Mãe dá resposta emocionante à crítica de estranha por mimar demais seu bebê

Reprodução

É natural do ser humano opinar e julgar o outro. Na era das redes sociais, vemos este ato de criticar atitudes alheias sem ao menos ter o conhecimento sobre o que trata cada vez mais presente.

Pois, isto foi o que aconteceu com a mãe norte-americana Kelly Dirker que, ao invés de retrucar com a mesma moeda, preferiu transmitir uma lição de vida em um post no Facebook, em 25 de abril.

Na data, Kelly estava em uma loja de departamentos Target, em Minnesota, e foi criticada por uma estranha ao carregar sua filha de 10 meses em uma manta canguru, demonstrando excesso de zelo e cuidados.

“Você mima demais esse bebê”, disse a estranha. “Desse jeito ela nunca vai ser independente”. Segundo seu próprio relato, Kelly simplesmente sorriu, beijou sua filha e seguiu sua vida. Ao chegar em casa, escreveu o relato abaixo em sua rede social.

Reprodução

“Querida mulher do Target,

Eu já ouvi isso antes, você sabe. Que eu “mimo este bebê”. Você estava convencida de que ela nunca aprenderia a ser “independente”. Eu sorri para você, beijei a cabeça dela e continuei as minhas compras.

Se você soubesse o que eu sei.

Se você soubesse como ela passou os primeiros dez meses de sua vida completamente sozinha dentro de um berço de metal estéril, sem nada para confortá-la a não ser chupar os dedos.

Se você soubesse como o seu rosto ficou no momento em que seu cuidador do orfanato entregou-a para mim pela primeira vez – fugazes momentos de serenidade misturados com puro terror. Ninguém nunca a tinha abraçado assim antes, e ela não tinha ideia do que ela deveria fazer.

Se você soubesse que ela ficava deitada em seu berço depois de acordar e sem nunca chorar – porque até agora, ninguém iria responder.

Se você soubesse que a ansiedade era uma parte normal do seu dia, assim como bater a cabeça nas grades do berço e balançar-se para ter algum estímulo sensorial e conforto.

Se você soubesse como esse bebê no carregador é dolorosamente “independente” – e como vamos gastar minutos, horas, dias, semanas, meses e anos tentando substituir a parte de seu cérebro que grita “trauma” e “inseguro”.

Reprodução

Se você soubesse o que eu sei.

Se você soubesse que aquele bebê agora choraminga quando é colocada no chão, em vez de fazê-lo quando alguém a pega.

Se você soubesse que este bebê “canta” com o topo de seus pulmões no período da manhã e depois de sua soneca, porque ela sabe que essa sua conversa vai trazer alguém para tirá-la de seu berço e trocar sua fralda.

Se você soubesse que este bebê se balança para dormir nos braços de sua mãe ou de seu pai, em vez de embalar-se sozinha.

Se você soubesse que este bebê fez todo mundo chorar o dia que ela estendeu a mão para ter conforto, totalmente espontâneo.

Se você soubesse o que eu sei.

“Mimar este bebê” é o trabalho mais importante que eu terei e é um privilégio. Vou continuar carregando por mais um tempo – ou até quando ela me deixar carregá-la – porque ela está aprendendo que está segura. Que ela pertence. Que ela é amada.

Se ao menos você soubesse…”

Kelly Dirkes

Kelly é mãe de duas meninas com síndrome de down. Seu post já foi compartilhado 24 mil vezes e recebeu centenas de frases de apoio. Ele é um grande exemplo de como não devemos julgar as outras pessoas, como devemos sempre tentar entendê-las e se colocar no seu lugar.

Fonte: Hypeness

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »