Conselhos: Aprenda a ignorá-los e seja feliz

dar conselho

Esses dias eu precisei de ajuda para uma situação em particular, a qual não vale a pena revelar aqui. Fui conversar com quatro ou cinco amigos sobre o que eles achavam que eu deveria fazer e escutei.

Apesar deles serem bem racionais e me oferecerem dicas pontuais, nenhuma delas me servia. Acontece que a atitude que um ou outro me sugeriu – e que para eles eram algo – para mim suavam artificiais. Eu jamais faria algo do jeito que fui aconselhado.

Por fim, refleti um pouco mais na tal situação e acabei por achar a minha melhor abordagem pessoal. Deu certo e não tinha nada a ver com o que me foi aconselhado. Foi quando lembrei do velho ditado:

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

Se conselho fosse bom não era de graça.

05-Constructive-advice-for-motivating-employees

Mesmo assim, a gente ainda erra e continua deixando que outras pessoas palpitem sobre o que devemos fazer – ou não – com nossas vidas.

Às vezes por insegurança, medo ou até mesmo falta de autoestima: Vamos buscar o julgamento de outras pessoas para o que fazer com situações que são pessoas e intransferíveis. O problema de tudo está no contexto.

O que é certo para mim, nem sempre será certo para você. Você tem sua própria bagagem de experiências de vida, livros que leu, crenças, sem contar vícios e virtudes. Como pode uma outra pessoa dizer que você deve fazer isso ou aquilo?

sobre dar conselhos

Tem vezes que os conselhos vem de graça também. Quem nunca escutou uma dessas:

  • “Filho, esquece essa de fazer humanas. Vai estudar medicina porque é isso que dá dinheiro.”
  • “Cara, não fica com essa mulher não. Ela tem cara de quem não vale nada.”
  • “Para de fazer isso. Só viado faz esse tipo de coisa.”

Condicionamos nossos atos e felicidade aos outros. Acabamos vivendo tentando seguir certas “regras não escritas” para agradar pessoas ao nosso redor. Esquecemos que o que importa no fundo é estar bem consigo mesmo e não apenas viver para agradar.

VAMOS DAR CONSELHOS

Acredito que a fórmula da felicidade está em saber como ignorar muitos dos “conselhos” ao seu redor e focar nos pequenos detalhes que importam. Em ouvir aquelas pessoas que te inspiram e, invés de seguir o conselho à risca, pensar em qual lição maior você pode aprender com aquilo.

Precisamos entender o processo como certas pessoas lidaram com situações difíceis e tentar adaptar para quem somos e para a forma como lidamos com o mundo.

É preciso parar de viver como os outros te dizem para viver e pensar o que é certo pra gente. Antes de buscar um conselho externo, pense: Qual a melhor forma para você de lidar com uma situação? O que é certo ou errado para você?

Antes de terminar, gostaria de dizer que este texto é apenas um conselho. Você pode simplesmente ignora-lo e ser feliz. :D

Texto inspirado em: Fucking Advice

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »