Degustação de cervejas da Duvel no Butcher’s Market

Cervejas Duvel

Na última quarta-Feira, 12 de Setembro, fomos convidados para uma degustação dos rótulos das cervejarias do Grupo Duvel-Moortgat, no Butcher’s Market (uma hamburgueria top aqui de São Paulo). Antes comercializados de forma independente no Brasil, os rótulos agora vão ter uma gestão de importação e distribuição controlada.

São 11 os rótulos que chegam no país: a Duvel tradicional, De Koninck tradicional, La Chouffe, MC Chouffe, Houblon Chouffe, Liefmans Fruitesse, Liefmans Cuvée, Brut, Maredsous Blonde, Maredsous Brune, Maredsous Triple e Vedett Extra White.

A cervejaria foi fundada em 1871 na cidade de Breendonk, Bélgica, foi pioneira na criação das cervejas tipo Belgian Specialty Ale. Hoje a empresa é responsável por seis diferentes cervejarias: Duvel-Moortgart, a De Koninck, La Chouffe, Liefmans, Maredsous e Vedett.

degustacao-cerveja-dervel

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

O evento foi bem bacana, com presença de alguns blogueiros e jornalistas especializados em cerveja. Quem comandou a degustação foi o Bram Vaerewyck , executivo de importações da Duvel e especialista em cervejas. Pudemos experimentar 7 cervejas (sim, sete) : a Vedett Extra White, De Koninck, Duvel, La Chouffe, Maredsous, Houblon Chouffe e a Liefmans Fruitesse, exatamente nesta ordem.

A minha favorita, com certeza foi a Duvel tradicional. Servida em 95% dos bares da Bélgica, ela é uma cerveja complexa, levemente turva, com um sabor adocicado, seco e delicadamente frutado. “A duvel é o champagne das cervejas. Para tomar depois de um dia estressante no trabalho, quando você precisa relaxar”, foi como o Bram definiu o rótulo para gente.

Destaco também a La Chouffe, cerveja de uma pequena cervejaria fundada em 1982 que inspirou seu rótulo nos duendes. É uma cerveja muito boa, fermentada diretamente no barril. Você mal nota o seu 8% de teor alcoólico com suas notas cítricas, florais e toque de banana. Mas fiquei com uma dúvida, no país da cerveja pilsen, será que uma marca que aposta em cervejas  mais “sofisticadas” possui espaço?

“Nós não viemos para o Brasil competir com as cervejas nacionais. Fabricamos rótulos de cervejas especiais. Percebemos que o consumidor daqui quer mais do que se refrescar, ele também quer também provar novos sabores. Os brasileiros querem coisas novas. Com a economia crescendo, as pessoas gastam mais com bebida e a abrem a visão para novos sabores”, foi como Bram nos explicou a vinda da marca para o país.

Outra surpresa da noite foi a Liefmans Fruitesse, cerveja fermentada com morango, framboesa, mirtilo e sabugueiro, maturada em contato com cereja, ou seja, uma cerveja doce. Além da cor (mais avermelhada) outra diferença é que esta foi feita para se tomar com gelo. O rótulo foi criado quando Rosa Merckx, primeira mulher a atuar como mestra cervejeira na Bélgica, comandou a cervejaria em 1679. Tanto que a aceitação entre o público feminino da degustação foi muito maior que o masculino.Cervejas Duvel

No final da noite, sete rótulos de cervejas depois (e algumas a mais para conhecer melhor), pudemos conhecer de perto um pouco do Grupo Duvel-Moortgat que promete chegar com tudo no mercado brasileiro. Quem sabe com o tempo a Duvel não ganha meu posto de belga favorita?

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »