7 Maiores lutas de boxe da história

A luta de boxe marcada entre o lutador de MMA Conor McGregor e o boxeador Floyd Mayweather na noite de 26 de agosto, agitou não só o mundo pugilismo mas todo os apaixonados por esportes.

Um dos principais lutadores do UFC da atualidade encara o boxeador recentemente aposentado em 2015, considerado melhor pugilista da sua geração e entre os maiores lutadores de todos os tempo. É a chance de fazer o crossover entre as duas grandes artes marciais em um duelo épico.

Apesar de não estar nos seus áureos tempos, o boxe já dominou as atenções com muitos embates que marcaram na história. E, para refrescar a memória daqueles mais velhos que acompanharam os confrontos, ou mesmo para aqueles que não vivenciaram as lutas, confira uma seleção dos maiores lutas da histórias do boxe!

1. Rocky Marciano x Jersey Joe Walcott (23 de setembro de 1952)


Título dos Pesados – Filadélfia, EUA – Vitória de Marciano por nocaute

Apesar dos 38 anos, Walcott tinha acabado de conquistar o cinturão dos pesos pesados. Marciano disputava o título pela primeira vez, vindo de um nocaute que selara a carreira do magnífico Joe Louis, um dos melhores pugilistas de todos os tempos da época e que se aposentou logo após o embate.

O campeão Walcott caminhava para mais uma vitória, quando, no 13º round, o desafiante nocauteou o adversário.

Defendendo o seu cinturão, Rocky lutou contra grandes lutadores, como Ezzard Charles, Don Cockell e Roland La Starza.
Depois de uma vitória sobre o bom pugilista Archie Moore, Rocky Marciano decidiu que era momento de se aposentar, fechando com chave-de-ouro uma das carreiras esportivas mais vitoriosas já vistas, sem nunca ter perdido uma luta como profissional.

2. Joe Frazier x Muhammad Ali (8 de março de 1971)


Título dos Pesados – Nova York, EUA – Vitória de Frazier por pontos

O campeão Ali tentava recuperar o cinturão, cassado após se recusar se alistar para a Guerra do Vietnã. Os dois pugilistas estavam em grande forma e invictos. Frazier, o campeão, somava 26 vitórias, com 23 nocautes, aos 27 anos. Ali, com 29 anos, tinha 31 triunfos, com 25 nocautes. Para cada um, uma bolsa recorde: US$ 2,5 milhões.

Foram 45 de combate intenso. Joe tirou vantagem de seu potente gancho de esquerda, acertando por dezenas de vezes o lado esquerdo do queixo de Ali e vencendo por decisão unânime. Ali conseguiu dar o troco em duas lutas memoráveis posteriores, em 1974 e 1975.

3. Muhammad Ali x George Foreman (30 de outubro de 1974)


Título dos Pesados – Kinshasa, Zaire – Vitória de Ali por nocaute

“Nunca pensei que um punho pudesse carregar tanta potência”, afirmou Ali, no livro Sou o mais Poderoso

O duelo entre Muhammad Ali e George Foreman, foi mais que uma disputa pelo título mundial dos pesos pesados do boxe. É o maior exemplo esportivo de que a competência e a determinação, aliadas a uma boa dose de inteligência, podem tornar qualquer resultado possível.

Foreman era o franco favorito. Sete anos mais novo e com um cartel invejável de 37 nocautes em 40 vitórias (contra 31 nocautes em 44 conquistas de Ali), ele era tal brutal que havia conquistado o cinturão na temporada anterior, derrubando o campeão Joe Frazier seis vezes em dois rounds.

O combate ficou conhecido como Rumble in the Jungle (Luta na Floresta). Com seu jeito carismático e falastrão, Ali arrebatou o povo do Zaire (atual República Democrática do Congo), que gritava “Ali bomaye!” (algo como “Ali, mate-o!”). Para fugir da potência dos golpes de Foreman, Ali passou toda a luta apoiado nas cordas e amortizando os golpes sofridos. Depois de oito rounds, com Foreman cansado, Ali soltou uma direita explosiva e tomou o cinturão do adversário.

A luta rendeu um baita documentário Quando Éramos Reis.

4. Julio César Chávez x Meldrick Taylor (17 de março de 1990)


Título dos Médios-Ligeiros – Las Vegas, EUA – Vitória de Chávez por nocaute

A luta que foi decidida por 2 segundos. Chávez detinha o cinturão do Conselho Mundial e Taylor o da Federação Internacional. Ambos estavam invictos, mas o primeiro tinha mais lutas no currículo – 68 contra 25 do rival.

A técnica, velocidade e jogo de pernas de Taylor foram suficientes para fazê-lo abrir uma vantagem nos assaltos iniciais, frustrando o jogo de pressão de Chavez e contrariando as expectativas. O persistente mexicano, entretanto, continuava buscando a luta no corpo-a-corpo, e com o passar do tempo, seus golpes passaram a surtir mais efeito. Sua mão, nitidamente mais pesada, ia fazendo um gradual estrago.

Taylor chegou ao último round vencendo por pontos. Faltando menos de 20 segundos para o fim do combate, Chávez derrubou o adversário. Ele ainda tentou levantar, mas o juiz decretou nocaute técnico.

5. Evander Holyfield x Mike Tyson (28 de junho de 1997)


Título dos Pesados – Las Vegas, EUA – Desclassificação de Tyson

Mike Tyson chocou o mundo! E essa luta também ajudou a selar a decadência de um mito.

No primeiro confronto dos dois, Tyson, atual campeão mundial da Associação e do Conselho Mundial de Boxe, com 30 anos e apenas quatro combates feitos após cumprir três anos de prisão por estupro. Do outro, Holyfield, aos 34 anos e considerado maior nome da história da categoria cruzador.

Após amargar três anos de cadeia por assédio sexual, ele voltou aos ringues em 1995 e, no ano seguinte, foi derrotado por Holyfield. Com rápida sequência de diretos e cruzados no início do 11º, o “The Warrior” obrigou o juiz a interromper a disputa e decretar a segunda derrota na carreira de Mike Tyson.

Sete meses depois, ambos voltavam ao ringue para uma revanche. O combate seguia equilibrado até o terceiro round, quando Mike Tyson perdeu a cabeça e mordeu a orelha direita do adversário, que ficou inconformado com a acontecido. Quando a luta foi reiniciada, o pugilista bad-boy atacou de novo e mordeu a orelha esquerda de Holyfield, sendo desqualificado imediatamente pelo juiz Mills Lane.

6. Acelino Popó Freitas x Anatoly Alexandrov (7 de agosto de 1999)


Títulos dos Super Penas – França – Vitória de Popó por Nocaute

Uma das grandes tijoladas do boxe e um nocaute histórico que marcou o boxe brasileiro. Com 20 lutas e 20 nocautes, Popó se credenciou para desafiar o russo Anatoly Alexandrov – então detentor do cinturão dos superpernas da WBO.

O Baiano impós respeito desde o começo. Popó tomou a iniciativa e derrubou o russo, que conseguiu se levantar, mas foi a nocaute logo depois. A força dos golpes foi tamanha que Alexandrov permaneceu inconsciente por cinco minutos, tempo bem superior aos 94 segundos de duração do confronto.

Este foi o seu primeiro título mundial e Popó assume que foi o auge da sua carreira!

7. Manny Pacquiao x Floyd Mayweather (2 de maio de 2015)


Título dos Meio-Médios – Las Vegas, EUA – Decisão unânime a favor de Mayweather

Essa luta foi proposta em 2009, então teve mais de cinco anos de expectativa para ela acontecer e isso ajuda a criar essa movimentação em torno dela. Foi o último confronto do boxe chamado de Luta do Século. A superluta de boxe rivalizava o multicampeão de boxe em cinco categorias e invicto a 47 lutas Floyd Mayweather Jr. contra o maior multicampeão de boxe (oito categorias) Manny Pacquiao, e que unificou os cinturões da categoria meio-médio.

Estima-se que as bolsas pagas aos lutadores fiquem, juntas, na casa dos US$ 250 milhões.

Apesar do combate ter sido bastante equilibrado, os juízes viram superioridade do americano em decisão polêmica, dando a ele vitória por decisão unânime por 118×110, 116×112 e 116×112.

Só para ter noção da polêmica, Daniel Fucs árbitro internacional de boxe e comentarista do SporTV viu o lutador filipino levar vantagem no ringue, mas com uma margem considerada pequena. Já na opinião de Antonio Bernardo Soares, Presidente do Conselho Nacional de Boxe (CNB) e árbitro internacional que completou sete mil lutas na carreira, o filipino foi melhor no principal dos quatro conceitos do boxe, o ataque, e por isso teria vencido o combate.

E aí, deixamos alguma grande luta de fora? Deixe nos comentários

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »