20 Cervejas Witbier que você precisa conhecer

Shutterstock

Elas são leves e refrescantes, próprias para o calor e para quem está começando a tomar cervejas especiais. Mas, mantém a complexidade das craft beers com um agradável aroma e sabores cítricos e de condimentos. Estou falando das Witbier, as cervejas de trigo belga.

Conheça mas o estilo que é a porta de entrada para o consumidor mais leigo no mercado de cerveja artesanal.

História da Witbier


A Witbier é um estilo de cerveja de trigo temperada com sementes de coentro e cascas de laranja, que nasceu na Bélgica há mais 400 anos. Por muito tempo ficou desaparecida das prateleiras e só voltou nos anos 60.

O estilo estava extinto até que um mestre cervejeiro belga, chamado Pierre Celis, retomar a sua produção, na cidade de Hoegaarden, baseado em suas memórias de quando ele era criança e o estilo ainda era fabricado.

Com seu renascimento, a cerveja de trigo belga caiu no gosto popular, transformando o estilo em um dos mais populares e de grande consumo, especialmente no verão.

Características

Reprodução

O estilo da cerveja é feito com trigo e malte de cevada. Tem a cor amarelo palha, não é filtrada. A espuma, normalmente, é abundante e branca, conservando por muito tempo no copo. No aroma, notas cítricas provenientes de laranja ou limão (outras frutas podem entrar entre os ingredientes), somado a um condimentado de semente de coentro e outras especiarias.

No paladar, é uma bebida com baixo ou moderado amargor, onde os sabores cítricos e das especiarias sobressaem. O resultado é uma cerveja leve, refrescante e com ótima drinkability

Harmonização

A cerveja leve e refrescante vai bem com pratos com a mesma pegada. Assim, saladas verdes, ceviche, sushis, sashimis e frutos do mar combinam com a cerveja de trigo belga.

Cervejas de Trigo Belga (Witbiers) para beber

1# Hoegaarden (4,9 ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Brouwerij Hoegaarden

Hoegaarden ganhou este nome devido ao vilarejo onde foi inicialmente fabricada. Sua produção foi iniciada em 1445 e ela é considerada a cerveja salvadora do estilo Witbier Belga, pois foi seu mestre cervejeiro o responsável por retomar a produção do estilo.

2# Blanche de Namur (4,5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Brasserie Du Bocq

A Blanche de Namur é uma das mais tradicionais cervejas belga no estilo. Elaborada com casca de laranja lima e semente de coentro, recebeu medalha de ouro na categoria em 2009 e a prata 2013, no World Beer Awards.

3# St. Bernardus Wit (5,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: St. Bernard Brouwerij

Esta cerveja foi desenvolvida em cooperação com o Mestre Cervejeiro Pierre Celis, o padrinho da Hoegaarden e Celis White. Tem uma segunda fermentação na garrafa, dando a esta cerveja seu sabor específico.

4# Hitachino Nest White Ale (5,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Kiuchi Brewery

Inspirada na Hoegaarden, o rótulo leva noz-moscada, casca  e suco de laranja. Como ela contém fruta, não é classificada como cerveja no Japão. É o rótulo mais popular da cervejaria japonesa.

5# Jean Le Blanc (4,9% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bastards Brewery

O rótulo da cervejaria paranaense aposta no estilo leve e refrescante feito com trigo. A cerveja conta com notas de capim limão, casca de laranja e coentro. Ficou em segundo lugar como a cerveja do ano no Festival Brasileiro de Cerveja 2015.

6# Cambuça Blanche (4,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Suméria

A cerveja paulista do estilo tradicional belga usa uma fruta genuinamente brasileira: o cambuci. O resultado é um rótulo com aroma cítrico com um amargor característico da fruta no final.

7# Baden Baden Witbier (4,9% ABV)

Navi-Pon

Cervejaria: Baden Baden

Um dos últimos lançamentos da Baden Baden é produzida com maltes de trigo e cevada, coentro e aroma de laranja. Foi eleita a melhor cerveja do mundo pelo International Beer Challenge 2015.

8# Wäls Witte (5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Wäls

A cerveja conta com especiarias como a pimenta da jamaica e tem como fruta a laranja da terra em sua receita. É uma cerveja medalha de ouro no Bière Beer e prata no Festival Brasileiro da Cerveja.

9# Júpiter Tânger (4% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Júpiter

A cervejaria paulistana aposta em uma cerveja de trigo de estilo belga, com um toque brasileiro: é feita com raspas de tangerina, cominho e especiarias.

10# Dortmund Schloss (4,5% ABV)

dortmund schloss

Cervejaria: Dortmund

A cerveja Schloss é uma cerveja de trigo, um pouco diferente das conhecidas Weiss Alemãs por utilizar Trigo branco não maltado e ser temperada com sementes de coentro e cascas de laranja.

11# Cerveja Dieu du Ciel Blanche du Paradis (5,5% ABV)

Mulheres e Cerveja

Cervejaria: Brasserie Dieu du Ciel

Blanche du Paradis significa “Branco do Paraíso” em francês. Essa cerveja é feita com sementes de coentro e cascas de laranja. Ela ganhou a nota 94 no RateBeer, o maior ranking de cervejas do mundo.

12# Estrella Damm Inedit (4,8% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Estrella Damm

Este rótulo foi criado em parceria com o renomado Chef Ferran Adrià, o sommelier Juli Soler e os mestres cervejeiros da Estrella. Tem aromas de especiarias como coentro, casca de laranja e alcaçuz. A segunda fermentação na garrafa lhe proporciona complexidade aromática, frutada e floral, com notas doces no paladar.

13# Vedett Extra White(4,7% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Duvel Moortgat

A cervejaria belga ganhou fama por seu rótulo witbier no Brasil. Este rótulo oferece laranja e limão, com sementes de coentro.

14# Limburgse Witte (5% ABV)

limburgse witte

Cervejaria: Brouwerij Sint Jozef

Representante de uma nova geração de produtores de cervejas artesanais na Bélgica, o rótulo surgiu da parceria entre duas tradicionais cervejarias familiares de Limburg. É cerveja de trigo clara produzida segundo a centenária arte cervejeira belga. Foi Medalha de Prata em Qualidade em 1997 e Melhor Witbier da Bélgica em 2013

15# Bier Hoff Witbier (5% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bier Hoff

A witbier da cervejaria de Curitiba leva em sua receita trigo não maltado e leva casca de laranja amarga, semente de coentro, gengibre e refermentada com baunilha. O rótulo conquistou medalha de bronze no Festival Brasileiro de Cerveja 2013.

16# DUM Grand Cru (8,8% ABV)

Reprodução

Cervejaria: DUM Cervejaria

A cervejaria tinha por objetivo desenvolver uma cerveja belga de trigo, com mais corpo e álcool que uma witbier, ou seja, uma Double Wit. O coentro está escondido atrás dos aromas das cascas de laranja baia, que estão presentes em grande quantidade nessa cerveja.

17# Amazon Witbier Taperebá (4,7% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Amazon Beer

Famosa por seus ingredientes tipicamente da Amazônia, a cervejaria artesanal usa a fruta taperebá, também conhecida como cajá. A nova cerveja utiliza dois tipos de malte, o trigo e a cevada.

18# Samuel Adams White Ale (5,3% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Samuel Adams

Os fabricantes de cerveja norte-americana inspiraram-se no estilo belga. Ela leva uma mistura complexa de  especiarias como coentro, anis, hibisco, rosa mosqueta, tamarindo, e baunilha. Entre as frutas, casca de laranja, limão e ameixa seca.

19# Neblina (4,5% ABV)

Reprodução

Cervejaria: Noturna

O rótulo da cervejaria paulista leva sementes de coentro, casca de laranja, limão tahiti e limão siciliano, garantindo um toque cítrico.

20# Bela Rosa (5,2% ABV)

Leonardo Filomeno

Cervejaria: Bohemia

No estilo belga Witbier, ela tem a pimenta rosa em sua receita. Tem aromas cítricos de laranja e limão, herbais e um toque de coentro, característico do estilo.

Comentários

Importante - Os comentários realizados nesse artigo são de inteira responsabilidade do autor (você), antes de expressar sua opinião sobre temas sensíveis, leia nossos termos de uso

Recomendado para você

Populares

Parceiros

Estilo e Moda Masculina para o Homem Moderno
A gente também pode
Fique por dentro de todas as novidades do blog
O primeiro e maior blog de engenharia do Brasil
Caderno de receitas, culinária prática e rápida
Bom Humor e Boa Bebida Liberados!
A Bartender Store é referência no seguimento de Coquetelaria e Bares por oferecer diversos produtos e serviços voltados para um público diverso e cada vez mais exigente
Inspiração para homens que querem ter uma casa ou home-office com identidade e que reflita a sua personalidade
esporte de um jeito diferente
Homem também tem que ter estilo
Pausa para Nerdices - Sua dose diária de entreterimento
Tudo sobre seu carro
Fique por dentro de tudo que acontece no Manual do Homem Moderno.

Cadastre-se e receba semanalmente os principais destaques do Universo Masculino »