40 Cervejas artesanais brasileiras que você precisa beber

Confira uma seleção de rótulos especiais nacionais que você precisa conhecer

Silenciosamente, acontece uma revolução cervejeira no Brasil. A cada dia, novas cervejas artesanais são criadas para atender um público crescente e sedento por novidades.

Mais leves e refrescantes ou com uma porrada de amargor; puro malte ou com uso de trigo e centeio na receita. Sem falar naquelas que abusam de ingredientes brasileiros, como: mandioca, jabuticaba, carambola café, tangerina, caju, pitaia, entre outros.

Em meio de tantas opções, o mais difícil é escolher aquilo que você vai beber. Nesta hora, uma lista com dicas pode ajudar bastante. Além de você se basear em rótulos selecionados, pode escolher com mais tranquilidade aquele sabor que te agrada mais.

Essa matéria tem como objetivo apresentar uma variedade de rótulos especiais nacionais para você conhecer e degustar. Com uma imensidão de opções para escolher, optamos por selecionar um de cada uma das principais cervejarias, com foco naquelas cervejas premiadas ou com destaque. Confira!

1# Saison à Trois (5,8% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Invicta
Estilo: Saison

A cerveja colaborativa foi feita com a parceria da 2Cabeças. A bebida combina a acidez típica das Saison, com fermento belga, semente de coentro e lúpulo neozelandês Motueka. Apresenta uma acidez cítrica, amargor médio e final seco. Foi medalha de ouro na South Beer Cup 2014.

2# Bierland Vienna (5,4% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bierland
Estilo: Vienna Lager

Inspirada no raro estilo austríaco, a cerveja conquistou diversos prêmios internacionais. Ela tem uma coloração âmbar, conserva aroma intenso de malte que lembra biscoito e caramelo, com um toque cítrico. No paladar, o amargor é presente, com um final seco.

3# Bamberg Rauchbier (5,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bamberg
Estilo: Rauchbier

A cerveja brasileira com maior número de prêmios conquistados aposta em um estilo Alemão peculiar. Tanto no aroma como no paladar, é o defumado que se destaca. Uma boa opção para acompanhar feijoada e embutidos.

4# Schornstein Imperial Stout (8% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Schornstein
Estilo: Stout

A cerveja catarinense é produzida com seis tipos de maltes e dois lúpulos. No aroma e sabor, chocolate, café e tostado. Apesar do elevado teor alcoólico, ele não é sentido na cerveja equilibrada.

5# Wäls Quadruppel (11% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Wäls
Estilo: Belgial Quadrupel

O rótulo da cervejaria mineira é maturada com chips de carvalho francês previamente embebido em cachaça mineira. A cerveja proporciona um aroma de chocolate, toffee e frutas secas. O amargor é presente, mas equilibrado. Ela conquistou prata no World Beer Cup 2014.

6# Jean Le Blanc (4,9% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bastards Brewery
Estilo: Witbier

O rótulo da cervejaria paranaense aposta no estilo leve e refrescante feito com trigo. A cerveja conta com notas de capim limão, casca de laranja e coentro. Ficou em segundo lugar como a cerveja do ano no Festival Brasileiro de Cerveja 2015.

7# Hop Arábica (5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Morada Cia Etílica
Estilo: American Pale Ale

A cerveja leva um café especial, cultivado na Serra da Mantiqueira, em Minas Gerais. Ao contrário do que se pensa, a bebida tem a coloração dourada. Conta com um intenso aroma de café, acompanhando o cítrico. No paladar, soma-se o caramelo. Final seco. Conquistou ouro no Concurso Brasileiro de Cerveja 2015.

8# Eisenbahn 5 anos (5,4% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Eisenbahn
Estilo: Amber Lager

Rótulo comemorativo de 5 anos da cervejaria lançado em 2007 foi um dos primeiros a usar o método de dry-hopping (técnica para adição de lúpulos durante a fermentação ou maturação para aumentar o aroma). No paladar, predomina os sabores de malte, caramelo e casca de pão.

9# Gordelícia (7,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Urbana
Estilo: Belgian Golden Strong Ale

A cervejaria conhecida por seus rótulos sacanas e irreverentes aposta na figura feminina fora dos padrões para ilustrar a cerveja. Conserva notas de frutas amarelas (abacaxi, pera, laranja) além de banana, caramelo e casca de pão.

10# Perigosa (9,1% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bodebrown
Estilo: Imperial IPA

A primeira Imperial IPA registrada e produzida no Brasil foi feita para os adoradores e amargor. No aroma, um toque cítrico que lembra maracujá e limão siciliano. No paladar, o caramelo fica em segundo plano com um amargor elevado.

11# Hi5 (6,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: 2 Cabeças
Estilo: Black IPA

O primeiro rótulo da cervejaria carioca é uma cerveja escura bem lupulada. No aroma e paladar, torrado e caramelo do malte, misturado com maracujá e manga do lúpulo. O amargor é presente, acompanhando até no fim.

12# Cambuça Blanche (4,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Suméria
Estilo: Witbier

A cerveja paulista do estilo tradicional belga usa uma fruta genuinamente brasileira: o cambuci. O resultado é um rótulo com aroma cítrico com um amargor característico da fruta no final.

13# Dum Petróleum (12%)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Dum
Estilo: Russian Imperial Stout

A receita foi feita por cervejeiros caseiros quando ainda não existia Imperial Stout fabricada no Brasil. Ela é uma bebida negra como o petróleo e leva adição de cacau e aveia. O resultado são notas aromáticas de café e chocolate meio amargo, vindo dos maltes tostados e da adição do cacau belga.

14# Way Umburana Lager (8,4% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Way Beer
Estilo: Doppelbock

A cervejaria paranaense resolveu brasilizar seu rótulo com um ingrediente genuinamente brasileiro: a madeira Amburana, que serviu para produção de cachaça. O rótulo oferece notas de baunilha, chocolate e tostado, com um discreto aroma de frutas secas e passas.

15# O Grande Encontro (8,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Tupiniquim
Estilo: Belgian Quadrupel

Esta cerveja colaborativa é uma realização entre a norueguesa Nøgne Ø e as brasileiras Tupiniquim e Colorado. Tem aromas de frutas secas, ameixa e caramelo. A receita é envelhecida em barris de carvalho. A bebida conquistou a Medalha de ouro no Mondial de la Bière Rio 2014.

16# Viúva Negra (7,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Barco
Estilo: Doppelbock

A primeira cerveja sazonal da cervejaria escolheu o estilo alcoólico e potente, típico para tomar nos dias frios. Tem notas de caramelo, toffee, chocolate e avelã. Final adocicado, com pouco amargor. O rótulo conquistou ouro no Festival Brasileiro da Cerveja 2015.

17# Gula (5,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Mea Culpa
Estilo: Blonde Ale

A cervejaria escolheu nomear seus rótulos com os nomes dos 7 Pecados Capitais. A Gula é uma blonde ale com dry hopping. Uma cerveja bem leve e refrescante, com aroma de lúpulos florais.

18# Coruja Labareda (6,7%)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Coruja
Estilo: Amber Lager

Parte dos rótulos fora da curva da cervejaria, essa Lager apimentada surgiu de uma Keller Bier, cerveja de porão, esfumaçado, com o acréscimo do fino malte Vienna e um toque de pimenta. Tem o equilíbrio do adocicado do malte, seguido de um sutil amargor e um final persistente picante.

19# Noi Avena (5,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Noi
Estilo: Blond Ale

O rótulo foi elaborado com 4 maltes de cevada, maltes de trigo, flocos de aveia e 2 variedades de lúpulo. A cerveja conta com notas florais, maltadas de mel, caramelo e um cítrico em segundo plano.

20# Ithaca (10,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Colorado
Estilo: Russian Imperial Stout

A cerveja de Ribeirão escolhe um estilo genuinamente inglês, com um toque brasileiro: a rapadura queimada. Tem notas de melaço, chocolate, café e baunilha. O final é longo e amargo. A bebida licorosa é uma boa cerveja de guarda, apresentando sabores ao longo do tempo. Conquistou ouro no Festival Brasileiro de Cerveja 2015

21# Votus nº003 (8,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Votus
Estilo: Doppelbock

A cervejaria é conhecida por nomear seus rótulos com o número da receita e as informações básicas (teor alcoólico, sensações no aroma e paladar e nível de amargor). É uma Doppelbock bem equilibrada, sem dulçor excessivo e sabores de chocolate amargo e café presente. O álcool é perceptível na bebida, mas sem incomodar.

22# Dama Pilsen (4,8% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Dama
Estilo: Premium American Lager

O rótulo aposta na simplicidade e refrescância do estilo Pilsen. A cerveja oferece notas de malte e um leve amargor. Foi medalha de prata no I Concurso Brasileiro da Cerveja (Blumenau) e no South Beer Cup 2014.

23# Júpiter Meia Noite (6,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Júpiter
Estilo: Porter

A cervejaria paulistana apostou no rótulo no estilo Robust Porter maturado com carvalho. A cerveja conta com notas de baunilha, chocolate e caramelo. Levou ouro no Festival Brasileiro de Cerveja 2015.

24# Heilige Red Ale (6% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Heilige
Estilo: Irish Red Ale

A cervejaria do Rio Grande do Sul ganhou destaque ao conquistar o título de melhor do ano pela South Beer Cup 2015. Um dos rótulos de destaque foi a Red Ale, com uma coloração acobreada e notas de caramelo e mel.

25# Mula (7,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Cervejaria Nacional
Estilo: Índia Pale Ale

O maior sucesso da fábrica-bar paulistana, o rótulo tem como inspiração uma IPA americana. No aroma, frutas cítricas e maracujá. O amargor é bem pronunciado no paladar, com um final seco.

26# Insana Pinhão (8,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Insana
Estilo: Barley Wine

O rótulo foi criado em homenagem ao estado do Paraná. A Insana Pinhão tem aromas que combinam caramelo, ameixa e amadeirado. O aquecimento alcoólico é perceptível no líquido aveludado, proporcionando um sutil retrogosto de pinhão.

27# Forest Bacuri (3,8% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Amazon
Estilo: Fruit Beer

A cervejaria é conhecida por usar ingredientes próprios do Brasil, no caso uma fruta nativa da floresta Amazônica: o Bacuri. O rótulo é leve e tem um aroma bem cítrico, lembrando casca de laranja e limão siciliano, além de mel. Conquistou ouro no International Beer Challenge 2014.

28# Nativas Mangaba (5,5%ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Burgman
Estilo: Red Ale

A cervejaria paulistana apostou em frutas típicas do país para criar a linha Nativas. O rótulo é uma Red Ale maturada com mangaba, fruta do cerrado brasileiro. A cerveja proporciona um paladar mais adocicado e intenso, contrastando com os maltes da cerveja.

29# Fucking American Beer (7,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Heidelberg
Estilo: American Pale Ale

A ousada cervejaria escolhe fazer um rótulo bem alcoólico para o estilo. A cerveja conta com aroma cítrico e condimentado, com o predomínio de amargor intenso.

30# Las Mafiosas Corleone Imperial Red Ale (7,7% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Backer
Estilo: Imperial Red Ale

O rótulo faz parte da série Las Mafiosas, da cervejaria Backer. A Corleone conta com cinco tipos de maltes e cinco variedades de lúpulo. O resultado é um rótulo com notas de caramelo, pinho, grape fruit e herbal. Final equilibrado.

31# Ogre Jacu do Mato (8,7% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Ogre Beer
Estilo: Specialty beer

A cervejaria usa dois ingredientes regionais e inusitados em sua receita: melado de cana e pinhão do Paraná. A cerveja conta com um leve gosto de mel e caramelo no aroma. No paladar, o mel aparece ainda mais presente. Conquistou ouro no Festival Brasileiro de Cerveja 2015

32# Capitu Tilted Barn (5,1% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Capitu
Estilo: Specialty Beer

A cervejaria foi criada para combater o sexismo que algumas grandes cervejarias difundem nas propagandas. A Tilted Barn leva malte defumado de whisky, aveia e cevada fresca com lúpulos americanos. No sabor, o defumado lembra bastante bacon, com um cítrico ao fundo. Final seco e leve amargor.

33# Hoppy Day (6,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Tormenta
Estilo: American IPA

O rótulo é inspirado na escola americana e conta com lúpulos cítricos dos EUA. O Dry Hop proporciona aromas florais e cítricos. O amargor é bem balanceado com as notas carameladas do malte. Final longo e seco.

34# Seasons Cirilo Coffee Stout (6% ABV)

Divulgação

Cervejaria: Seasons
Estilo: American Stout

O nome presta uma homenagem ao querido personagem da telenovela mexicana Carrossel. A cerveja tem um aroma e paladar marcante de café, chocolate e tostado. O amargor de café e lúpulo está presente e o final é persistente e seco. Vai bem com chocolate e sorvete de creme.

35# Cevada Pura Irish Red Ale (4,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Cevada Pura
Estilo: Irish Red Ale

Inspirado no estilo irlandês, a cerveja possui cor avermelhada e brilhante. No aroma, notas tostadas e caramelizadas, somada ao herbal. Cerveja leve e refrescante. Conquistou ouro no Festival Brasileiro da Cerveja 2015.

36# Jerimoon (5,5 ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bier Hoff
Estilo: Spice, Herb or Vegetable Beer

O estilo Pumpkin Ale foi criado pelos colonos americanos que privilegiaram as abóboras, abundantes nos EUA. Tem notas marcantes de cravo e abóbora, lembrando o doce de abóbora. O lúpulo é bem equilibrado. Conquistou ouro no South Beer Cup 2014.

37# Nostradamus (4,8% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Dortmund
Estilo: Dry Stout

Feita com maltes torrados, essa cerveja de coloração negra tem aroma e paladar com notas de caramelo, chocolate, toffee e café intenso. É uma boa opção para os dias frios ou para acompanhar carnes defumada e sobremesas à base de chocolate.

38# Cafuza (9% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Serra de Três Pontas
Estilo: Black IPA

Outra cerveja caseira que ganhou fama até ir para a produção em fábrica. Ela é uma mistura entre uma Imperial India Pale Ale com maltes escuros de uma Stout, resultando em uma mistura de aromas e sabores que apresentam café, chocolate, caramelo e aromas cítricos. Foi considerada por muitos a melhor cerveja de panela.

39# Barba Negra (4,5% ABV)

Divulgação

Cervejaria: Karavelle
Estilo: Sweet Stout

O rótulo da cervejaria paulista trata-se de uma lager feita com malte torrado. Possui uma cor negra e opaca, leve aroma e sabor de café e um toque de bacon. Oferece um suave amargor. Conquistou prata no Festival Brasileiro da Cerveja 2014.

40# Condessa Augusta (6% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Dogma
Estilo: Saison

Para homenagear os 140 anos da Rua Augusta, a mais eclética da cidade de São Paulo, a cervejaria Noturna lançou o rótulo que leva adição de Sálvia, Tomilho e Alecrim. A cerveja foi refermentada na garrafa e teve dry hopping de lúpulos americanos.

Obs: a seleção de rótulos levou em conta somente as cervejas envasadas em garrafa.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »