Como voltar a gostar o seu emprego

Créditos: Reprodução

Em tempos de crise, fica muito mais difícil pedir demissão e partir em uma jornada de exploração para conhecer o mundo e redescobrir seus próprios desejos.

Então, se você está em crise no trabalho e detestando sua rotina, separamos algumas dicas que podem te ajudar a voltar a gostar do seu emprego e te fazer lembrar das razões pelas quais escolheu essa carreira.

O que os especialistas dizem

Créditos: Reprodução

Segundo Daniel Gulati, um empresário da área da tecnologia e autor do livro Passion & Purpose: Stories from the Best and Brightest Young Business Leaders (em tradução livre, Paixão & Propósito: histórias dos mais jovens e brilhantes líderes de negócios), “Uma das coisas mais difíceis na rotina é perceber que você está vivendo uma”.

Quando percebemos isso, acabamos nos arrastando e ficando ainda mais insatisfeitos com aquilo e, quando o tédio extrapolar, pedimos demissão. Porém, é preciso mudar a ideia de rotina para solucionar esse problema!

Gratchen Spreitzes, professora de administração na Universidade de Michigan, garante: “Todos nós não gostamos de alguma coisa no nosso trabalho, mas você pode procurar pelas coisas na sua rotina que te trazem felicidade ou prazer e tentar encontrar um jeito de viver ainda mais esses aspectos”.

Faça alguma coisa

Créditos: Reprodução

A maioria das pessoas se joga na inércia e aceita que as coisas não vão mudar. Mas, acredite: cada pequena mudança no seu dia a dia pode ser fundamental para você voltar a gostar do que faz.

O segredo está nas pequenas ações: “A grande maioria das pessoas não têm uma estratégia coerente para partir da insatisfação para a satisfação e satisfação completa”. Gulati continua: “Mas até o ato de reunir alguns pensamentos sobre o que pode melhorar o seu dia a dia no trabalho pode ter efeitos positivos”.

O que você gosta de fazer?

Créditos: Reprodução

Comece a reparar em qual trabalho você gosta de realizar no seu dia a dia. Normalmente, nós reparamos naquilo que é chato pois isso suga mais energia, mas o ideal é reparar nas pequenas coisas que nos dão prazer e nos deixam motivados.

A dica de Spreitzer é entender quais são esses momentos.

Em que você é bom?

Créditos: Reprodução

Existe uma correlação real entre o que você é bom, o que te faz feliz e o que as outras pessoas estão exigindo de você. Segundo Gulati, se você acha que a sua contribuição atual não é tão boa ou se está lutando para descobrir qual o seu real talento, tente perceber qual a sua demanda de trabalho e o que as pessoas pedem para você.

Quais tarefas são mais direcionadas para você e em quais você se sobressai? Dessa forma, você pode descobrir qual a melhor tarefa para focar a sua atenção e, assim, ficar mais feliz pois está fazendo um bom trabalho.

Mude o seu papel

Créditos: Reprodução

Você não precisa pedir demissão para trabalhar com o que gosta. Existem várias formas de mudar o seu trabalho dentro da própria empresa! Tente mudar de área ou, aos poucos, tente descobrir em qual segmento você gostaria de atuar.

Em pequenos passos, comece a tomar a atitude de trabalhar outros aspectos do seu cargo ou de outros cargos ao seu redor.

Por exemplo: se você trabalha na área de atendimento na agência de publicidade mas gostaria de saber como funciona a parte de criação, você pode visitá-la às vezes, aprender com os profissionais de lá e, aos poucos, tentar ajudar aquela área de alguma forma.

Procure por pessoas motivadas

Créditos: Reprodução

Quando um funcionário está desmotivado e reclama do trabalho o tempo todo, ele consequentemente acaba puxando outros funcionários para o mesmo barco. Então, não passe tempo demais com funcionários tóxicos e foque em estar próximo daqueles com perspectivas empolgantes.

Segundo Spreitzer: “Nossas habilidades crescem de acordo com o que aprendemos e ensinamos”. Para ela, uma das sensações mais importantes para se sentir motivado é perceber que o seu trabalho significa algo.

Celebre suas conquistas

Créditos: Reprodução

Nem sempre você vai atingir todas as metas ou conquistar clientes, mas aprenda a comemorar as pequenas conquistas diárias e o fato de você eliminar a lista de tarefas do dia.

O sentimento de dever comprido também é motivacional e pode te mostrar como você está se saindo bem no trabalho.

Foque no lado positivo das, comemore uma apresentação de sucesso ou um elogio em uma reunião e, com essa energia, prepare-se para conquistas maiores.

Nada deu certo? Então, saiba quando pedir demissão

Créditos: Reprodução

Gulati afirma “Você pode ter dias ruins e semanas ruins, mas não pode viver um mês ruim”. Quando você tentou todas as alternativas anteriores com dedicação, mas nada funcionou, talvez seja hora de partir para outra.

Spreitzer reconhece a importância de conseguir se adaptar aos problemas e situações ruins, mas, quando é só isso que faz parte da sua rotina, sua carreira pode empacar e você pode se ver cada vez mais no fundo do poço.

Então, explore suas capacidades e siga em frente!

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »