Traição: como superar e o que fazer depois da infidelidade

Você planejou uma vida com ela. Decidiu sair da vida solteira, encarou um relacionamento, responsabilidades, quis até ter filhos, porque acreditava que ela era a parceira escolhida para te acompanhar até a velhice. Mas, descobriu que tal companheira vacilou e, em uma noite, acabou traindo você por um motivo qualquer.

A infidelidade é um tema polêmico e que poucos homens ousam admitir frente a seus amigos. É até pior do que admitir uma broxada. Aqui, na cabeça do cara, está que ele não falou em uma noite só, mas em todas, despertando assim o interesse dela em outros caras.

Saiba que é muito difícil encarar numa boa e você (e ela) não sairão ilesos de uma traição. Se tiver amor e ainda vontade de voltar com a parceira, muitas coisas terão que ser mudadas, conversadas e só o tempo vai provar que valeu a pena (ou não).

Antes de sair por aí divulgando vídeos íntimos dela, ou mesmo o momento em que pegou-a no flagra com o amante, saiba que agindo assim você só vai piorar tudo. Além de ser responsabilizado judicialmente, perderá toda a razão e o poder de argumentação.

Para te ajudar nesta hora, reunimos as fases que toda pessoa passa ao descobrir uma traição. Confira as etapas e reações e veja se você pode perdoar ou não a companheira.

1# Choque

Descobrir a infidelidade é a parte mais dolorida, pois sua idealização da parceira irá desmoronar como um castelo de cartas. Nesse momento, a imagem da companheira perfeita, fiel, romântica precisará ser modificada e reconstruída.

Neste momento, você vai precisar de ajuda dos seus amigos e colegas. Ficar em casa remoendo a situação só irá causar mal. Busque ficar em ‘movimento’ e próximo a pessoas confiáveis.

2# Negação

Quem nunca teve um amigo em que todo mundo desconfiava da índole da mulher dele, menos o próprio. Apesar de ter todos os indícios de infidelidade, o cara finge não notar, age como se o problema não existisse.

Esta é uma forma de continuar na zona de conforto e evitar atitudes que exijam grandes transformações na sua vida. Pode ser também o medo de assumir que foi traído perante aos amigos e ser alvo de chacotas.

Não é todo mundo que passa por esta fase, alguns que descobrem a traição já parte para a próxima etapa.

3# Raiva

Este é o natural mecanismo de autodefesa. É bem menos dolorido sentir raiva e jogar a culpa em cima da parceira infiel do que parar para pensar nos erros da relação que ocasionaram a traição.

Faça um exame de consciência aqui: você deu espaço a comunicação entre vocês? Reservou um espaço para compartilharem momentos juntos? Deixou a relação no modo ‘automático’? Este momento é bom porque, mesmo em tons ásperos e rudes, as verdades são colocadas à tona nas discussões. Esteja pronto para desabafar e ouvir.

4# Mágoa

Assim como a paixão, a raiva também é passageira. Depois de um tempo, o episódio ruim se tornará parte e não o todo dos seus pensamentos. Neste momento, o traído vai enxergar também nas coisas positivas, naquilo que tinha de bom a relação (momentos compartilhados, planejamentos, parcerias, etc).

Apesar da dor que irá sentir, é um momento fundamental que você precisa passar para pesar se vale a pena dar uma nova chance a ela. Pense nos prós e contras, monte uma lista do que precisa ser mudado e planeja a próxima fase.

5# Diálogo


Estabeleça uma conversa para esclarecer as razões que levaram a parceira a buscar uma outra relação. Não fique fantasiando, pensando no que pode ter acontecido. O melhor é lidar com os fatos reais, suportar a dor e tentar melhorar os pontos negativos.

6# Aprendizado

Não é porque você pensa em perdoá-la que a pessoa que traiu não precise aprender. Ela precisa saber e entender que seus atos ocasionaram graves consequências que põem em risco o futuro do relacionamento. Dê um tempo para vocês dois e use isto a seu favor para repensar as coisas ou pensar nos próximos passos. Saia com seus amigos e faça coisas que você não faria solteiro.

Assim, ela pode usar este momento para avaliar se quer ou não continuar no relacionamento.

7# Perdão

Depois da raiva, da mágoa e do sentimento de dor que já passou, você consegue parar e entender a traição de forma diferente, avaliando as reais razões e se esses motivos podem ou não continuar interferindo na relação.

Esta é a etapa mais difícil, porque envolve passar por cima do orgulho, pesar a repensar a confiança e lealdade da parceira. Exceto se a traição envolveu escândalos ou situações constrangedoras, você terá que deixar as opiniões dos outros de lado se optar por voltar com ela.

8# Superação

É possível perdoar a parceira depois da traição? Sim, mas simplesmente dizer que perdoou o ato não é receita de sucesso para que vocês vivam bem. Se decidiu perdoar, não deixe que o fato se transforme em um fantasma, atormentando o convívio do casal e sendo parte do assunto sempre que as brigas acontecem.

Se você decidir perdoar, precisa fazer isto de verdade. Para o relacionamento ser reconstruído é preciso cicatrizar a infidelidade deixá-la para trás, e não ficar remoendo em cada discussão posterior. Se você virar a página, nunca dará o passo seguinte e a relação vai virar um convívio doentio, de insegurança e desconfiança.

9# Desistência

Nem sempre a descoberta da traição é acompanhada com o perdão. Em alguns casos, a culpa da infidelidade não é de problemas da relação ou consequências dos seus atos, e sim da índole da garota. Neste caso, não vale a pena perdoar e a melhor coisa é cada um ir para o seu canto.

Caso você tenha optado por isto, faça um novo planejamento de sua vida, usa o tempo livre para pensar só em você ou tire um momento sabático para fazer uma viagem sozinha e respirar novos ares. Esta é uma boa maneira de cicatrizar o ocorrido.

10# Jamais faça!

No momento em que você descobre a traição, é levado a tomar atitudes extremas e de desespero. Respire fundo e evite qualquer das coisas embaixo:

– Expor publicamente a infidelidade a colegas, amigos e familiares: tente entender tudo o que aconteceu e pense duas ou três vezes antes de fazer esta exposição. Depois que fizer, ficará muito mais difícil perdoar ou voltar.

– Fazer justiça com as próprias mãos: partir para a violência física não trará o relacionamento de volta, além de torná-lo culpado legal pelo ato. No caso da volta, você ainda terá que viver com uma situação bem constrangedora.

– Colocar vídeos íntimos ou provas da traição na web: isto só vai transformá-lo em um chifrudo revoltado e sem razão alguma e ainda será passível de processo.

– Não retribua na mesma moeda: ficar com outras mulheres ou pegar amigas dela por vingança não fará de você um cara melhor que ela. Isso só vai torna-lo igual. Repense isso!

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »