O que você quer ser?

de70ecc449a6fb4b91da85d2583bab3f

Quando eu era criança, a pergunta era recorrente: “O que você quer ser quando crescer?”. Eu respondi muitas coisas ao longo dos anos. Lembro claramente quando queria ser jogador futebol e como era brigão em campo. Depois, quis ser médico; acho o máximo esse negócio de ser heroi todo dia.

Tive uma época em que só pensava em ser hippie, daqueles que viajam o mundo o tempo todo; lembro com carinho disso. Quase fui advogado, até passar no vestibular para Administração.

Na faculdade, a pergunta vinha dos colegas e professores. O que eu queria ser? Bem, eu estava ali para ser alguém, menos funcionário público. Ainda que hoje a instabilidade financeira, às vezes, me faça cogitar um concurso, ainda sigo com alguma firmeza essa romântica independência.

Pra falar a verdade, eu sempre soube mais o que não queria do que o inverso, ia por eliminação. Foi assim no âmbito amoroso também. Como se pudesse ser mais pragmático nessa área do que na profissional, sei com alguma exatidão o que não quero ser em uma relação afetiva.

5f6515d81a1a9b3c059f403ba7cf9b0a

Claro que depois de tomar algumas lições às mais duras penas. Diferente de Leo Jaime e Leoni, já sei não pretendo encontrar a fórmula do amor. Li em algum lugar que a busca é justamente o que nos traz infelicidade.

Se você jogar “coração” no Google, repare quantas vezes vai aparecer na busca o coração humano, realista. Ser romântico, pra valer, é justamente não tomar posse. Sejamos um pouco mais objetivos, você pode ser dono de uma casa, ou deste computador de onde me lê, mas nunca será dono de alguém.

Ainda que as pessoas sejam manipuláveis (e manipuladoras), não há um botão de liga/desliga no que cada um está sentindo. O amor não é uma imagem no site de buscas e é impossível projetar no outro a sua ideia de felicidade como um espelho; sempre se distorce. Embelezar e disfarçar toda e qualquer imperfeição é uma sentença ao “eu vou superar”, o manifesto do que poderia ser e não foi.

É natural se apaixonar, querer estar junto e até planejar um futuro. Acho que por isso meu carinho à lembrança hippie, que citei logo no começo. Se todo mundo já foi feliz vivendo algo onde não há regras, é anti-natural aprisionar aquilo que é um dos maiores prazeres do homem. Vamos lá, fazer a paz encontrar o amor, e vice-versa. Não é o que você quer ter, a discussão aqui é outra, e eu que pergunto: o que você quer ser agora?

 Texto escrito por Marco Sá, dono do Em Sá Maior. carioca, músico e poeta de poucas métricas. Administrador por formação e redator por vocação. Adora essas coisas de internet e só não joga nas onze porque é baixinho.

Quer ter seu texto publicado aqui? Mande um e-mail com sugestão para [email protected] quem sabe nós não publicamos?

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »