16 Mitos de homens e mulheres no sexo

Reprodução

Um assunto que ainda tem muito preconceito é o sexo. Apesar de todas as conquistas femininas na atualidade, algumas mulheres ainda tem receio de abordar certos assuntos relacionados ao tema ou até mesmo de falar abertamente sobre isso com seu companheiro. Seja por medo de julgamento ou insegurança, parte delas escondem suas preferências sexuais ou os desejos quando o assunto é relacionamento íntimo.

Mas os tabus não são exclusividade do universo feminino. Nem tão modernos assim, os homens resistem à ideia de trazer novidades para a cama. Quando o assunto é sexo, muitos se enchem de tabus e ideias de que a parceira está ali apenas para satisfazê-lo. Mas, segundo a sexóloga do site C-date, Carla Cecarello, o primeiro passo para ter uma vida sexual plenamente realizada é se livrar de preconceitos e apenas deixar as coisas fluírem.

Segundo a sexóloga Carla Cecarello, os tabus a respeito do sexo são aprendidos desde cedo e passados adiante. “Todos os tabus são coisas que estão enraizadas na nossa cultura e na nossa sociedade. Isso é aprendido, mas não questionado se essas informações estão certas ou erradas. Nós, simplesmente, vamos acreditando nessas coisas e reproduzindo ao longo da vida, passando para filhos e netos”, explica a sexóloga.

Os tabus das mulheres

Virgindade

Reprodução

Um grande tabu diz que ela garante o sucesso de um relacionamento e, principalmente, sucesso no casamento. Porém, são muitos os exemplos de pessoas que se casam virgens e depois do casamento, se separam.

“Existem pessoas que não se casam virgens e mantém relacionamento para uma vida toda. A religião implica nessa questão de se casar virgem, porém, as duas coisas, felicidade e virgindade, não tem ligação”, explica Carla. Segundo ela o valor moral que vem da família para essa mulher é bem presente, somente com bastante informação é possível se livrar desse mito.

Sexo anal

Algumas mulheres tem medo de praticar o sexo anal por acreditar que a prática pode prejudicar a saúde. “A prática tem uma conotação negativa, pois muita gente acredita que o sexo anal está ligado a promiscuidade e a coisas de baixo nível, além de existir o mito de que a mulher que pratica é considerada vagabunda. O que existe é uma desinformação em torno da prática do sexo anal”, explica a sexóloga.

Para praticar sem medo, a especialista orienta a buscar informações corretas de como praticar, de confiar no parceiro e sempre usar preservativo para evitar infecções e doenças sexualmente transmissíveis.

Orgasmo

Reprodução

O ápice do prazer não passa de um mito para algumas mulheres, pois muitas descobrem ter dificuldade para atingir o orgasmo. Carla explica que o orgasmo está relacionado à entrega emocional e sexual.

“A mulher que tem orgasmo é aquela que conhece melhor o seu próprio corpo. Para se livrar desse tabu, ela precisa aprender a se masturbar, descobrir as suas próprias sensações e vencer essas barreiras de se tocar e olhar os órgãos genitais”, conta Carla. A sexóloga ainda diz que o orgasmo está relacionado a uma relação de confiança com o parceiro ou parceira.

Sexo a três

Um dos fetiches preferidos dos homens ainda é mal visto pelas mulheres. Carla explica que é preciso primeiro ter vontade de praticar o sexo a três e entender que se trata de algo íntimo.

“Para praticar sexo a três é importante que a mulher não se sinta em uma posição de promiscuidade, já que ela aprendeu que o sexo é feito com um homem e uma mulher”, conta a sexóloga. Para se jogar de vez no ‘ménage à trois’ é importante conhecer a si mesma e conhecer os seus limites!

Sexo com pessoas do mesmo sexo: Carla conta que se a mulher se sente atraída por pessoas do mesmo sexo, basta não ter medo e se jogar!

Sexo casual

Reprodução

O sexo sem compromisso é algo novo principalmente para as mulheres, já que se trata de uma pratica que não há vinculo afetivo. Carla conta que no sexo casual não há sentimentos, existe apenas o sexo pelo prazer.

“A mulher não foi educada para isso e sim para ter sexo com compromisso e sentimentos. Mas, é algo que ela precisa ler e entender que buscar o sexo apenas por prazer é um direito dela e que ela não se tornará uma qualquer só porque vai em busca de algo que faz bem a ela”, explica a sexóloga.

Medo de transar por se achar gorda

A sexóloga conta que muitas mulheres passam por isso porque existe uma ideia de “corpo perfeito” que muitas não conseguem alcançar e acabam se inibindo sexualmente por não atingir o padrão de corpo malhado e magro.

“É importante gostar de si mesma e entender que a mulher não é um corpo, ela é muito mais do que isso! Para se livrar da questão física, busque valores e acredite no que você tem de melhor como um sorriso ou simpatia que vai chamar atenção para uma transa”, conta a especialista. A sexóloga ainda conta que ser divertida sexualmente e participativa durante o sexo é muito melhor do que ter apenas um corpo bonito.

Esperar a ligação do dia seguinte

Reprodução

Sim, ainda tem mulheres que esperam o cara ligar no dia seguinte. Carla explica que isso pode ser um sinal de grande carência e é preciso arrumar o relacionamento! “Isso gera ansiedade e expectativas que nem sempre serão correspondidas. É importante ir com menos sede ao pote para um relacionamento ou transa”, explica a sexóloga do C-date.

Mas não se desespere. Para se livrar da preocupação, basta conversar bastante com o parceiro para tentar entender quais são as intenções dele. “Se notar que o cara só quer ir para a cama e ela quer compromisso, é bom pular fora antes, pois, com certeza, ele não irá ligar no dia seguinte!”, completa Carla.

Tomar a iniciativa

Isso não é exclusividade do terreno masculino. Muitos homens gostam de se sentir desejados e algumas mulheres pensam que só o parceiro deve procurá-la. “Se a mulher pensa assim, ela está pensando de forma muito ultrapassada e é bom conversar com as pessoas para ter outras visões. Tomar a iniciativa mostra que a mulher tem interesse no sexo e para os homens demonstra que a relação tem muita intimidade”, completa a sexóloga.

Os tabus dos homens

Transar a três com mais um homem na cama

Muitos homens consideram uma humilhação ver outro homem tendo relações com a sua parceira. Segundo a sexóloga, transar com mais pessoas na cama também é considerado um tabu porque existe a ideia do que o homem jamais vai permitir que outro o acaricie ou tente fazer outra coisa que erotize a situação.

“O homem não pode permitir que estar ao lado de outro homem pelado cause algum tipo de excitação, então ele jamais vai se submeter a uma situação em que esteja excitado na frente de outro homem”, conta a sexóloga. Carla explica que na verdade o que causa a excitação é a situação de sacanagem e não o fato de também estar exposto a outro homem.

Broxar durante uma transa

Reprodução

Considerado um grande tabu pelos homens, broxar ou perder a excitação durante uma transa é sinal de que algo está errado. Carla explica que a masculinidade do homem é representada por um pênis ereto.

“O ‘poder’ dele está concentrado no falo, então se ele broxa, perde a autoconfiança e se sente menos homem nessa situação e exige de si mesmo um excelente desempenho”, conta a sexóloga. Segundo Carla, as broxadas podem estar ligadas a uma questão emocional e falta de autoestima.

Deixar ser dominado na cama

Esse tabu existe, principalmente, porque homens sentem medo de se deixar dominar por outra pessoa. Carla explica que o homem acredita que deve estar no domínio e no controle da situação.

“O homem não quer se sentir comandado, pois trás a sensação de vulnerabilidade e que está sendo conduzido por outra pessoa. Dificilmente ele irá aceitar essa situação, pois a educação que recebemos nessa sociedade diz que o homem é quem deve dominar”, explica a sexóloga do C-date.

Ser usado como um ‘homem objeto’ por uma mulher

Reprodução

O estigma do ‘homem objeto’ pode ser sinônimo de dominação e demonstração de um homem sem autoestima. Segundo Carla, eles não permitem isso, pois veem como um sinal de fraqueza perante a sociedade ou perante uma mulher.

Gozar em toda relação sexual

Carla explica que existe uma ideia de que o bom amante é aquele que goza em todas as relações sexuais e faz a sua parceira gozar, o que faz com que os homens carreguem essa exigência. “Aqueles que não conseguem cumprir isso não são visto com bons olhos por eles mesmos e até mesmo pelas mulheres que também carregam esse tabu”, comenta Carla.

Deixar a parceira fazer um beijo grego

Existe um receio de sentir prazer nessa região e se ‘transformar’ em homossexual. “O medo não o permite vivenciar a relação de forma espontânea e vivenciar as fantasias sem preconceito. Existe o medo de a homossexualidade, se estiver escondida, possa aflorar por causa de um beijo, o que é um absurdo”, conclui a sexóloga.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »