Como uma lista salvou meu relacionamento (e pode salvar o seu)

shutterstock

Decidir ter alguém ao seu lado para conviver diariamente com a rotina, o estresse, defeitos e manias, não é uma tarefa fácil. É preciso muito amor e, principalmente, paciência para que a vida a dois persista por um bom tempo.

Posso falar por experiência própria. Tenho mais de 10 anos de relacionamento e, nesse tempo todo, tivemos momentos de alegrias e também de desentendimentos.

E o que mais me ajudou nos momentos de discussões e brigas (e que nunca revelei para ninguém), foi uma lição que aprendi em um artigo chamado The List that Saved My Marriage (A Lista que salvou meu casamento), de Becky Zerbe.

A história fala por si só, por isso vou resumí-la abaixo como se fosse o relato que ela fez para o site.

A Lista que salvou meu relacionamento

shutterstock
“O dia havia chegado. Eu aguentei o que pude no meu casamento. Meu marido, Bill, saiu para o trabalho, e eu arrumei uma mochila de roupas para mim, para o nosso filho de 14 meses e deixamos a nossa casa. A conveniência de ser capaz de correr para minha mãe e pai contribuíram na decisão de deixar Bill.

Com a maquiagem borrada de lágrimas, entrei na cozinha da mamãe. Ela segurou o bebê enquanto soluçava, anunciando minha separação. Depois de enxugar minhas lágrimas e me dar uma xícara de café, minha mamãe me disse que iria me ajudar.

“Mas antes de separar de Bill, tenho uma tarefa para você fazer.”

A Tarefa

shutterstock

Mamãe colocou meu filho dormir, pegou uma folha de papel e uma caneta e riscou uma linha vertical no meio da página. Ela me disse para listar na coluna da esquerda todas as coisas que Bill fez que o tornou impossível viver com ele.

Quando olhei para a linha divisória, pensei que ela pediria para listar todas as boas qualidades dele no lado direito. Estava determinada a ter uma longa lista de defeitos na esquerda para superar qualquer bondade da direita. Isto vai ser fácil, pensei. Minha caneta rapidamente rabisca palavras na coluna da esquerda com fúria.

Bill nunca mais pegou suas roupas do chão.
Ele não dizia mais o horário em que atrasaria no trabalho.
Ele tinha hábitos desagradáveis, tais como arrotar na minha frente.
Ele tinha péssimo gosto para comprar presentes horríveis.
Ele se recusava combinar suas roupas.
Ele era muito econômico com dinheiro.
Ele não falava comigo…

A lista foi aumentando até preencher uma página. Eu certamente tinha provas suficientes que nenhuma mulher seria capaz de conviver com este homem.

Presunçosamente eu disse: “Agora eu acho que você vai me pedir para listar todas as boas qualidades de Bill no lado direito.”

“Não”, ela disse. “Eu já sei das boas qualidades de Bill. Em vez disso, para cada item no lado esquerdo, eu quero que você escreva como você responde. O que você faz?”

Liste os seus defeitos

Este item era muito mais difícil do que listar suas qualidades. Eu não tinha considerado a pensar sobre mim mesmo. Como minha mãe não deixaria ir sem completar sua missão, tive que começar a escrever.

Eu gritava com ele, chorava e ficava com raiva.
Eu tinha vergonha de estar com ele.
Eu sempre invertia a situação dando uma de sofredora para ganhar as discussões.
Eu desejava ter casado com outra pessoa.
Eu dava a ele um tratamento do silêncio.
Eu sinto que era boa demais para ele
Eu negava sexo…

A lista parecia interminável.

Quando cheguei no fim da página, minha mãe pegou o papel, uma tesoura e cortou no meio. Amassou a coluna da esquerda e jogou no lixo. Então, me entregou a coluna da direita.

“Becky”, disse ela, “leve essa lista de volta para sua casa. Passe a refletir sobre estas coisas em sua vida. Vou ficar com o bebê até amanhã. Se você sinceramente fazer o que eu peço e ainda quiser deixá-lo, vou fazer tudo o que pudermos para ajudá-la”.

Enfrentando fatos

shutterstock

Deixando minha bagagem e filho, dirigi de volta para minha casa. Quando me sentei no sofá com o pedaço de papel, eu não podia acreditar no que estava enfrentando. Sem o catálogo de hábitos irritantes de Bill, a lista parecia horrível e babaca.

Eu vi um registro de comportamentos mesquinhos, práticas vergonhosas e respostas destrutivas. Passei as próximas horas pedindo forças e orientação para as mudanças que precisa fazer. Percebi como tinha comportado de forma absurda.

Eu mal podia me lembrar das transgressões que tinha escrito para Bill. E, mesmo as que lembrasse, não era assim tão horrível que justificasse meu tratamento e vontade de separação.

Resolvi dar uma chance para ele e para mim.

Eu adoraria dizer que Bill mudou. Não. Ele ainda faz muito daquelas coisas que me envergonharam, incomodavam, e fazia querer sumir. Mas a diferença é que não me afeta tanto quanto antigamente.

A mudança iniciou comigo. Daquele dia em diante, tinha que ser responsável não apenas por minhas ações em nosso relacionamento, mas também em minhas reações.

Isso refletiu no modo como o tratava e como ele me tratava.

Para refletir e aprender

shutterstock

O ser humano, por costume, não lidar bem com críticas. Por isso, em muitos momentos de discussões, acabamos ouvindo o que não gostamos e falando coisas que realmente sentimos.

O resultado desses pontos de atrito e desentendimento pode ocasionar a separação.

Antes de tomar qualquer atitude extrema, pense: como você se sairia se tivesse de fazer uma lista honesta de como lidou com você mesmo em seu relacionamento? Você se sentiria pronto para desistir de seu relacionamento?

Considere seus próprios comportamentos quando terminar sua relação estiver em seu pensamento. Em vez de jogar tudo para o alto, espere um tempo, substitua os sentimentos ruins com boas lembranças, para que você tenha mais amor, paciência, e saiba lidar com os conflitos de uma maneira mais sincera e honesta.

Não espere a atitude de mudança de outro se você mesmo não for capaz de mudar.

Inspirado: Today Christian Woman

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »