Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Você pode nunca ter lido um desses clássicos, mas com certeza já ouviu falar neles. Sabrina, Júlia e Bianca são apenas alguns exemplos de livros eróticos – que não eram chamados assim, aliás – clássicos de banca de jornal.

Os romances piegas figuravam praticamente todas as bancas brasileiras e, além dos títulos brasileiros, outros livros famosos eram importados de vários lugares do mundo.

Durante os anos 1970, 1980 e 1990, muitas mulheres inclusive descobriram e despertaram sua sexualidade por causa de um desses livros. Em uma época em que o prazer feminino era ainda mais tabu do que é hoje, esse tipo de literatura era praticamente uma válvula de escape para as mulheres que não encontravam nenhum entretenimento adulto voltado para elas.

Independente da qualidade literária desses títulos, esses livros marcaram época não só no Brasil, mas em vários lugares do mundo.

Para homenagear esse fenômeno silencioso, a revista Cosmopolitan convidou pessoas comuns para uma brincadeira: elas recriaram as capas clássicas desses romances piegas e o resultado foi divulgado nas páginas da revista.

Dê uma olhada e boas risadas:

O Homem dos meus Sonhos

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Encantando os Céus

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Trovão Selvagem

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

A Sombra e a Estrela

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Prisioneira do Malandro

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

A Mulher do Guerreiro

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Rogue

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Suave é a tempestade

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Emoções à flor da pele

Pessoas comuns recriam capas dos clássicos eróticos de banca de jornal

Fato curioso: ,o livro Misery, do Stephen King, o personagem principal é um autor desse tipo de literatura, que, como já falamos, era bem famosa na época.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »