+15 Curiosidades que você (provavelmente) não sabia sobre Mortal Kombat

Mortal Kombat

Uma das franquias mais importantes (e violentas) do universo dos videogames completa 25 anos em 2017. Mortal Kombat já vendeu milhões, rendeu inúmeros jogos e conquistou um espaço cativo na cultura pop e na história do entretenimento.

Para homenagear o game que completa um quarto de século, reuni as principais curiosidades da série, com alguns fatos que fãs sabem e outros que sequer desconhecem. Confira!

1. Van Damme foi o inspirador do jogo

Mortal Kombat

O jogo Mortal Kombat tinha o astro Jean-Claude Van Damme como inspiração. A equipe fez de tudo para ter ele presente no jogo, como personagem e simulando os golpes. Para eles, a ideia era criar uma adaptação do filme “Soldado Universal”.

Suas roupas do primeiro jogo, inclusive, foram inspiradas por um filme de Van Damme: O Grande Dragão Branco. Suas iniciais, JC, também fazem referência ao astro. Jean Claude Van Damme também seria o ator para interpretar os movimentos do lutador no primeiro game da série, mas recusou o convite por conta de sua agenda apertada.

2. Aventureiros do Bairro Proibido também inspirou a franquia

Mortal Kombat

Outro clássico da semana da tarde que inspirou Mortal Kombat foi os “Aventureiros no Bairro Proibido”. O personagem no filme Thunder inspirou o deus do trovão do jogo Raiden e o vilão Lo Pan foi uma clara referência para o vilão Shang Tsung.

3. Truque do sangue

Mortal Kombat
Um dos grandes trunfos do primeiro Mortal Kombat em relação à seus rivais (Street Fighter) era o uso da violência gráfica, com golpes que jorravam sangue. O que você talvez não saiba era que por causa das políticas da empresa, o SNES não tinha exposição de sangue, enquanto que para o Mega Drive, usando o código ABACABB você liberava o líquido vermelho nas lutas.

4. O gritinho ‘Toasty’?

Mortal Kombat

O personagem que aparecia na tela aleatoriamente no canto da tela e gritava ‘Toasty!’ é Dan Forden, diretor de som que trabalha na série até hoje.

5. Filme foi um sucesso de bilheteria

Mortal Kombat
Apesar de não ser bem lembrado pela narrativa hoje em dia, o primeiro filme da série, lançado em 1995, foi um grande sucesso de bilheteria na época. Ele custou 15 milhões dólares e rendeu 130 milhões de dólares nas bilheterias do mundo.

6. Brandon Lee interpretaria Johnny Cage

Mortal Kombat
Se não fosse o incidente que tirou a sua vida, o filho de Bruce Lee faria o papel de Johnny Cage. Brandon Lee morreu na gravação de “O Corvo”, com uma arma que disparou uma bala de verdade e que deveria ser de festim. Ele foi substituído por Linden Ashby.

7. Mortal Kombat motivou a criação de classificação indicativa nos EUA

Mortal Kombat
Antes de “Mortal Kombat”, não havia nos EUA um órgão independente que indicasse as idades sugeridas para cada game. E exposição da violência do jogo gerou debates no país e culminou na criação do Entertainment Software Rating Board, o ESRB, que faz a análise de jogos e recomenda a idade para cada um.

8. Códigos secretos dos fliperamas

Mortal Kombat
Demorou de duas décadas, os fãs de Mortal Kombat descobriram códigos especiais nos fliperamas que habilitavam menus secretos nos três primeiros jogos da série. Com eles, você podia visualizar relatórios de erro, jogar minigames e até assistir a todos os fatalities do game.

9. A história por trás de Noob Saibot

Mortal Kombat
O nome do ninja Noob Saibot presta homenagem aos dois criadores de “Mortal Kombat”, chamados Ed Boon e John Tobias. Basta pegar os sobrenomes e ler ao contrário.

10. Dois Sub-Zeros

Mortal Kombat
Sabia que existiam dois Sub-Zeros no jogo?. O primeiro tinha o nome de Bi Han, era o original e irmão mais velho do segundo Sub-Zero. Foi ele quem matou Scorpion, mas logo em seguida foi morto pelo ninja amarelo, que voltou do inferno para se vingar.

Depois da sua morte, Bi Han também voltou do inferno, mas com a identidade de Noob Saibot, após ser revivido por Quan Chi. O segundo Sub-Zero se chama Kuai Liang e jurou vingar seu irmão, frente a Scorpion (ou o Sub-Zero amarelo).

11. Dois homens, muitas lutas

Mortal Kombat
No primeiro filme de Mortal Kombat, há dois atores que curtiam filmes de porrada: Robin Shou e Cary-Hiroyuki Tagawa. Eles interpretarem o mesmo papel em outras produções da série, também viveram outros personagens, de outras séries.

Robin Shou foi Liu Kang nos dois primeiros filmes de Mortal Kombat, mas também viveu o mestre Gen no concorrente Street Fighter: A Lenda de Chun-Li, além de um vilão em Dead or Alive: Vivo ou Morto. Já Cary-Hiroyuki Tagawa foi Shang Tsung em pelo menos três produções diferentes, incluindo o seriado Mortal Kombat: Legacy, e também Heihachi Mishima, no filme de Tekken.

12. O primeiro personagem secreto do MK

Mortal Kombat
Reptile foi o primeiro personagem secreto em um jogo de luta. Ele era o lutador misterioso que aparecia no primeiro Mortal Kombat, mas não era controlado pelo jogador.

Só no segundo jogo que Reptile se transformou em um personagem jogável. No primeiro jogo, ele tinha o mesmo uniforme de Scorpion e do Sub-Zero, só alterando a cor verde. Somente depois ele ganhou uma identidade visual diferente.

13. Inspirações japonesas

Mortal Kombat
Ainda que a história não remetam a nada, o Chefões da série, como Kintaro e Motaro, possuem inspirações japonesas e fazem referências a heróis de lendas orientais.

Motaro, por exemplo, vem de Momotaro, um herói que nasce de dentro de um pêssego. Já Kintaro vem de uma lenda japonesa de um jovem que foi criado nas montanhas, entre animais, e se tornou incrivelmente forte.

14. Ermac, o bug

Mortal Kombat
Ermac, o ninja vermelho, surgiu a partir de um bug. No final do primeiro jogo um dos nomes nos créditos aparecia como “Errmac”, ou “Error Macro”, que era basicamente um erro de programação. Na época, até uma revista dos EUA fez uma brincadeira, dizendo que Ermac era um ninja vermelho, e criou uma imagem falsa para “provar” a tese.

A equipe do MK curtiu tanto a brincadeira que, tempos depois, Ermac surgiu na série como um dos personagens jogáveis, mais precisamente em Ultimate Mortal Kombat 3.

15. Violência, mas nem tanto

Mortal Kombat
Apesar da famosa brutalidade, sangue e Fatalities, Mortal Kombat não era o game mais violento disponível em sua época original. Desde aquela época já existiam outros com teor violento bem mais elevado, como Chiller.

Chiller era um jogo de tiro em trilhos para PC, que foi lançado em 1986. Nele você encontra cenas bem fortes de pessoas mortas e violência gráfica, com corpos desmembrados e espalhados pelo cenário. Mortal Kombat só ganhou a alcunha de “Jogo mais violento” por ter sido responsável pela criação do órgão de classificação etária para games nos EUA.

16. Realista até dizer chega


Mortal Kombat foi criado com uma técnica de captura de movimentos bem inovadora para a época. Em vez de utilizar lutadores desenhados em 2D, como ocorria com Street Fighter, os produtores optaram por gravar atores reais e digitalizá-los dentro do game.

Assim, até Mortal Kombat 3 (e o Ultimate), os lutadores eram criados com base na filmagem de atores reais fazendo movimentos de luta em um estúdio. Existem até vídeos na internet que mostram isso.

Mortal Kombat Mortal Kombat

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »