25 Cervejas IPA’s brasileiras para você beber

Reprodução

O estilo nasceu para aguentar grandes viagens marítimas. Com o tempo, virou xodó entre o público que bebe cervejas especiais e tornou-se quase que um estilo obrigatório para quem faz cerveja artesanal. Estou falando da India Pale Ale, a cerveja para quem gosta de amargor.

+ Conheça as India Pale Ales

Para ter noção da importância da IPA, em toda primeira quinta de agosto é comemorado mundialmente o IPA Day, idealização do blogueiro Ashley Routson para reunir os amantes por cervejas especiais para celebrar o amor pela cerveja de personalidade, aroma e amargor.

O texto continua abaixo, clique no botão para continuar a leitura

No Brasil, existe uma festa especial criada só com rótulos no estilo: é o IPA Day. Organizado pela Academia de Ideias Cervejeiras, o festival é realizado em Ribeirão Preto em 22/8 e conta somente com cervejas do estilo IPA, nacionais e importadas, além de comidas que harmonizam. Durante o evento, bandas de rock animam o festival open bar.

Sobre a paixão de muitos cervejeiros pelo estilo IPA, Rafael Moschetta, organizador do IPA Day e um dos donos da cervejaria Weird Barrel Brewing Co., de Ribeirão Preto, resume:

“Porque além de ser um dos estilos mais populares em todo o mundo, as IPAs representam para mim um marco no desenvolvimento cervejeiro dos apreciadores. O amargo não é fácil de ser apreciado, mas quando se entra neste terreno é uma viagem extremamente prazerosa e sem volta”.

O que é uma IPA?

Reprodução

A sigla IPA’s veio da simplificação Indian Pale Ale, nome de batismo dos ingleses para a bebida criada durante a colonização da Índia. Para durar na travessia do oceano até a Ásia (viagem que durava meses) foi criado um estilo de cerveja de cor âmbar que recebeu uma dose extra de lúpulo, o aromatizante natural das cervejas, e que possui atividade antibiótica.

Além da alta lupulagem (amargor), a cerveja também era mais alcoólica que as Pale Ale (consumidas na época) e conferiam maior durabilidade ao produto. O resultado, que acompanha até os dias de hoje, é uma cerveja mais encorpada e de sabor mais complexo, com aroma de lúpulo bastante definido e fresco, além do amargor mais pronunciado.

Para celebrar as cervejas amargas e aromáticas, montei uma seleção de peso com as cervejas IPA’s brasileiras que você precisa experimentar. Confira!

1# Maracujipa (7,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: 2 Cabeças
Estilo: American IPA
IBU: 70

A cerveja aposta no estilo IPA mas, ao invés de fazer o Dry Hopping para dar mais aroma ao rótulo, leva adição de maracujá. O resultado é uma cerveja com notas cítricas da fruta, além de manga, laranja e herbal. No paladar, a acidez e amargor se fazem presentes.

2# Bodebrown Perigosa (9,1% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bodebrown
Estilo: Imperial IPA
IBU: 100

A primeira Imperial IPA registrada e produzida no Brasil foi feita para os adoradores e amargor. No aroma, um toque cítrico que lembra maracujá e limão siciliano. No paladar, o caramelo fica em segundo plano com um amargor elevado.

3# Cevada Pura + Cigar City American IPA (7% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Cevada Pura
Estilo: American IPA
IBU: 70

A cervejaria do interior de São Paulo fez uma parceria com a norte-americana Cigar City para produzir o rótulo com a tradição de uma American IPA. Os lúpulos utilizados fazem um balanço de amargor e aroma. O final é seco e oferece um amargor intenso.

4# Colorado Vixnu (9,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Colorado
Estilo: Imperial IPA
IBU: 75

Rótulo feito em parceria com o mestre cervejeiro da Firestone, tem uma pegada forte de malte, rapadura e lúpulo. No aroma, cítricos e maracujá se fazem presentes.

5# Schornstein IPA (6,8% ABV)

Rogerio Volgarine/ Mesa Na Cozinha

Cervejaria: Schornstein
Estilo: American IPA
IBU: 45

Apostando no estilo americano, tem notas cítricas dos lúpulos no aroma, com um maltado acompanhando. No paladar, o amargor firme se estende do começo ao fim, equilibrando com um dulçor. Conquistou medalha de ouro no 2º Festival Brasileiro da Cerveja.

6# Dama Bier Imperial Coffee IPA Fellas (9% ABV)

Rock'n Hops

Cervejaria: Dama Bier
Estilo: Imperial IPA
IBU: 90

A cerveja, feita em parceria com as cervejarias SudBrau e Bodebrown, aposta em uma receita inusitada, usando café 100% arábica. O resultado é uma cerveja com tons cítricos, malte e café verde. As notas picantes do café com o amargor permanecem no paladar. Foi Medalha de prata no International Beer Challenge 2014.

7# Invicta 1000 IBU (8% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Invicta
Estilo: Imperial IPA
IBU: 100

A cervejaria aposta em sabores extremos para produzir este rótulo com uma porrada de lúpulo e amargor. Tem aroma com destaque ao caramelo e um cítrico de maracujá e floral. No paladar, o amargor é bem presente, contrastando com o dulçor. Apesar do marketing, o rótulo não conta com 1000 IBU’s.

8# Júpiter IPA (6,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Júpiter
Estilo: IPA
IBU: 70

O rótulo paulista faz Dry-hopping usando 3 técnicas diferentes. O resultado é uma cerveja com amargor alto, aromas herbais e notas de frutas tropicais, como maracujá, manga e abacaxi. Final seco e amargo.

9# Seasons Holy Cow 2 (7,5% ABV)

holy cow

Cervejaria: Seasons
Estilo: Imperial IPA
IBU: 85

Nascida de uma colaboração internacional com os californianos da cervejaria Green Flash, o rótulo é uma uma double IPA. Feita com a técnica do Dry Hopping, ela é uma cerveja com aroma intenso cítrico de maracujá e tangerina, somado a notas herbais e de mel. O amargor é bem presente no paladar, proporcionando um final seco.

10# Mula (7,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Cervejaria Nacional
Estilo: India Pale Ale
IBU: 60

O maior sucesso da fábrica-bar paulistana, o rótulo tem como inspiração uma IPA americana. No aroma, frutas cítricas e maracujá. O amargor é bem pronunciado no paladar, com um final seco.

11# Tupiniquim Polimango (9,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Tupiniquim
Estilo: Imperial IPA
IBU: 80

A cerveja leva em sua composição maltes de cevada e trigo, além de aveia em flocos, farinha de polenta e três variedades de lúpulos cítricos. Tem aromas herbais e de frutas amarelas (maracujá, manga). O paladar acompanha o sabor, com um amargor equilibrando com o dulçor do malte. Final seco e frutado. A cerveja conquistou medalha de ouro no South Beer Cup 2014.

12# Bier Hoff Haka (6,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Bier Hoff
Estilo: Australian IPA
IBU: 70%

O rótulo sazonal da cervejaria curitibana escolheu usar lúpulos australianos para produção da sua cerveja. A cerveja será lançada no IPA Day Brasil e contará com um amargor potente, notas frutadas e um dry-hopping com lúpulo Ella.

13# Weird Barrel Naughty GROG (7,8% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Weird Barrel
Estilo: Black IPA
IBU: 45

O rótulo é uma Black IPA envelhecida em barril de rum, com dry hopping de lúpulo Amarillo. O resultado é uma cerveja com aroma de malte, herbal, maracujá e manga. O amargor está bem presente no sabor, com um potencial licoroso e alcoólico.

14# Touro Sentado (6,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Serra de Três Pontas
Estilo: American IPA
IBU: 60

Esta receita caseira ganhou sua versão comercial. Tem a cor alaranjada, corpo médio e aroma de lúpulos americanos. Conserva notas cítricas de laranja, maracujá, caramelo e um picante no fundo. Amargor equilibrado e presente.

15# Wäls Niobium (9% ABV)

Rock'n Hops

Cervejaria: Wäls
Estilo: Imperial IPA
IBU: 93

A cerveja com um potente amargor tem coloração avermelhada e espuma cremosa. No aroma e sabor, acentuado maracujá e herbal. O dulçor do caramelo equilibra-se com o amargor intenso. A bebida tem uma textura licorosa e aveludada. Final seco e levemente alcoólico.

16# Vertigem IPA (6,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Mistura Clássica
Estilo: India Pale Ale
IBU: 70

O rótulo sazonal entrou em linha e conquistou a medalha de ouro no Mondial de La Bierre 2014. De cor dourada, a cerveja se destaca por possuir intensos aromas e sabores florais e cítricos de laranja e maracujá, provenientes de uma combinação de lúpulos americanos e australianos. O final é seco e ligeiramente amargo.

17# Olívia IPAlito (5,4% ABV)

Rock'n Hops

Cervejaria: Suméria
Estilo: American IPA
IBU: 59

O nome faz uma homenagem bem-humorado à Olivia Palito, personagem do desenho Popeye. A cerveja conta com o frescor dos lúpulos cítricos americanos no aroma e boa base de malte para equilibrar o amargor do lúpulo.

18# Bad Moose English Hopped (6,3% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Blondine
Estilo: English IPA
IBU: 50

Feita com malte, lúpulo e até mesmo Levedura 100% ingleses, a cervejaria escolheu produzir da maneira mais clássica possível a cerveja com alma britânica. Tem aroma de caramelo, toffee e notas terrosas. Final seco e amargo.

19# RIPA na Chulipa (7% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Saint Bier
Estilo: American Pale Ale
IBU: 50

Por ter na sua composição, além do malte de cevada, rapadura e melado, ganhou a abreviação de RIPA, que significa Rapadura India Pale Ale. Leva uma generosa quantidade de lúpulos norte americanos e alemães. Uma cerveja de aroma herbal e cítrico, sabor equilibrado pelo amargor e dulçor. Final seco.

20# Três Lobos Pele Vermelha (7% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Backer
Estilo: American IPA
IBU: 53

Parte da série extrema, o rótulo conta com casca de laranja em sua composição e é maturada por 60 dias. O resultado é uma bebida com aroma e sabor de malte, caramelo, especiarias e cítrico de laranja. Um bom amargor residual e de longa duração.

21# BadAss (8,5% ABV)

Rogerio Volgarine/ Mesa Na Cozinha

Cervejaria: Urbana
Estilo: Smoked IPA
IBU: 90

O Rótulo feito em parceria com a Cervejaria Serra de Três Pontas pode ser traduzido para o português como ‘Valentão’. A cerveja conta com aroma cítrico de laranja e maltes defumados, com um amargor intenso.

22# Rabo de Arraia (7,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Burgman
Estilo: Belgian IPA
IBU: 60

A cerveja, cujo nome faz referência a um tradicional golpe de capoeira, apresenta notas de frutas secas, cravo e tutti-frutti, conferidas pele fermento belga utilizado, e aromas de frutas amarelas e cítricas. Final seco e com amargor presente.

23# Dortmund White IPA (4,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Dortmund
Estilo: White IPA
IBU: 50

O rótulo da cervejaria paulistana combina as especiarias do estilo witbier e o frescor do trigo, com os lúpulos potentes e aromáticos do estilo American IPA. No aroma, um cítrico de casca de laranja, herbal, coentro e malte. No paladar, sabor de mel e um presente amargor do lúpulo. Final seco e persistente. É a primeira White IPA produzida no Brasil.

24# Fucking Beer India Pale Ale (4,8% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Fucking Beer
Estilo: Session IPA
IBU: 45

A cervejaria aposta em uma bebida mais leve e refrescante para entrar no universo das IPA’s. O resultado é um rótulo que leva lúpulos frescos, proporcionando um aroma herbal e cítrico. O amargor está presente, em menor quantidade.

25# Way Brett IPA (6,9% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Way
Estilo: IPA
IBU: 65

A cervejaria curitibana apostou em uma IPA nada convencional. A cerveja conta com uma trinca de lúpulos para garantir os aromas e sabores cítricos. Já a fermentação é feita com 100% de Brettanomyces (leveduras selvagens que confere notas ácidas e animalescas à bebida).

Os comentários são listados abaixo, clique no botão para comentar ou ler outros comentários
Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Canal do MHM

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »