrinamento histórico à marginalidade, é inferiorizada e vende a sua imagem por uma costela, ainda que com desigualdades e experiências radicalmente diferentes dos mesmos, muitas abdicam dos seus valores para reproduzirem um discurso baseado em roteiros protótipos históricos que não se inventam com o rodar da carroça. Ainda presas ao avental patriarcal que se suja com passado e ainda não lavado pela Might Thor do início do século XX.

Não é a intenção escrever um manifesto feminista. Até porque ele deve ser escrito por elas. E sim, relatar sobre o cansaço que ainda fada a fala feminina sobre o homem e constrói modelos que as impedem de se igualarem aos mesmos socialmente, fugindo das normas de gênero e das opressões patriarcais.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Macho que é macho 2

Lembrem-se do protofeminismo que guiou muitas carroças e abriram novas estradas tão boas quanto abertas pelo braço másculo. Lembrem-se que o peso da carroça se reflete na longevidade do caminho.

Ao invés de exigirem um macho forte e robusto para guiar a sua carroça, arregacem os vestidos e peguem uma das rédeas e ajude-o a ser um novo homem, isso depende dele, mas se pode auxiliar. Modelos não constroem, reproduzem.

O medo do homem de não ser macho, nasce por entre outros campos, da equivalência ao medo do homem de não surpreender a mulher, que nasce da cobrança da mesma, em relação as suas expectativas de depositarem no homem um idealismo universal, vitimado pela reprodução de discurso. No qual, apenas o aprisiona no recalque, segundo Freud, um mecanismo mental de defesa contra ideias que sejam incompatíveis com o eu.

Antes de se perguntarem para onde foram os machos, se perguntem o que os machos veem fazendo com o seu homem todo esse período. Qual a ”necessidade” do macho de dominar? Basta abrir os livros de história para comparar a imagem do que é chamado de homem de verdade no dialeto atual com os Neandertais que agiam pelo instinto animal que se reflete no patriarcal de fecundar e proteger a prole, obscurecendo a labor real do parto.

Macho que é macho 3

Moças, seus homens podem chorar assistindo uma sessão no cinema do filme ”Ghost” e após disso, ao ir pra casa, mostrar que tem ”pegada”, ter uma ereção e satisfazê-la sexualmente, talvez até com a sensibilidade e o respeito de levá-la além disso.

A virilidade masculina não deve ser vista como poder, pois reprime em valor a feminilidade, e por isso não deve ocupar todo espaço de existência dos ”verdadeiros machos”, que não são autênticos, são moldes.

Porque ”macho que é macho” se livra da caixa de pandora e cria a esperança que não saiu da mesma junto com os males do mundo, de ser melhor. E outra, se seu homem veste saia, ao invés de se perguntar se ele é um ”moderninho” ou menos homem, vá atrás das alianças e case, pois ele sabe que o gênero é uma categoria útil.

► Texto por Ribamar Junior. Estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Cariri, fotógrafo, amante da poesia e militante do movimento ”Homens Libertem-se!”

Quer ter seu texto publicado aqui? Mande um e-mail com sugestão para [email protected] e quem sabe nós não publicamos?

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »